chorona

Fala terráqueos como vão vcs??? Eu tô legal… Mais uma sexta-feira chegou não é mesmo crianças?? E como sempre aqui neste blogue nas sextas nós falamos de filmes. Três filmes para sermos mais específicos. E o primeiro filme desta sexta-feira é um filme de terror… chamado “A Maldição da Chorona”. Ahhhh Shao, pelo amor de Deus é sério isso? É sério que vc assistiu esse filme e curtiu e vai escrever sobre ele no blogue? A gente achava que vc só comentava filme que vc tinha curtido…

Sim galera é sério. Quando este filme saiu nos cinemas eu quase fui ver. Mas eu pensei… hummm pode ser que esse filme seja uma bosta. Vou esperar ele pipocar pela internet para ver em casa, e olha… não é um filme ruim… é cheio de jumpscares e  cheio de clichês de terror, bem como é cheio de defeitos especiais mas até que ele é bacaninha. E eu vou dizer a vcs o porque e dizer também porque vale a pena assistir.

Para começo de assunto, se vc assistiu “Chaves” vc sabe mais ou menos quem é a Chorona. E eu confesso, foi mais por causa do “Chaves” e da lenda da Chorona que eu me interessei pelo filme. Como eles iriam retratar esse mito latino americano dentro da cultura estadunidense? Então vamos antes de mais nada contar a história dessa figura, a Chorona, vc tem que entender a lenda para poder entender o filme. E o filme começa bem assim, contado para a gente, com algumas imagens a história da mulher traída que acabou se transformando na entidade Chorona.

Lá no passado, mais especificamente 1673, um casal e seus filhos, dois meninos estão brincando no campo. Um dos meninos dá de presente à mãe um colar e ela promete para ele que irá guardar para sempre. Eles meio que começam a brincar de se esconder e então quando ele abre os olhos ele não vê a mãe, quando ele sai procurando por ela, ele encontra o irmão morto e ele percebe que foi a mãe que matou o menino. Então a mãe sai correndo atrás dele e mata ele também.

Mais para frente no filme essas cenas são explicadas, essa moça se apaixonou pelo cara mais bonito da cidade e ele se casou com ela e eles tiveram dois filhos. Acontece que ele traiu ela e a abandonou por outra mulher. Na fúria do ciúmes a forma mais cruel que ela conseguiu pensar para puní-lo, foi destruir o que ele mais amava que eram os seus próprios filhos com ele. Depois que ela mata os filhos ela se torna essa entidade conhecida como Chorona que aparece de noite, para crianças desobedientes e as leva para longe de suas mães e as mata.

E é então que realmente começa o filme. Ele conta a história da Assistente Social viúva chamada Anna que depois da morte do marido policial baalha pra caramba para cuidar sozinha dos dois filhos Samantha e Chris. E um dia, num dos casos em que ela atua… ela é obrigada a ir até a casa de uma mulher latina chamada Patrícia pois ela é acusada de maltratar os dois filhos pequenos. Anna acredita que a mãe enlouqueceu e está maltratando os filhos. Com a ajuda da polícia ela entra na casa Patrícia é detida e as crianças levadas para um abrigo. No abrigo Anna vê diversas marcas e machucados nas crianças, e ela tenta descobrir a origem dos ferimentos mas as crianças apenas dizem que foi “ela” quem fez.

Anna instala as crianças no abrigo e vai para casa. No meio da noite entretanto… lá no abrigo, os meninos Carlos e Tomas acordam e começam a serem perseguidos implacávelmente por uma mulher. O que acaba acontecendo é que os dois meninos são mortos. Anna é acordada no meio da noite pela polícia e vai até o local onde os corpos dos meninos foram encontrados, na beirada do rio. Ela fica inconsolável com a morte das crianças e quando ela está conversando com os policiais a mãe das crianças chega e diz para ela que seus filhos estão mortos por culpa dela, porque ela os estava escondendo da Chorona e ela tirou seus filhos do seus cuidados. Ana fica extremamente abalada…

Enquanto isso os filhos de Anna estão no carro dela, próximo ao local do crime. Chris, curioso para ver o que a mãe está fazendo sai do carro, desobedecendo as ordens da mãe e vai até a beirada do rio ver os corpos dos meninos mortos, lá ele escuta uma mulher chorando e vai ver quem é e então a Chorona agarra o braço dele e coloca a sua marca nele. A partir daí a Chorona começa a assombrar os filhos de Anna, e ela vai ter que entender quem é a Chorona e uma forma de derrotar a entidade.

Mas eu não vou contar como isso acontece porque essa é a graça do filme. O que eu achei bacana no filme é justamente o fato de que ele mistura essa questão sobrenatural da existência de uma entidade que assombra as criaturas com toda a questão do abuso infantil, de crianças que realmente são maltratadas pelos pais. E é bacana como durante o filme a personagem principal, que é uma assistente social que trabalha com crianças carentes e vê eeste tipo de abuso todos os dias, e portanto tem um ponto de vista bem realista e cético sobre a vida é obrigada a aceitar a existência do sobrenatural e que isto está abalando a sua vida.

Com relação aos efeitos especiais, e o background da Chorona… podiam ser melhores… entretanto… se tirarmos esses detalhes até que é um filme bacana. E assim sendo, eu recomendo para vcs, caso vcs curam o gênero e caso vcs esteja afim de ver um filme de terror no final de semana de vcs.

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao