janethevirgin

Fala terráqueos como vão vcs??? Eu tô legal… Hoje aqui no blogue é dia de falarmos de série. Eu não ando assistindo muita coisa nova, eu ando tentando colocar em dia as séries que eu já assisto. E tenho visto bastantes filmes… Bem mais que assistir séries na verdade.

Entretanto, de vez em sempre, algum amigo me recomenda uma série para assistir e de vez em quando eu pego essas dicas e vou ver do que a série se trata. Esses duas eu pedi para os meus amigos me recomendarem uma série de comédia e eles me recomendaram “Jane, A Virgem”. Eu fiquei na dúvida se eu ia gostar ou não da série. A temática me pareceu, assim logo de cara, bem inverossímil. Mas, eu resolvi dar uma chance para a série e não é que eu gostei… é bem engraçada.

A premissa da série é bem doida… Ela conta a história de Jane, uma garota de origem hispânica, que foi criada sem pai pela mãe solteira e doida Xiomara, e pela sua avó católica fanática. Quando era criança a avó de Jane disse para ela que ela só poderia fazer sexo depois do casamento. Jane está noiva do policial Michael que pacientemente está esperando o casamento. Jane trabalha num hotel de um ricaço chamado Rafael, um bonitão por quem ela tinha um crush quando era adolescente. Enquanto junta grana para casar e termina a faculdade.

Acontece que no meio de tudo isso que é a vida de Jane, duas surpresas acontecem. Primeiro o pai desaparecido de Jane, primeiro namorado de Xiomara, que a engravidou e caiu no mundo quando ela não quis fazer um aborto reaparece. E ele é ninguém mais ninguém menos que um famoso ator de Telenovelas mexicanas. Segundo… quando vai passar numa consulta com sua ginecologista (que por acaso é a irmã alcoólatra de Rafael) Jane é confundida com a esposa de Rafael e é inseminada acidentalmente e fica grávida! Virgem e grávida, isso mesmo… não é um prodígio da ciência crianças… podem perguntar pra qualquer médico.

Enquanto isso na casa de Rafael, a esposa dele Petra tinha marcado a inseminação sem ele saber. Rafael está pensando em se divorciar da mulher. Acontece que Rafael teve um câncer que o deixou estéril. Sabendo que o tratamento da quimioterapia poderia causar esterilidade Rafael guardou seus espermas para num futuro poder ser pai. Mas ele não queria no momento ser pai, com Petra. Que tentou se inseminar com a última amostra do marido para tentar salvar o casamento. E é então que começa a série e todas as confusões dos personagens.

As partes mais engraçadas da série são os personagens exagerados e a sátira que eles fazem das telenovelas mexicanas. Alguns personagens são extremamente caricatos… especialmente os personagens do núcleo hispânico da série. O tom é bem de comédia pastelão. Não é todo mundo que vai curtir, eu sei. Mas eu achei bem legal, bem engraçada… já terminei a primeira temporada e agora eu estou assistindo a segunda. Eu recomendo? Se vcs curtem este tipo de programa e quiserem dar umas risadas com as situações absurdas que a série apresenta, recomendo sim.

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao