diabetes

Fala terráqueos como vão vcs??? Eu tô legal… Bora mais uma vez falar de diabetes com a tia Shao? Bora né… como dizia a minha mãe… conhecimento é poder. E tem tanta desinformação na internet sobre o diabetes. O que eu mais encontro quando eu estou procurando alguma informação útil é informação errada e desinformação… vc tem que filtrar bem as coisas para saber o que levar a sério. Já começo avisando, começou o texto com “cura do diabetes” ou “elimine de vez o diabetes” pode air fora disso que é golpe.

O diabetes ocorre no corpo de uma pessoa quando o pâncreas literalmente morre, pára de funcionar, e por enquanto não tem cura para isso… o mais perto da cura que pesquisadores chegaram é um transplante de pâncreas, mas… vc troca os remédios para o diabetes por remédios contra a rejeição que são bem mais caros que os remédios para o diabetes e que se vc não tomar vc morre como vc morreria se não tomasse a insulina cotidianamente.

Mas eu já falei sobre isso em outros textos hoje eu queria falar de uma condição grave que pode acontecer com diabéticos e que pode causar mesmo a morte do doente. O nome disso é cetoacidose diabética. Pra começar a explicar o que é a cetoacidose deixa eu explicar mais ou menos como funciona a absorvição de açúcar pelo nosso organismo. Tudo o que a gente come se transforma em glicose que é um dos formatos de açúcar e o nosso pâncreas ele produz a insulina que quebra as moléculas de glicose para que as nossas células possam absorver essa glicose e gerar energia para nosso corpo funcionar.

O que acontece no diabético é que o pâncreas não funciona direito, ou não funciona de jeito nenhum… então o organismo produz pouca ou nenhuma insulina, as moléculas de glicose não são quebradas pela insulina, o organismo por sua vez não absorve essa glicose que fica boiando na nossa corrente sanguínea aumentando os níveis de açúcar no sangue. Acontece que as nossas células precisam de energia e quando elas não encontram a glicose para produzir essa energia, para as células continuarem funcionando elas começam a utilizar as reservas de gordura do nosso corpo para produzir energia, por isso que geralmente, diabéticos com altíssimos níveis de glicose perdem tanto peso em tão pouco tempo.

Acontece que essa queima inadequada de gordura (a queima adequada se dá através de atividade física amiguinhos) produz um resultado nada legal que são as cetonas. E o que são essas cetonas? São uma espécia de ácido que são produzidos pelo organismo e que vão se acumulando no sangue juntamente com a glicose. Então o coitado do sangue que tem que carregar oxigênio para lá e para cá no nosso organismo tá carregando junto um monte de glicose e um monte de ácido. E esse monte de ácido pode envenenar o nosso sangue. E é quando os níveis de cetona (ácidos) estão muito altos que se dá a cetoacidose. 

Quais são os sintomas de uma cetoacidose diabética, basicamente são os mesmos de uma hiperglicemia (glicemia muito alta, acima dos 300) e mais alguns. Que seriam: 1) muita sede e boca seca, 2) Vontade de urinar muito frequente, 3) glicose muito alta, 4) Nível alto de cetona no sangue (esta só dá para saber de dois jeitos, ou vc tem um glicosímetro que mede os níveis de cetona no sangue  – alguns da Abbott fazem isso – ou vc faz um exame de sangue).

Então se eu não tenho este glicosímetro como eu fico sabendo Shao… por outros fatores, outros sintomas. Primeiro que se sua glicemia passou dos 300 vc tomou insulina ela não baixou, corre pro hospital. Segundo se somados aos sintomas anteriores vc está sentindo muito cansaço e constantemente cansado, se sua pele está mais seca que o normal, náuseas, vômitos e dor abdominal, dificuldade de respirar, dificuldade de concentração… e o mais característico um odor frutado na respiração do doente… corre pro hospital porque pode ser sim cetoacidose diabética.

Mas e se minha diabetes tá controladinha Shao, ainda assim eu corro risco de ter cetoacidose? Infelizmente sim pois não é apenas o descontrole dos níveis de glicose que podem desencadear uma cetoacidose. Eu fiquei internada uma semana uma vez por conta dos níveis de cetona no sangue… pior sensação da vida… Algumas doenças, e alguns processos inflamatórios pode causar a cetoacidose… algumas doenças que podem fazer o corpo produzir níveis mais elevados de certos hormônios, como a adrenalina ou cortisol.

E são esses hormônios danados que atrapalham o trabalho da insulina… podendo provocar uma cetoacidose diabética. Exemplo de doenças que eu já tive que podem levar a isto… uma Pneumonia, as infecções urinárias, a minha dermatite que vira e mexe me ataca e eu tenho que tomar corticoide, febre…  e por aí vai. Outros fatores que podem desencadear a cetoacidose é um estresse, trauma físico ou emocional… entre outros.

Então assim, tem diabetes? Bora ficar de olho nos níveis de açúcar do seu sangue, medir a glicemia de três a cinco vezes por dia. E se tiver algum ou alguns dos sintomas que eu citei nos parágrafos anteriores vá correndo direto para o médico. Ahhh e antes que eu termine este texto, já que eu citei os aparelhos da Abbott que lêem os níveis de cetona no sangue… eu vou deixar aqui para vcs os aparelhos e as tiras para fazer esta medição de cetonas no sangue.

cetonas

Então, estas aqui do lado são as fitinhas FreeStyle Optium β Ketone que vc utiliza exatamente como as tiras de glicose, vc coloca ela no aparelhinho, no glicosímetro compatível com ela, pinga uma gota de sangue nela e ela vai de dar os níveis de cetona no sangue. Se o valor da medida for inferior a 0,6 mmol/L tá dentro da normalidade. Se as medidas estiverem entre 0,6 e 1,5 mmol/L significam que sua glicose está acima de 250, então vc tá com risco de ter sim cetoacidose, talvez vc deva ir para o hospital, ainda mais se vc estiver se sentindo mau. Já acima de 1,5 mmol/L significa que sua glicose está acima de 300  vai para o hospital.

Os três aparelhos que são compatíveis com estas tiras de cetona são os modelos abaixo. Na ordem que aparecem da esquerda para a direita, o Freestyle Optium Neo, o Optium Xceed e o que eu tenho que é o Freestyle Libre. O libre aliás é um dos medidores mais completos da Abbott eu gosto muito dele… eu sempre recomendo ele pra caramba. Taí mais uma coisa que ele faz, que é medir os níveis de cetona então… se vc quiser um medidor polivalente este é um dos que eu uso (e eu tenho vários…) diabéticos geralmente tem mais de um porque é bom né?

optiumneooptiumxceedlibre

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao