libre2

Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Antes de mais nada se vc está lendo este texto no Facebook Clica no link aqui embaixo para ler o texto completo. Eu tô legal… Bora falar de tecnologia que trabalha para ajudar os diabéticos? Bora… Como vcs sabem eu tenho diabetes, e como vcs também devem saber também eu uso vários aparelhos e tecnologias que me ajudam no controle do diabetes. Uma das coisas que eu utilizo é o senhor da Abbott o Freestyle Libre, que eu já falei sobre ele em vários sites, se vcs quiserem saber mais sobre essa tecnologia cliquem aqui.

E há alguns dias eu escrevi aqui um post sobre o MIAOMIAO, um aparelhinho que vc encaixa no sensor do Freestyle Libre e ele transforma o sensor em um transmissor Bluetooth que manda a cada cinco minutos as leituras do sensor para o seu celular. Clique aqui para ler este post também. E eu me lembro, de ter pensado. Caraca velho, a própria Abbott poderia inserir no sensor deles mesmo essa função Bluetooth né? Acontece que eu não contava com a astúcia do pessoal da Abbott. Parece que eles já produziram e já lançaram em alguns países a segunda versão do Freestyle Libre…

O que muda nessa segunda geração de sensores? Bom… a tecnologia utilizada atualmente de transmissão de dados do sensor que fica no braço do diabético é a NFC, por isso dá pra vc utilizar seu celular com NFC (desde que ele seja compatível com a tecnologia do sensor, nem todos os celulares com NFC são). A próxima geração de sensores vai ter transmissão por Bluetooth. Já existe no mercado (não no Brasil) um Sensor da Dexcom que utiliza essa tecnologia. Mas, para o Dexcom funcionar com transmissão Bluetooth ele precisa de um transmissor adaptado a ele… como é o MIAOMIAO para o Freestyle Libre. O que muda é que agora o transmissor Bluetooth já vai vir integrado ao sensor, vc não vai ter que comprar adaptador nenhum. O que é muito bacana!

libe2

Outra novidade que essa segunda versão dos sensores traz é um novo leitor que vai receber também via Bluetooth as leituras de glicemia, a cada 5 minutos, e ele vai tocar um alarme em casos de hiperglicemia ou em casos de hipoglicemia. O que é bastante útil para crianças, idosos e para quem não usa bomba de insulina como eu. Especialmente durante a noite.

Esse novo sensor foi aprovado em Agosto do ano passado para começar a ser vendido na Europa, não sabemos quando e se ele vem para o Brasil. O fato de a primeira versão do sensor já estar à venda no Brasil me deixa com bastante esperança de que a Abbott vá trazê-la para cá. Lá fora, a Abbott estava lutando para conseguir baixar o custo do preço de produção dos sensores. Os sensores atuais custam para serem produzidos, ente dez e cinquenta centavos de dólares (isso mesmo e cada sensor é vendido por cerca de 36 dólares lá fora enquanto que aqui eles são vendidos por quase 250 reais) o preço de custo da produção dos novos sensores está por volta de 1,50 dólares… três vezes mais o preço do sensor com a tecnologia anterior, mas a Abbott, lá fora, manteve os preços na mesma faixa entre 30 e 40 dólares cada sensor (eu não consigo imaginar quanto é que vai custar esses novos sensores no Brasil, se eles vierem para cá, eu sinceramente duvido que eles vão ficar na mesma faixa de preço dos sensores com leitor NFC – e se eu estiver correta, claro que eu não vou conseguir bancar esse upgrade de tecnologias). 

De qualquer forma, eu espero que mais esta nova tecnologia venha para o Brasil, bem como o Dexcom que também ainda não aterrizou aqui na terrinha. A esperança de que eles venham para cá com um preço bacana também… porque a gente é pobre né? E porque eu acho que tudo que auxilia a pessoa a levar uma vida mais saudável, que ajuda vc a controlar uma doença crônica como o diabetes, deveria ter um preço razoável. Tudo bem o criador ter o direito de lucrar com a sua criação. Masss… se vc gasta 0,50 centavos de dólar para fazer um mecanismo e vc ganha 35 dólares… seu lucro é de 34,5 por unidade… Eu sou péssima de matemática então eu não sei quantos por cento de lucro dá isso… mas se eles vendessem esses sensores por 1 dólar eles já estariam ganhando o dobro do que gastaram para fazer o treco.

Vou terminando este post por aqui… Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao