heman

Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Antes de mais nada se vc está lendo este texto no Facebook Clica no link aqui embaixo para ler o texto completo. Eu tô legal… Mais uma vez crianças do meu Brasil (e de fora do Brasil também??? Acho… não sei… vcs me digam) é dia de falarmos de desenho me para variar de desenho velho (é desenho antigo Shao! – As pessoas que trocam o substantivo velho pelo substantivo antigo só estão usando de eufemismos pessoas… velho é velho não importa qual palavra usemos para qualificar o termo).

E hoje vamos falar de um desenho que teve muita longevidade. Ele foi ao ar diversas vezes em diversos anos… e atingiu um grande número de crianças (que hoje já são adultos). Vamos falar um pouquinho do background da animação. Por incrível que pareça… diferentemente da grande maioria dos desenhos animados que são criados e quando eles fazem sucesso eles viram uma linha de brinquedos… Os desenhos do He-Man foi ao contrário. No finalzinho dos anos setenta… a empresa de brinquedos Mattel, recusou um contrato com a Lucas Films para produzir uma linha de brinquedos de Star Wars, a Mattel não acreditou no sucesso da Trilogia e se lascou…

Mas como ela era uma das maiores produtoras de brinquedo da época ela resolveu criar um personagem, um super-herói baseado nos vikings, nos homens antigos e em Conan o Bárbaro. Então… resumindo para um caramba a história… o desenho animado foi criado para divulgar o personagem e vender o brinquedo!!! O desenho animado foi lançado em 83 enquanto que a ideia do brinquedo era do final dos anos setenta. E o desenho do começo dos anos 80 foi um sucesso.

A história do desenho, dos personagens é mais ou menos assim… O Príncipe Adam de Eternia, filho do Rei Randor e da Rainha Marlena (uma terráquea), que governava o Reino de Eternia no planeta do mesmo nome. A Feiticeira do Castelo de Grayskull dotou o Príncipe Adam com o poder de se transformar em He-Man, o que Adam fez, levantando sua Espada do Poder e proclamando: “Pelo poder de Grayskull …” Uma vez que a transformação foi completa, ele continuou “… . Eu tenho a força! “. E então… He-Man e sua turma  vivem diversas aventuras para proteger Eternia e todo o Universo das forças do mal… representadas no desenho pelo personagem do Esqueleto e seus asseclas. O desenho ainda teve mais duas versões… mas que não foram tão bem sucedidas quanto a dos anos oitenta.

Eu particularmente achava o desenho bem legal, uma coisa que tinha nesse desenho animado especificamente que não tem muito nos desenhos de hoje em dia eram lições de moral e ensinamentos bacanas para as crianças. No final do desenho ainda tínhamos um quadro que era “Os Conselhos do He-Man” onde ele ensinava coisas como ‘se alguém te oferecer drogas, não aceite e conte para seus pais, seus professores ou um adulto responsável’ – ‘se um amigo te convida para fazer algo que vc não pode contar para os seus pais, não faça!’. A animação em si não era das melhores, os personagens eram bem caricatos e percebia-se que era um desenho encomendado e qua as coisas tinham sido feitas na correria para atender uma demanda e o roteiro tinha várias falhas cabeludas hahahahaha… mas apesar desses defeitinhos era um desenho bacana pelo lado dos ensinamentos e das lições que ensinava às crianças da época.

Vou terminando este post por aqui… Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao