lizzieborden

Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Eu tô legal… Mais uma sexta-feira… e como sempre, vcs estão carecas de saber que às sextas, aqui nesse blogue eu comento e indico para vcs três filmes que eu tenha assistido e curtido recentemente… se eu vejo um filme ruim, ou que eu não gostei tanto eu não indico, podem ficar sossegados. Se tá aqui na sexta-feira é porque eu achei bacana (vcs podem até não achar tão bacana assim, mas se chegou ao blogue é porque eu gostei hahahahaha).

Eu estou escrevendo este texto no Word porque justamente no Feriado que eu tirei para dormir até tarde, jogar videogame e escrever para o meu blogue a Internet resolve ficar fora do ar. Mas tudo bem, eu vou escrever aqui no Word mesmo e depois quando minha internet resolver voltar eu posto os textos nos blogues.

Então sem mais delongas bora para o primeiro filme do dia. É um filme de 2018 baseado em um crime real, que conta a história de um dos crimes mais grotescos de seu tempo. O filme é chamado “Lizzie” e é inspirado na vida de uma das assassinas mais infames do EUA, Elizabeth ‘Lizzie’ Borden. É claro que o filme tem várias licenças poéticas, mas… o crime e os personagens são bem reais. E se vcs quiserem saber mais sobre o caso real vcs podem ler mais sobre ele aqui e aqui.

lizzie2

Voltando ao filme, ele conta por cima a vida de Lizzie Borden, e sua estranha relação com a sua família (que não a tratavam muito bem e a consideravam uma espécie de fardo), seus histórico familiar de doenças mentais e uma solidão imensa a levaram a se envolver romanticamente com Emily, uma empregada na casa da sua família e como as duas juntas planejaram a morte violenta e grotesca de várias pessoas. Eu não quero falar muito do filme porque eu não quero dar spoilers e estragar a experiência de vcs. Mas eu curti o filme e recomendo para vcs.

Aqueles que estiverem afim de ir mais a fundo na história e ler sobre o caso real vão ver que o julgamento de Lizzie Borden foi um acontecimento gigantesco e midiático na época e também vão perceber que o filme é um pouco fantasioso. Na vida real Lizzie Borden era bem mais maquiavélica do que ela é retratada no filme. O filme, entretanto, apresenta os acontecimentos todos de uma forma que no final vc fica se perguntando, será que Lizzie Borden planejou tudo e seduziu a criada para ter sua ajuda, envolvendo uma pessoa facilmente influenciável em sua tramoia horrenda. Ou será que ela realmente cometeu um crime passional, matando aquelas pessoas para livremente viver com sua amada?

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido o texto de hoje. Caso tenham gostado, deixem um comentário. Bora interagir. Se vc tem um blogue também deixe aí o seu link para eu conhecer seu trabalho. É sempre bacana conhecer o trabalho de outros escritores e fazer novos amigos. E eu acho que é isso aí, amanhã como sempre estaremos de volta com mais uma postagem.

Abraços, Shao