solitario

Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Eu tô legal…  Eu tô muito pensativa ultimamente, então perdoem-me se nos próximos dias eu engatar uns posts meio filosóficos. Se vcs ficarem muito de saco cheio podem pular os próximos posts dos próximos dias… Podem voltar na sexta-feira que teremos como sempre nossas dicas de filmes para os finais de semana. Mas não é disso que iremos falar no texto de hoje. 

Vocês ja repararam que quando vamos envelhecendo a tendência é vermos mais amigos, familiares e  conhecidos partindo e quando isto acontece somos obrigado a encarar nossa própria mortalidade? Não Shao, não somos tão velhos como vc ainda. Bom, mas se Deus quiser. Bom de qualquer forma eu acho que é normal, conforme alcançamos um certo momento na vida, fazermos um balanço de tudo que vivemos e nos questionarmos olhando para trás. Será que fiz as escolhas certas? O que teria acontecido se eu tivesse feito isto ou aquilo… Questões também  sobre como o fim da vida nos parece mais próximo do que início.

E então eu me perguntei esses dias qual vai ser o meu legado quando eu me for? O que eu deixo para trás no mundo, para o mundo e para as pessoas com quem eu convivi? Eu li uma frase uma vez que dizia algo mais ou menos assim… um dia seremos apenas uma foto na estante de alguém e depois nem isso. Que quer dizer mais ou menos isso… nossa memória só vai permanecer nesta terra enquanto se lembrarem de nós.

Se vc assistiu a animação “Viva a Vida é Uma Festa”… (clique aqui para ler a resenha que eu fiz dessa animação caso vc ainda não tenha lido e assista porque vale muito a pena) vai entender essa ideia de que só existiremos enquanto se lembrarem da gente. Claro que existem pessoas que fizeram coisas grandiosas, que mudaram o rumo da humanidade. Essas serão eternamente lembradas. Essas pessoas claro, são exceções, mas mesmo essas pessoas que são exceções nem sempre serão conhecidas por todo mundo. Por exemplo… Nicola Tesla foi um cara foda para a ciência e muita gente não conhece ele…

Mas Shao vc não acha que vc ainda é muito nova para estar pensando nessas coisas não hein??? Hein??? Hein??? Vc tem só 43, vc não tem, sei lá… 93! Eu sei galera, mas… como diz o meu irmão (que por sinal é 14 anos mais novo que eu) tem pessoas que já nascem velhas na alma. Eu sou uma delas? Sinceramente… não sei… ahahahahaha tem dias que eu acho que sim tem dias que eu acho que não. Tem dias que eu acordo de boas, então eu acho que posso dizer que nesses dias eu acordei me sentindo mais jove. Mas, também tem dias que eu acordo sentindo o peso de cada um dos meus (quase) 43 anos de idade.

Esses dias eu estava me lembrando de dois amigos meus que morreram tem uns poucos anos e como eu sinto falta deles. Das conversas, das risadas. Eu também me lembro constantemente da minha mãe, do meu pai, do meus avós que já partiram. Qual o legado que cada uma dessas pessoas deixou para mim, na minha memória? Fora a saudades, eles me deixaram muitas boas lembranças.Claro que a nosso cérebro é safadinho e ele nos engana a gente prefere se lembrar só das coisas boas e não das coisas ruins, o que é algo normal em todos os seres humanos e faz com que a gente viva com aquela sensação de que no passado as coisas (com raras exceções) eram melhores. Mas ainda assim, eu vou me lembrar dessas pessoas enquanto eu viver (eu enquanto eu tiver memória né? Nunca se sabe…).

E eu acho que no final das contas, é apenas esse o nosso legado. Afinal de contas nem todos tem o intelecto de um Tesla, de um Einstein… nem todo mundo consegue mudar o mundo. A gente só consegue mudar o nosso mundinho. 

Vou terminando este post por aqui… Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Faz tempo que eu não atualizo o blogue eu sei mas tem bastante coisa legal por lá e eu pretendo retomar os textos quando as coisas estiverem mais calmas na minha vida. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao