magczlam3z2kj93qtabjFala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Antes de mais nada se vc está lendo este texto no Facebook Clica no link aqui embaixo para ler o texto completo. Eu tô legal… Hoje é dia de contarmos contos e causos, eu ando com pouco tempo de trabalhar nos meus contos então bora com mais um causo de família porque a minha família (como a família de todo mundo eu acredito) está cheio deles.

E hoje eu vou contar para vcs a história do Galo chamado Pitoresco. Minha mãe e os irmãos foram criados, uma grande parte da infância deles no interior. E qdo vc mora no interior, as crianças tem vários animais de estimações… as galinhas todas do galinheiro botaram ovos que chocaram e viraram pintainhos. E então uma vez a minha vó e meu avô deram para cada um dos filhos um pintainho. Minha mãe e seus cinco irmãos, cada um receberam um bichinho para chamar de seu. Por serem bichinhos muito delicados… nem todos chegaram à idade adulta. De verdade, apenas o galo da minha mãe cresceu…

E minha mãe deu a ele o nome de Pitoresco… não me perguntem por quê… eu sinceramente não sei. E o Pitoresco andava para cima e para baixo atrás da minha mãe. Acontece que com o passar do tempo o pitoresco foi ficando maior e maior e ele era um galo índio, um galo bravo, que tinha nascido para dominar a porra toda do o galinheiro e botar as galinhas na linha. Mas a minha mãe ainda tratava ele como um bichinho de estimação.

Até que um belo dia… minha mãe foi dar ração para o Pitoresco já quase completamente crescido como ela sempre fazia, ela colocou a ração no pote dele e bateu com a unha no pote chamando ele. Acontece que naquele dia Pitoresco tava de ovo virado e ele decidiu que não ia mais ser tratado como criança. Quando minha mãe colocou a mão no comedouro dele ele deu-lhe uma bicada no dedo de arrancar sangue… e foi pra cima dela todo machão, abrindo as asas e tudo.

Minha mãe ficou num beco sem saída, ou ela se protegia do irado Pitoresco ou ele ia bicar bem mais que o dedo dela. Então num ato desesperado (porque ela tava sentada no chão, e como eu já contei para vcs minha mãe teve paralisia infantil, ela não andava, então não tinha como ela sair correndo do ataque de fúria do Pitoresco) ela deu um safanão no Pitoresco. E o safanão pegou em cheio… Pitoresco saiu rodopiando com o safanão, desequilibrou-se e caiu dentro de um latão com querosene. E ficou todo danado. Enquanto minha mãe ia cuidar da mão ferida.

Minha tia, irmã mais velha da minha mãe ficou com pena do galo, correu lá, tirou o galo de dentro do pote de querosene, limpou, cuidou, deu remédio pra ele não ficar doente, deu suco de laranja pra ele (Oi??? Sério isso??? Sério!!! Por quê??? Não faço a menor ideia!!!) e daquele dia em diante o galo não era mais da minha mãe, era dela e ele amava ela e passou a ter um ódio mortal da minha mãe. Pitoresco não podia ver a minha mãe que queria voar nela e tascar a esporada nela… como minha mãe tinha dificuldade de andar, ela não tinha como correr dos ataques do Pitoresco…

Então ela pegou um pedaço de pau e guardou ele e para entrar ou sair de casa e no quintal de casa, que era o reinado de Pitoresco, minha mãe tinha que se armar do pedaço de pau. Porque se o Pitoresco visse ela ‘desarmada’ ele ia para cima dela sem dó nem piedade. Se ela estava ‘armada’ do pedaço de pau ele pensava duas vezes, espero esse galo não? E essa batalha entre minha mãe e Pitoresco durou muito tempo. Até que um dia, meus avós e todos os filhos foram passar o natal na casa de parentes e quando voltaram tinham sido furtados, alguem da vizinhança simplesmente passaram a mão nalgumas galinhas do galinheiro para fazer a ceia do natal e dentre os abduzidos estava o Pitoresco. Que teve seu fim na panela, como ceia de natal.

Vou terminando este post por aqui… espero que tenham curtido. Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao