filosofando

Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Antes de mais nada se vc está lendo este texto no Facebook Clica no link aqui embaixo para ler o texto completo. Eu tô legal… Hoje é dia de filosofarmos sobre a vida novamente, de vez em quando é necessário não? Não Shao… não precisa ficar hiper analisando as coisas… Minha mãe sempre me disse isso, várias pessoas me dizem isso. E eu sei que eu penso demais.

Eu geralmente demoro mais tempo do que eu deveria para tomar uma decisão porque eu sou assim. Eu geralmente perco oportunidades por não ser nada impulsiva. Mas eu sempre fui assim, desde que eu me entendo por gente. Mas… não é disso que eu quero falar hoje, pelo menos não diretamente. Esses dias eu estava pensando em como pessoas diferentes reagem de formas diferentes a acontecimentos semelhantes. Acontecimentos bons e tragédias.

Eu vou dar um exemplo… em  2002 a vocalista da minha banda favorita a cantora Marie Fredriksson foi diagnosticada com um câncer no cérebro. Depois do tratamento, depois que a tempestade passou a reação dela e da família dela foi priorizar a saúde dela e viverem uma vida mais caseira, diminuindo a velocidade das coisas porque antes ela vivia aquela loucura de gravação, turnê, viagens… Já o Per Gessle, companheiro dela de Roxette… fez o contrário ele acelerou a vida e começou a trabalhar feito um doido. Aquela sensação que os dois passaram de ‘a vida é muito curta para se deixar passar assim’ mas eles reagiram de formas completamente opostas.

E coisas inesperadas acontecem na vida de todos nós… eu perdi minha mãe… fez nove anos último Agosto. E em se tratando do luto, às vezes a gente fica tão perdido na própria dor que a gente se esquece que não somos os únicos que perderam aquela pessoa… meus irmãos também perderam a mãe, meu pai perdeu a esposa, minha avó perdeu a filha, minha tia perdeu a irmã. E cada um de nós teve uma reação diferente diante dessa perda.

E o que isso tem a ver com o título do blogue Shao? Tem a ver que… às vezes, vc precisa que um acontecimento grande, trágico atinja a sua vida pra vc mudar algumas coisas. Eu precisei perder a minha mãe, desenvolver uma diabetes para descobrir que tinha um monte de coisas que não estavam legal na minha vida. No meu caso foi meu organismo reagindo ao que não estava bem na minha cabeça no meus sentimentos… minha reação ao luto foi ficar muito doente, ir parar no hospital e quase morrer, por causa do diabetes claro, mas por causa de um ataque de pânico que eu tive em 2015.

Eu tive que mudar a minha vida da água para o vinho… Hoje eu tenho que comer direito, eu tenho que tomar remédio, eu tenho que fazer exercícios praticamente todos os dias da semana, eu tenho que ir ao médico e fazer exames a cada três meses, eu tenho que fazer terapia para aprender a lidar com o meu luto… Não foi fácil, mudar tanta coisa na minha vida, até mesmo porque eu sou bem cabeça dura e eu detesto mudanças, especialmente mudanças drásticas.

É uma constante luta vc largar a preguiça de lado para ir para a academia, comer dentro da dieta nos finais de semana (porque é mai fácil comer uma porcaria do que ficar duas horas cozinhando), lembrar de tomar os remédios na hora certa, e anotar os níveis glicêmicos… Mas eu faço porque senão eu me lasco, eu vou passar mal e ir parar no hospital novamente e nós não queremos isso não é mesmo?

Entretanto, eu conheço pessoas, com as quais eu convivo, que são bem próximas de mim na verdade e por mais que a vida dê pancada nessas pessoas elas não aprendem, elas não mudam, elas persistem. Às vezes eu acho que essas pessoas não tem plena consciência do mal que estão fazendo a si mesmos e aos outros. Nos últimos anos eu tive que me afastar de diversas pessoas, simplesmente porque essas pessoas não tem essa visão de que muitas vezes a gente precisa mudar, a gente precisa crescer para melhorarmos como seres humanos. Elas vivem num ciclo vicioso e querem arrastar vc com ela na maioria das vezes. E por mais que vc ame e pessoa vc tem que se afastar.

E vc para para se perguntar… Meu Deus, essa pessoa não vê o que tá acontecendo? Onde é que ela tem que chegar, o que é que tem que acontecer de drástico na vida dessa pessoa para ela enxergar que ela tem que mudar? Eu sei o que precisou acontecer na minha vida… Mas, parece que as coisas não funcionam assim para essas pessoas, parece que não importa o que aconteça, nada é grande o suficiente para a pessoa decidir mudar sua vida, nada é forte o suficiente para arrancar a pessoa do círculo vicioso em que ela se meteu.

Vou terminando este post por aqui… Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao