Typewriter 1

Fala terráqueos como vão vcs??? Eu tô legal… Eu tô escrevendo este post numa das semanas mais frias de julho, ontem eu saí de casa para trabalhar e estavam fazendo 18 graus, eu pensei.. bom… não vai fazer tão frio vou só com uma blusa leve… e eu geralmente saio de casa umas seis e meia, antes do sol botar a cara dele pra fora. Me lasquei de verde e amarelo.

Porque quando eram nove da manhã a temperatura já tinha caído para 14 e quando eu cheguei em casa já faziam onze graus. E eu tinha dito aqui no blogue que com a minha menopausa chegando não existia mais inverno na minha vida… eu estava enganada, meu sangue continua congelando nas veias quando a temperatura cai abaixo dos 15 graus. Eu não tô preparada para lidar com temperaturas abaixo dos 15 graus Celsius. Então eu acho que ainda não tô preparada para ir morar nos países nórdicos que tem seus invernos com temperaturas em -30ºC. Eu acho que eu morreria…

Beleza Shao, mas qual a razão deste prólogo no texto de hoje? Ainda mais que não pudermos deixar de notar que esses dois parágrafos não tem nada a ver com o título da postagem. Na verdade tem… Primeiramente deixa eu dizer que hoje em dia estamos na era do coaching. Existe gente criando técnicas e explicando essas técnicas para as pessoas e ganhando dinheiro em várias áreas (nada contra, é só uma constatação). Tem até coaching para te ajudar a escolher o melhor e mais divertido hobbie para as suas horas vagas. E como não poderia deixar de ser, tem também coaching para blogues e blogueiros.

Apesar dos blogues não estarem mais tão em alta quanto estavam há dez anos… quando eu comecei este blogue em 2005 se eu não me engano, os blogues estavam em alta, eram os queridinhos da internet e tinha gente que ganhava uma grana boa escrevendo para a internet. Hoje em dia não é o caso, mas ainda existe uma blogosfera bem grande, ainda existem muitas pessoas (como eu) que escrevem todos os dias para blogues e lêem blogues.

E eu recebo aqui uma tonelada de comentários a cada texto publicado, tanto que eu tive que instalar certos filtros nos comentários para não deixar os comentários nos textos extremamente poluídos com propagandas, textos inúteis e críticas destrutivas. Críticas construtivas e contato com os leitores são e sempre serão bem vindos mas spamers, haters e gente que não tem mais o que fazer geralmente os filtros pegam e nem eu nem os leitores do blogue ficam expostos às abobrinhas.

Mas como eu dizia, eu ainda leio diversos blogues de outras pessoas, que tenham assuntos que me interessem, atualmente eu não tenho tanto tempo quanto eu gostaria para ler os blogues que eu sigo, mas pelo menos uma vez por semana eu tiro umas duas horas do meu tempo para fazer isso. E eu vejo uma galera começando, e dando seus tropeços e gente metendo o pau nos comentários… na gramática da pessoa, na forma de escrever, nos temas do blogue. E comentários que não acrescentam nada, não ajudam em nada… apenas para agredir a pessoa muitas vezes, ofender. Tá tudo muito assim na internet hoje em dia né?

E muitas vezes a pessoa que é atacada acaba se sentindo desestimulada a continuar escrevendo e desiste do blogue. Eu já tive a minha cota de comentários de haters e críticas imbecis. Especialmente referentes ao estilo de escrita dos meus textos aqui no blogue. Mas, uma coisa eu gosto de deixar claro quando eu escrevo textos aqui… eu escrevo para mim mesma, para me expressar… se as pessoas vão ler e gostar dos meus textos… pouco importa, claro que todo mundo que escreve gosta de ter um feedback bacana e fazer uma conexão intelectual com outras pessoas… mas eu procuro nunca perder o foco de que aqui no blogue eu escrevo para mim…

Eu me lembro que uma vez, antes de eu instalar os filtros nos comentários eu angariei um hater… que ele comentava repetidamente em todos os meus posts. E ele sempre dizia a mesma coisa, que meus textos eram prolixos, que eu enrolava… que eu demorava demais para entrar no assunto do título. Ele não estava errado de todo. Mas este é o estilo de escrita deste blogue, eu falo de tudo e de nada ao mesmo tempo e eu falo como se eu estivesse tendo uma conversa informal com outra pessoa. Ou às vezes comigo mesma… hahahahaha. Pode parecer meio esquizofrênico mas é verdade.

Duas frases de duas escritoras talentosíssimas e memoráveis definem o meu estilo de escrita aqui no blogue. Uma é da Clarice Lispector e ela é tão importante que eu a deixo no cabeçalho do blogue abaixo do nome do Blogue que diz assim: “Escrevo porque encontro nisso um prazer que não consigo traduzir. Não sou pretensiosa. Escrevo para mim, para que eu sinta a minha alma falando e cantando, às vezes chorando…”.

Então se vc estiver começando ou querendo começar um blogue (ou qualquer coisa na vida mesmo) e tiver um chato de galocha te criticando. Deixa para lá… a gente escreve é pra gente mesmo. Não para os outros. Se os outros gostarem, beleza, senão… dane-se!

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao