aestranhavidadetimotygreen

Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Eu tô legal… Segundo filme do dia… um drama… pra deixar vcs deprimidos. Ou não, porque filome de drama sempre tem uma mensagem de otimismo para passar no final não é mesmo? Faz meses que eu assisti este filme e eu acabei não fazendo uma resenha dele aqui para o blogue mas bora agora certo.

Eu me lembro que um dia eu estava em casa de férias e eu fui pra academia e quando eu cheguei, estava passando a sessão da tarde e este filme estava começando. Primeira vez em muitos anos que eu me sentei para comer um lanche e acabei assistindo o filme todo. Então, segundo filme de hoje é “A Estranha Vida de Thimoty Green”.

É um filme da Disney, de 2012 que no Brasil nem sequer passou pelos cinemas, ele chegou aqui em 2014 direto em DVD. Uma pena porque é uma história tão bonitinha que passa uma mensagem tão bonita. Mas infelizmente não é uma história muito ‘comercial’. Mas sério gente, é uma história muito bonitinha. E a história é mais ou menos assim… O filme conta a história de do casal Green. Eles sempre sonharam em construir uma família juntos mas eles descobrem depois de anos tentando que são estéreis. Acontece que mesmo os médicos explicando para o casal que eles não poderiam ser pais biologicos mas que existiam muitas crianças precisando de pais carinhosos e que eles poderiam percorrer este caminho eles ficam relutantes. Não querendo sequer pensar na possibilidade.

Então um dia quando estão muito tristes, eles resolvem escrever num papel todas as qualidades que eles gostariam que o filho do sonho deles tivesse e eles enterram este papel no jardim. Algum tempo depois um garoto bate na porta deles, chamandoos de papai e mamãe e diz se chamar Timothy e que veio do Jardim. E ele possui todas as características que eles escreveram na folha de papel. E ele estranhamente tem nas suas pernas várias folhas… como se ele tivesse realmente florescido no jardim.

O casal então começa a experimentar como seria a vida de um casal que tem um filho e eles se saem muito bem e Tim é um garotinho especial que toca todos à sua volta com sua simpatia e alegria. Acontece que depois de umas semanas… uma folhinha se solta das pernas de Tim e ele percebe que sua estadia com a sua família vai ser mais curta do que ele esperava e ele percebe que sua vinda para a terra e para a vida da família Green tinha um propósito ensinar àquele casal que eles eram capazes de amar uma criança mesmo esta criança não sendo seu filho biológico. Assim como eles amaram Tim logo que o conheceram.

O final do filme como vcs podem imaginar é triste mas a mensagem que ele passa é muito bonita, muito bacana. Existem várias crianças que estão em abrigos esperando por pais adotivos e grande parte delas não vai conseguir. E eu sei, que como qualquer relação humana não é algo simples, vai ser bem complicado… a gente aprende a ser pai e mãe dando muita cabeçada na vida, pergunte aos seus pais se vc ainda não é pai/mãe.

Vcs sabiam que no Brasil existem mais casais aguardando para adotar do que crianças para serem adotadas? Acontece que a maioria quer bebês, brancos, sem problemas de saúde… o filme é um conto de fadas e muitas pessoas querem a adoção mas querem um conto de fadas. Na vida, raramente nos deparamos com situações que nos fazem acreditar em contos de fadas mas… todos os dias, se olharmos com atenção conseguiremos enxergar situações que podem nos dar a esperança que o mundo pode ser um pouquinho melhor. Recomendo pra caramba esse filme pra vcs… e se vc for emotivo… prepare o lencinho…

Vou terminando este post por aqui… Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao