armand

Fala terráqueos como vão vcs??? Eu tô legal… Continuando aqui na minha saga de releituras. Porque este ano tem sido treta para mim e eu tenho lido muito pouco então só para não ficar sem ler nada eu resolvi reler algumas coisas, e eu escolho as Crônicas Vampirescas da autora norte americana Anne Rice. Eu não sei se eu coloquei já aqui no blogue a lista de todos os volumes dessas Crônicas… caso eu não tenha colocado, vai aqui para vcs abaixo com o link dos textos dos volumes que eu já citei aqui no blogue:

1 – Entrevista com o Vampiro (1976) – Lido
2 – O Vampiro Lestat (1985) – Lido
3 – A Rainha dos Condenados (1988) – Lido
4 – A História do Ladrão de Corpos (1992) – Lido
5 – Memnoch (1995) – Lido
6 – O Vampiro Armand (1998) – Lido
7 – Pandora (1998) – Lido
8 – Vitório, o Vampiro (1999) – Ainda não li
9 – Merrick (2000) – Ainda não li
10 – Sangue e Ouro (2001) – Ainda não li
11 – A Fazenda Blackwood (2002) – Ainda não li
12 – Cântico de Sangue (2003) – Ainda não li
13
– Príncipe Lestat (2014) – Ainda não li
14 – O Príncipe Lestat e Os Reinos de Atlântida (2016) – Ainda não li
15 – Blood Communion (2018) * ainda não lançado no Brasil – Ainda não li

Antes de começar a falar do livro de hoje deixa eu mencionar de passagem o volume 5 das crônicas que é “Memnoch” de 1995, que eu li faz muitos anos, mas eu não curti, achei um livro arrastado, muito cheio de simbolismos e que não acrescentava muito à história do Lestat ou dos demais vampiros das Crônicas. Na época que escreveu este livro a autora Anne Rice estava passando por um momento extremamente religioso e ela escreveu uma história que conta o encontro de Lestat com o demônio. Sim… isso mesmo… o capiroto em pessoa… e ele leva Lestat para o passado onde ele testemunha a crucificação de Jesus e bebe o sangue de Cristo. Sinceramente é o livro mais chato da série. É muito cheio de simbologia religiosa, especialmente cristã… mas tudo de uma forma bem confusa, não é um livro que eu gostaria de reler então fica aqui apenas a citação sobre ele… e partimos para o livro que foi publicado depois dele que é o livro de hoje.

E o livro de hoje é o sexto volume das crônicas “O Vampiro Armand” e ele conta a história de Armand… que aparece pela primeira vez nas histórias de Anne Rice em “Entrevista com o Vampiro”. É um livro de 1998, então tem mais de 20 anos… mas mesmo assim eu vou tentar falar dele sem dar muitos spoilers para não estragar a leitura de quem esteja interessado na história.

Como fica bem claro no título do livro vamos conhecer nesta obra a história de Armand. Caso vcs tenham lido “Entrevista com o Vampiro” ou o texto que eu escrevi sobre ele vcs se lembram quando Armand aparece pela primeira vez. Em Paris, quando Louis e Cláudia fugiram de Lestat e estão viajando pela Europa. Armand é então apresentado como o  mais antigo e líder de um grupo de vampiros que viviam na cidade e o responsável indireto pela morte de Cláudia. Ele permite que a menina vampira morra porque ele quer ficar com Louis porque ele está cansado dos vampiros decadentes que o rodeiam e ele simplesmente se encanta com Louis, um vampiro cheio de humanidade.

Massss… fora o fato que ele foi FDP com a Cláudia e que tomou um fora do Louis, não sabemos muito mais sobre ele… quem é Armand? De onde ele veio… qual a história por traz do vampiro antigo com cara de menino? Porque apesar dele ter sido interpretado por Antonio Banderas no filme, no livro ele é descrito como um vampiro com cara de menino porque ele é transformado muito jovem por seu mentor. O Vampiro Marius.

Armand então nesse livro começa a contar a sua história par David Talbot. Desde o seu nascimento na Rússia como Andrei, onde ele é sequestrado e vendido como escravo para a Constantinopla. Depois ele acaba indo parar como escravo do Vampiro Marius em Veneza. Marius muda seu nome para Amadeo (que em latim significa Amado de Deus) e é Marius quem se encanta com ele e o transforma num imortal na idade de 17 anos. Marius acaba abandonando tudo e todos para tomar conta de Akasha e Enkil… e entre tudo o que ele abandona está Amadeo. Amadeo acredita que seu mestre Marius foi exterminado por outros vampiros então ele foge e se perde pelo mundo e depois de muito tempo acaba nesta seita de vampiros na frança, lá… ele recebe o nome de Armand e acaba liderando esses vampiros e é então que ocorre seu encontro com Louis e Cláudia.

Armand conta também como no final de Memnoch enquanto Lestat vai para o inferno ele que quase morreu ao se jogar de encontro ao sol é salvo por dois imortais… e eu não vou contar o que acontece depois porque vcs vão ter que ler o livro. O bacana desse livro é que vc passa a entender melhor o Armand. E ele deixa de ser um cara que foi FDP num livro para ser um personagem bem mais complexo do que imaginávamos. É um livro bem bacana, se vc quer ler as crônicas vampirescas tem que ler este sem falta… eu recomendo pra caramba.

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao