theact

Fala terráqueos como vão vcs??? Eu tô legal… Hoje é aquele dia que falamos de série galera e hoje eu trago uma série especial para vcs. Para quem curte séries de casos criminais reais… essa série é uma boa pedida. É uma série produzida pela Hulu (que eu já comentei aqui com vcs, e é uma concorrente da Netflix que por hora não tem no Brasil, tem apenas nos Estados Unidos e no Japão – e que faz séries ótimas por sinal – Então muito provavelmente vcs não vão conseguir ver esta série de modo ‘legal’ tem que baixar ela piratona na internet para poder ver) e que foi lançada agora em 2019 e retrata a história real da relação doentia que acabou terminando em tragédia da mãe Dee Dee e de sua filha Gypsy.

Então bora primeiro falar do elenco… as duas atrizes que protagonizam a série nos papéis de mãe e filha são Patricia Arquette (no papel da mãe Dee Dee) que acredito eu dispensa apresentações, é uma puta baita atriz.  Mas deixa eu só dizer que esse é um dor melhores trabalhos desta atriz, vc assiste e tem vontade de matar ela com uma machadinha de tão bem que ela faz a personagem mãe/vilã. E contracenando com ela temos a jovem e talentosíssima atriz Joey King (ela tem só 19 anos) no papel da filha Gypsy.

Eu conheço apenas um outro trabalho dessa menina e é uma comédia romântica mas ela é muito boa atriz, anotem o nome dela aí porque ela tem futuro na carreira. Ela inclusive foi indicada para o Emmy de Melhor Atriz em Série Limitada ou Telefilme por esta série. A Patrícia Arquette também foi indicada nesta mesma categoria mas por outra série por outro trabalho. E a premiação aconteceu no último dia 22, mas como eu estou escrevendo este texto com uma certa antecedência eu não sei quem levou o prêmio.

Apesar de ser uma série bem recente e eu não querer dar spoilers, é um caso real sobre o qual ainda temos algumas consequências se desenrolando. Se vc der um Google no nome de Dee Dee e Gypsy Blanchard vc vai ver um monte de notícias, vídeos, documentos, fotos, documentários, entrevistas sobre o caso real. Se vc quer curtir a série sem saber do caso… não pesquisem nada no Google na boa e parem de ler este post agora, vão ver a série e depois voltem a ler o post porque vai ser praticamente impossível escrever o texto de hoje sem revelar uma coisa ou outra para vcs.

Mas bora falar da série. Este formato de série da Hulu se parece um pouco com a série American Crime Story… onde cada temporada eles narram um crime… American Crime Story já está na segunda ou terceira temporada (não me lembro agora) e esta The Act está na primeira. E nesta primeira temporada eles contam a história de uma mãe… que teve uma infância e adolescência complicada, que sempre se envolveu em problemas e então um dia essa mulher chamada Dee Dee conheceu um cara, se casou e teve uma filha com ele que ela chamou de Gypsy. Acabou que quando a menina tinha pouca idade o pai e a mãe dela se separaram e Gypsy ficou com a mãe… que aos poucos foi afastando ela do pai.

Dee Dee se mudou para longe, isolando a si mesma e a filha de qualquer contato com a família dela e do ex-marido. O ex-marido ainda enviava dinheiro da pensão da menina, e sempre ligava querendo saber como a menina estava. Mas Dee Dee sempre pintava uma imagem que a criança estava doente, que poderia partir desta para a melhor a qualquer momento… e ele escolheu se manter distante. Uma decisão da qual ele ia, futuramente se arrepender amargamente.

Acontece que Dee Dee além de ser uma trambiqueira inveterada, que dava golpe nas pessoas a torto e a direito, ela sofria de uma doença chamada Síndrome de Münchhausen por procuração que vem a ser uma doença mental que faz com que o doente cause deliberadamente alguma forma de abuso infantil à criança da qual ele é o cuidador, ou inventem para médicos e demais pessoas que esta criança sofre de alguma doença que a criança não tem como forma de chamarem atenção para si mesmos.

E é exatamente isto que Dee Dee faz, desde muito criança ela faz a própria Gypsy acreditar que é doente, bem como seu ex-marido e todas as pessoas que a cercam. Usando a doença da filha para conseguir dinheiro do governo, doações das pessoas e até mesmo uma casa. Gypsy acredita cegamente na mãe e a acha a pessoa mais maravilhosa da terra por abrir mão de ter uma vida própria para se dedicar à cuidar dela e de sua doença.

Acontece que como todas as crianças Gypsy começou a crescer, entretanto a mãe a forçava a permanecer criança. Chegando ao pondo da própria Gypsy não saber ao certo a idade que tinha. Mas quando ela atinge a adolescência ela começa a se interessar por coisas de adolescentes e por rapazes. Como vivia completamente isolada do mundo real e das pessoas Gypsy acreditava que poderia encontrar para si um príncipe como os dos contos de fada da Disney. E como não podia sair de casa… foi pela internet que ela começou a ter contato com alguns caras…

Resumindo, porque este texto já está gigantesco… ela começou a entrar em atrito com a mãe (como todo adolescente diga-se de passagem) e como ela foi criada completamente desconectada do mundo real ela acaba se envolvendo com um sujeito que também tinha problemas mentais. Acabou que os dois juntos (há controvérsias na história e há várias versões da história) assassinaram Dee Dee para poderem ficar juntos. Os dois foram presos… Gypsy pegou a pena mínima, apenas dez anos e deve ficar livre entre 2023 e 2024. Provavelmente devido a ter sido vítima da mãe por tantos anos e porque não há provas de que ela tenha sido a mentora do crime. Já Nick Godejohn seu então namorado foi condenado à prisão perpétua, mesmo alegando problemas mentais, mesmo a sua família afirmando que Gypsy era e mente criminosa de todo o caso e Nick apenas havia sido manipulado por ela.

Eu recomendo pra caramba essa série, tem drama, tem suspense, tem angústia é bem bacana. Apesar de que a história toda é contada do ponto de vista de Gypsy, já que a mãe morreu, nunca saberemos a versão de Dee Dee. Vc pode encontrar mais sobre o caso real e sobre a série clicando aqui, aqui e aqui… e se vc procurar vc pode encontrar um documentário sobre o caso, com uma entrevista exclusiva com Gypsy na cadeia. Sobre o crime… o que eu acredito… que podemos facilmente ter dois cenários.

Um… Gypsy cansou de ser abusada, surtou e matou a mãe com a ajuda do namorado. Afinal ninguém sabe de verdade o que se passava entre as duas no dia a dia… Dois… Gypsy era cúmplice da mãe em todas as suas falcatruas até o dia que ela se envolveu com o tal do Nick e resolveu declarar sua independência da mãe, e ela achou que a única forma de ser completamente livre da mãe doente e possessiva era matá-la.

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao