Infâmia

Fala terráqueos como vão vcs??? Eu tô legal… Terceiro e último filme do dia… é um filme clássico. Um filme de 1961 para ser mais específica. Eu tive que assistir este filme ano passado ou retrasado não estou bem certa. Para um trabalho de tradução e legendagem da minha pós-graduação. E estes dias atrás eu estava limpando umas pastas velhas de trabalhos da faculdade no PC e eu encontrei o arquivo do filme.

E da primeira vez que eu assisti eu não dei tanta atenção à história do filme, à interpretação das atrizes nem nada porque eu estava mais focada em fazer a legenda. Então eu resolvi rever o filme e escrever aqui no blogue sobre ele porque na época eu nem resenhei ele por falta de tempo. Então bora lá… Apesar de ser um filme bem antigo, eu vou tentar não dar spoilers porque eu não sei o quão conhecido é este filme. Para começo de assunto o filme é baseado numa peça de teatro de mesmo nome escrita  pela americana Lillian Hellman trinta anos antes… a peça é de 1934 se eu não me engano.

E a história da peça e do filme são ligeiramente diferentes… mas é mais ou menos assim… duas moças se conhecem na faculdade e ficam amigas. Assim que elas se formam elas fundam juntas uma escola particular para meninas na Nova Inglaterra. Martha (interpretada por Shirley MacLaine) e Karen (interpretada por Audrey Hepburn) trabalham muito, durante anos para conseguirem se estabelecer financeiramente e estabelecer a sua escola. E quando elas finalmente conseguem as coisas se complicam.

A maioria das alunas da escola particular são de crianças ricas… então um dia, uma aluna chamada Mary Tilford conta uma mentira e é desmascarada pelas professoras, e ela é castigada por isso. Inconformada, a aluna mimada reclama para a avó que é quem a cria. Uma das mulheres mais ricas da cidade. Além disso a menina acusa as duas professoras de a perseguirem porque ela descobriu sem querer que as duas são amantes, e que ouviu as duas brigando porque Karen estava prestes a se casar com o médico da cidade o Dr Joe Cardin.

Nem sequer imaginando que a neta está mentindo a avó acredita nela e a fofoca sobre um possível relacionamento lésbico entre as professoras cai na boca do povo. É uma cidade pequena, então logo vira um escândalo. Todos os pais então resolvem retirar suas filhas da escola, deixando o lugar às moscas e as duas professoras falidas.

Logo de cara o noivo de Karen fica do lado das duas moças, mas a sociedade rica local começa a pressionar de todos os lados e o rapaz é demitido do hospital onde trabalha por apoiar as duas professoras. Indignadas, Karen e Martha então resolvem processar a avó da menina por calúnia. E então a história chega na imprensa e ganha os holofotes e as primeiras páginas de todos os jornais do país. Transformando a vida das duas professoras e do médico num verdadeiro inferno.

É um drama, o filme se passava nos anos 60, a peça nos anos 30. Se hoje em dia o tema homossexualismo é polêmico, há tanta discussão e tanta discriminação… imagine como deveria ser nessas décadas aí. Hoje em dia tem se falado muito de Fake News e com o surgimento de novas tecnologias uma notícia pode correr o mundo em questão de segundos e nesses segundos ela pode causar um efeito devastador no mundo e na vida das pessoas. 

Não é uma temática fácil de se ver… acaba sendo um filme bem pesado. Não vão assistir esperando um final feliz nem nada assim. É um drama pesadão que gerou a maior polêmica na época. Ele recebeu cinco indicações ao Oscar e três indicações ao Globo de Ouro na época. Vale muito a pena ver este filme… eu recomendo pra caramba pra vcs. 

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao