leavingneverland

Fala terráqueos como vão vcs??? Eu tô legal… Como sempre, mais uma sexta-feira e como todas as sextas três filmes para vcs. Eu não vou enrolar muito neste preâmbulo porque o primeiro filme que eu quero indicar para vcs é um documentário bem longo… E eu tenho certeza que eu vou ter um monte de coisas para falar sobre ele, promete ser um texto bem longo… Então sem mais delongas, primeiro filme do dia é um documentário sobre o Michael Jackson, o documentário denúncia da HBO chamado “Leaving Neverland”.

Bom para começo de assunto, é um documentário da HBO o único lugar que vcs vão conseguir assistir legalmente este documentário é na HBO GO se vc for assinante da HBO na sua TV a Cabo ou se vc for assinante do serviço de streaming da HBO. Eu assinei por 30 dias a HBO GO só para poder assistir esse documentário. Então… qualquer outro meio é ilegal… mas acreditem eles existem. Não é fácil encontrar este documentário para baixar por aí… acreditem… eu procurei, mas me disseram que se vc procurar bastante vc encontra.

Então é um documentário de mais de 4 horas que traz dois homens que conheceram Michael Jackson quando eram crianças, conviveram com ele por anos quando eram crianças e agora, dez anos depois da morte do cantor eles denunciaram Michael por abuso. Como diversos outros no passado. Se vc cresceu e viveu neste mundo nos anos 80 como eu, vcs devem saber que o Michael Jackson era endeusado de uma forma como nenhum outro artista foi antes dele, poucos alcançaram o status de deus vivo como ele. Apenas outro artista chegou nesse patamar que eu me lembre… e este outro artista é a Madonna. Antes deles eu acredito que apenas Elvis e os Beatles… depois deles… eu acho que ninguém voou tão alto.

Mais adiante na vida, quando Michael já tinha se tornado o ser excêntrico que era… ele foi acusado de pedofilia e abuso infantil diversas vezes durante os anos 90, os anos 2000. Alguns casos terminaram em acordos milionários com as famílias das crianças que acusavam o cantor. Outros foram derrotados nos tribunais em ações civis… Michael também foi julgado criminalmente por essas acusações e com a ajuda do testemunho de Wade Robson e Macaulay Culkin ele foi inocentado de todas as acusações de abuso e pedofilia por falta de provas… eles disseram que havia uma “dúvida razoável”.

E agora mais dois rapazes, que foram crianças que conviveram com o cantor fazem novas acusações. Dizem que foram abusados por anos a fio. Que na época dos abusos eles não acreditavam que estavam sendo abusados. Wade Robinson e James Safechuck , que são os nomes dos rapazes, descrevem toda a história deles com Jackson. Eles contam como conheceram o cantor, depois como começaram a ter uma ‘amizade’ mais próxima com ele. Como eles começaram a sempre serem convidados para Neverland, a mansão de Michael, que era uma Disneylândia para as crianças.

Mais adiante no documentário eles começam a descrever Michael como um predador astuto, como ele aos poucos foi ‘cortejando’ não apenas os meninos, mas também as famílias. Com viagens caras, presentes caros, dinheiro… e então depois de ganhar a confiança dos pais, ou sei lá, meio que seduzir os pais com a riqueza deles… Ele teve diversas oportunidades de ficar sozinho com os meninos e foi então que ele foi… aos pouquinhos… mudando o tom das conversas com os garotos… de amizade para amor romântico.

E ele convenceu as crianças que o que eles tinham era um relacionamento amoroso. E então… os rapazes descrevem, de forma literal, como Michael abusava deles. Eles também dizem que  E que foram anos e anos… até que eles cresceram e Michael “cansou” deles. Mudando para outros garotos. Eles deixam claro também que Jackson repetidamente dizia para eles que eles jamais poderiam contar para ninguém sobre o “amor” deles porque senão eles iriam presos, que as pessoas não entenderiam… Eles até descrevem que Michael fez uma uma “cerimônia de casamento” de mentira com eles para reforçar o caráter “sério” do “relacionamento” deles.

E o que eu achei do documentário? Antes de descrever o que eu senti da vibe do documentário deixa eu dizer que… todo documentário é a verdade do diretor do documentário. É a visão dele… então claro que ele nem sempre é justo, sempre vai contar apenas um lado da história, aquele lado da história no qual ele resolveu acreditar. Referente ao documentário… É longo pra caramba, é cansativo, é pesado. A forma que eles descrevem o “cortejo” do cantor é bem verossímil. É dessa forma mesmo que os pedófilos agem. Eles se aproximam dos pais, eles fazem com que as crianças acreditem que não é abuso… Entretanto, ao mesmo tempo o documentário é cheio de pequenas e grandes contradições dos narradores que são as supostas vítimas.

Fora isso… existem diversos fatores extra-documentário. Se vcs procurarem na internet, no YouTube, tem diversas reportagens e vídeos contando sobre a vida dos dois rapazes e de como eles não uma, mas várias vezes tentaram de alguma forma processar e ganhar algum dinheiro usando o nome do cantor, ou processaram o espólio de Michael Jackson, de uma forma ou de outra. Existem diversos vídeos de fãs que apresentam esses fatos, e contestam fato por fato, acusação por acusação, inclusive estão em produção outros dois documentários para refutar este documentário. E já tá rolando um processo… por parte do espólio do Michael Jackson contra a HBO. 

Não dá para ter uma visão completa de tudo apenas assistindo o documentário. A gente tem que lembrar que toda a história tem dois lados… Se vcs quiserem ter uma foto uma imagem mais completa da história vc tem que assistir o documentário e também ver as reportagens que acusam os rapazes de estarem acusando falsamente o cantor. Eu particularmente não consegui formar nenhuma opinião. Existem muitos rumores sobre Michael Jackson abusando de diversos meninos, diversas crianças… então, mesmo que ele não tenha feito nada jamais, já dizia aquele velho ditado onde há fumaça…

A única verdade é que jamais saberemos a verdade. Michael Jackson está morto, já tem dez anos. Não existem provas, não existe como provar que Michael cometeu esses crimes, se houvesse eu acho que deveria ser exposto. Os fatos apresentados pelos duas supostas vítimas são fácilmente confrontados e desmentidos por outros fatos… fica difícil acreditar na versão deles, mas por conta dessas acusações pipocarem cada hora de um canto ou de outro contra o cantor… também deixa a gente com aquele pé atrás.

Mas, enfim… se vcs tiverem interesse em assistir este documentário gigantesco e depois ver outros vídeos que meio que desmentem tudo o que foi dito no documentário… vcs podem tirar suas próprias conclusões. Eu particularmente achei que as histórias parecem falsas, as datas não batem, as informações não batem… Vc fica bastante na dúvida porque o comportamento que eles descrevem é o comportamento clássico do pedófilo, massss… existem falhas graves nas denúncias deles. O que me deixa ainda mais com a pulga atrás da orelha com essas denúncias é que o FBI investigou o Michael por dez anos depois das primeiras acusações e não encontraram nada… nas segundas acusações ele enfrentou o julgamento e foi inocentado porque nada foi provado. Então… fica parecendo uma falsa acusação mesmo.

Eu vou deixar o link de três vídeos que estão no YouTube que fazem um ótimo trabalho em confrontar as alegações dos dois rapazes e se vc colocar as duas coisas na balança a impressão que eu tenho é que são mais dois caras, querendo tirar grana do espólio do Michael Jackson. São três vídeos em inglês, todos eles tem legendas e traduções automáticas do Google, não é a melhor tradução do mundo mas dá pra compreender.

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao