solitario

Fala terráqueos como vão vcs??? Eu tô legal… Quer dizer, na verdade eu tô bem cansada… acho que a gripe quer me pegar. Eu simplesmente não fui trabalhar hoje porque eu tava muito cansada, ontem eu já fui me arrastando para o trabalho, quando chegou hoje de manhã eu não tive muitas forças para levantar então eu tomei meus remédios, minhas vitaminas e um antigripal e voltei pra cama… às vezes o que a gente precisa é tirar um dia para não fazer nada.

Mas nem era disso que eu queria falar no texto de hoje… eu nem ia me levantar da cama hoje mas eu me senti um pouquinho melhor agora de tarde e resolvi escrever um pouquinho. Hoje eu queria falara de luto. Esses dias eu estava lendo um texto, uma reportagem de uma revista internacional, o texto estava em inglês… e eu esqueci de salvar este texto para colocar o link aqui para vcs. Mas o texto dizia algo mais ou menos assim… a gente muda quando a gente perde os nossos pais.

É uma lei não escrita da vida. Geralmente nossos pais morrem antes da gente… pode ocorrer o contrário é verdade, mas geralmente nossos pais partem antes da gente. E por mais que a gente saiba disso, a gente nunca está preparado de verdade para este momento de nossas vidas. Pelo menos não a grande maioria das pessoas… e não importa a idade que vc tenha. Essa perda vai deixar em vc uma marca talvez quase tão grande quanto a vida deles, e os ensinamentos deles, deixaram na sua vida e contribuíram para a formação da pessoa que vc é.

A morte dos nossos pais nos deixa mais sozinhos, porque pai e mãe são aqueles cantinhos do mundo, que não importa o que é que esteja dando errado na sua vida, vc sempre vai ter o seu porto seguro nos seus pais. E quando vc não tem mais isto, é bem complicado. Ahhh mas Shao, pai e mãe não é o único porto seguro que uma pessoa pode ter, existem outros membros da família e eventualmente as pessoas constroem suas próprias famílias… Verdade e eu acho que não necessariamente família significa ter o mesmo sangue. E claro, a minha experiência, minha conexão com meus pais pode ser diferente de outras pessoas… mas de qualquer forma… é diferente…

Vc se torna uma pessoa diferente quando vc não tem mais este tipo de apoio. Vc se torna definitivamente um adulto. E muitas vezes vc se torna aquela pessoa para onde outras pessoas correm! Especialmente se vc se torna pai e mãe… e é assim mesmo, é o fluxo natural da vida. E como a gente muda na vida conforme os anos passam, conforme as coisas boas e  coisas más acontecem conosco, e isto tudo vai nos modificando.

Hoje mesmo eu estava organizando aqui as postagens mais antigas do blogue e eu li algumas coisas bem antigas que eu tinha escrito e em algumas delas eu reconheço que não sou mais aquela pessoa que escreveu aqueles textos. Fez eu me sentir velha ahahahaha, mas ao mesmo tempo fez com que eu me sentisse bem porque eu cresci tanto. Eu mudei sim… espero que tenha sido para melhor, eu perdi meus pais, perdi meu avô, perdi pessoas que eu achava que eram amigas. Mas ganhem tanta coisa também.

E eu acho que essa é uma troca constante que nós fazemos na vida, vc perde algumas coisas, vc ganha outras. Vc perde pessoas, vc conhece novas pessoas, vc envelhece… vc adquire conhecimento e vc percebe que apesar de tudo que aprendeu ainda tem tanto a aprender. Eu sinto saudades dos meus pais, da minha mãe e do meu avô principalmente. falta de poder ouvir um conselho, uma palavra deles… Mas eu ainda posso ouvi-los nos conselhos que eles me deram durante anos e anos e muitas vezes eu ainda me deixo guiar por eles…

Claro que na maior parte das vezes agora eu tenho que buscar as respostas em mim mesma… eu tenho que pesar os prós e contras e decidir o que eu quero da vida. Quais os resultados que eu posso esperar diante das decisões que eu tomo. A gente sente falta, mas ainda assim a gente continua né? A gente segue em frente… tem dias que fica a sensação de que algo monumental está faltando, fica a saudade… e a gente segue em frente.

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao