coco

Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Antes de mais nada se vc está lendo este texto no Facebook Clica no link aqui embaixo para ler o texto completo. Eu tô legal… Mais uma sexta-feira… estão preparados para mais três filmes no dia de hoje? Espero que sim… porque os filmes de hoje são bem legais. E logo de cara, vamos começando pelo mais legal de todos os de hoje. Uma animação da Disney/Pixar… Se eu não me engano, já faz um tempinho que eu não posto nada sobre um longa de animação da Disney (ou da Pixar) por aqui.

Este desenho é especial porque ele fala do “Dia de Los Muertos” um feriado mexicano onde os mexicanos acreditam que abre-se um portal de ligação entre o mundo dos vivos e o mundo dos mortos e os mortos podem vir para a terra visitar seus entes queridos que ainda estão vivos. Para que isso aconteça entretanto é preciso que alguém aqui no mundo dos vivos se lembre do falecido, e a família ou amigos, tem que colocar uma foto do falecido no altar da família. Se isso não for feito o falecido não pode atravessar a ponte para o mundo dos vivos. Se todos os vivos se esquecerem dessa pessoa… ela se desintegra no mundo dos mortos e a sua alma deixa de existir.

Agora que está mais ou menos explicada esta questão vamos falar da animação em si que é muito legal… aliás fazia bastante tempo que eu não assistia uma animação tão legal. Tanto em qualidade de imagem quanto com uma história tão bacana. O filme de hoje é “Viva – A Vida é uma Festa!” (ou o original “Coco”) que é bem recente, é de 2017 portanto eu vou fazer de tudo para não dar spoiler okay? Infelizmente por conta disso talvez eu não possa falar muito do enredo… mas antes de mais nada já deixa eu dizer que eu recomendo pra caramba essa animação.

A história do filme é mais ou menos assim… o filme conta a história de uma família que mora numa cidadezinha no interior do México. Primeiramente conta a história de uma tragédia na família… a matriarca dos Rivera (que é o nome da família) Amélia é abandonada pelo marido, um músico que a deixou sozinha para cuidar da filha, para perseguir o sucesso de sua carreira e nunca mais foi visto.

Amélia magoada e com raiva, então baniu a música de sua família e abriu uma fábrica de sapatos bem sucedida que sustentou a sua família por várias gerações. Passam-se os anos, Amélia morre e sua filha Inês agora já é velhinha e é a Bisavó Coco e é então que conhecemos o pequeno Miguel Rivera, que aos 12 anos sonha em ser músico e é fã de carteirinha de um cantor famoso que nasceu na mesma cidade que ele Ernesto de la Cruz. Entretanto como a Tataravó Amélia dele baniu a música da família, Miguel tem que manter os seus sonhos em segredo porque toda sua família detesta músicos.

Um dia, próximo do “Dia de Los Muertos” (que seria tipo o Dia de Finados Mexicano) Miguel destrói a moldura da foto de Amélia que está no altar da família em homenagem àqueles que já morreram e ele descobre um segredo que a foto dobrada escondia, meio retrato do marido músico que abandonou Amélia (falta o pedaço da foto que tem o rosto dele – mas tem a imagem do corpo e do violão do rapaz). Miguel então repara que o violão da foto é idêntico ao famoso violão do famoso cantor Ernesto de La Cruz e ele então começa a acreditar de De La Cruz era o seu tataravô e que foi ele quem abandonou sua família para se tornar famoso.

Animado com a sua descoberta ele revela para sua família que ele quer ser músico. A família não recebe bem essa ideia e toma o violão dele e quebra. Sem violão para se apresentar no concurso de talentos da vila Miguel vai até o cemitério, na tumba de Ernesto de La Cruz e pega o violão dele na intenção de se apresentar… Mas quando ele toca o primeiro acorde do violão ele acidentalmente vai parar no mundo dos mortos. O que acontece é que Miguel foi amaldiçoado porque ele roubou algo pertencente a um morto, e agora ele tem 24 horas para voltar para o mundo dos vivos senão ele vai ficar preso no mundo dos mortos para sempre.

coco1

Entretanto para retornar para o mundo dos vivos ele precisa de uma benção de um dos seus antepassados e quem pode dar essa benção é somente Amélia. Miguel então se encontra com seus familiares, entretanto ele descobre que sua Tataravó Amélia não pôde viajar para o mundo dos vivos porque ele tirou a sua foto do altar da família. Os parentes então levam Miguel para o mundo dos mortos para se encontrar com Amélia. Chegando lá ela diz que só vai dar sua benção se ele prometer a ela que vai abandonar para sempre a música. Miguel se nega… e então começa a sua jornada para encontrar-se com Ernesto de La Cruz para conseguir uma benção dele para poder voltar para casa e seguir em frente com seu sonho de se tornar músico.

No caminho para encontrar De La Cruz ele conhece o esqueleto Hector que promete ajudá-lo em troca dele levar a sua foto para o mundo dos vivos e colocá-la no altar de sua família para que ele possa rever sua filha no mundo dos vivos. Miguel topa e os dois vão se meter em várias confusões nos caminhos entre a vida e a morte. E eu não vou falar mais nada do que acontece daqui para frente porque eu não quero dar spoiler em vcs. Mas assim, o filme é muito fofo a história é emocionante. Como sempre tem bastante comédia e tem aventura, e momentos tensos. Como eu já disse no começo do post. É um filme bom para caramba. Eu recomendo muito para vcs.

 

Vou terminando este post por aqui… Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao