Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Antes de mais nada se vc está lendo este texto no Facebook Clica no link aqui embaixo para ler o texto completo. Eu tô legal… Hoje é dia de falarmos de tecnologias. Como vcs sabem eu tenho diabetes. E eu estou sempre de olho em inovações tecnológicas e médicas que possam me auxiliar a cuidar da minha diabetes, melhorar a minha qualidade de vida e controlar os níveis de açúcar no sangue.

Eu devo confessar que nos últimos meses do ano passado eu estava meio deprimida, e por conta disso eu meio que dei uma descuidada na dieta e nos exercícios. Na verdade é um círculo vicioso. É muito trabalhoso vc cuidar da diabetes, eu perco horas e horas do dia focada no que eu tenho que comer, nos remédios que eu tenho que tomar, nos exercícios que eu tenho que fazer. Tudo focado no controle dos níveis de açúcar. E eu perco tempo com essas coisas, sendo que eu poderia estar fazendo coisas mais legais, coisas que eu gosto ou coisas que eu preciso fazer e isto me irrita profundamente. Manter essa rotina é o mais complicado para mim e eu ficar chateada com isso me deixa ainda mais deprimida e quando eu estou deprimida eu não quero ter que fazer isso (e às vezes eu não faço) e quando eu não faço, não como direito, ou como porcaria, ou não faço as atividades físicas que eu deveria… afeta os níveis de açúcar e isso reflete nos exames e os médicos pegam no meu pé…

Então de Dezembro para cá eu tenho me esforçado para tratar essa depressão que me ataca de vez em quando. Especialmente quando eu fico muito de saco cheio de manter a rotina para cuidar da diabetes. Eu comecei a fazer terapia, porque eu me dei conta que sozinha eu não estava conseguindo lidar com essa pressão toda desse cotidiano de tratamentos. E com outras coisinhas. E de Janeiro para cá eu tenho me esforçado para não encarar essa rotina de tratamentos que são necessários, como uma prisão, como uma obrigação, como um peso enfim. E tenho melhorado… Vou fazer uns exames agora no final do mês e vamos ver se meus esforços valeram a pena.

E nessa árdua batalha contra a diabetes, quanto mais aliados eu tiver melhor. E felizmente para mim e para tantos outros diabéticos, estamos vivendo numa época em que a tecnologia está todos os dias evoluindo bastante e sempre surgem novas tecnologias que auxiliam numa coisa ou noutra. Faz uns dois anos já que eu uso um sensor no braço do laboratório Abbott. É um sistema de medição de glicemia, chamado Freestyle Libre, que diminui para caramba a necessidade de vc furar a ponta do dedo para medir os níveis de açúcar no sangue.

Eu precisava furar o dedo, entre três a seis vezes por dia para fazer esse controle. Hoje, eu só preciso fazer essa medição… uma ou duas vezes por dia, e tem dias que eu estou bem, então nesses dias eu nem preciso furar o dedo, eu só acompanho pelo LIBRE. E tem diversos aplicativos que vc pode instalar no seu celular que te ajudam a medir as leituras do sensor. Porque o sensor já vem com o seu aparelhinho, mas… eu também faço o controle dos gráficos e das medidas com outros apps… e o app que eu mais gosto para fazer esse controle, que é um app bem completo, ele se chama Diabetes:M (eu ainda preciso fazer um post sobre ele). E como eu fazia geralmente? Eu media com o aparelho do Libre ou com o celular (usando o NFC do meu Galaxy Note 5), anotava no meu caderninho e no final do dia ou no final da semana eu lançava os dados no app Diabetes:M – que faz os cálculos para mim e me dá gráfico, para saber como eu estou indo… se eu tô controlando direitinho a danada da diabetes ou não.

Acontece que agora, os criadores do Diabetes:M criaram um novo app o Libre Scan, que é um app bem simples, que permite que vc faça a leitura do sensor no seu braço e depois que ele efetua a leitura ele te dá a opção de salvar aquela medição diretamente no aplicativo do Diabetes:M. O que facilita para caramba os meus dias… eu não tenho mais que jogar no caderninho e depois jogar no app. Eu posso só medir, salvar no app logado, ele manda para a nuvem e eu posso consultar na internet mais tarde, posso imprimir em formato de tabela ou de gráfico. Ou de lista mesmo pra levar para a Endocrinologista no dia da consulta.

Claro que o app não é perfeito. Ele marca na tabela, no app, apenas a medição daquele momento. Entretanto o sensor ele dá para vc um gráfico das últimas oito horas. Seria muito bacana se o Libre Scan puxasse essas oito horas, puxasse esse gráfico e jogasse no Diabetes:M e claro, que o Diabetes:M pudesse também contabilizar esses dados, alimentasse mais dados no programa para dar um gráfico melhor, mais detalhado. Mas quem sabe  daqui uns tempos eles não melhorem o aplicativo né?

Legal seria também se a Abbott mesmo lançasse um aplicativo oficial para IOS e para Android. Porque o programinha da Abbot (que vc tem que baixar no PC e conectar o leitor deles no PC) é bem completo. Seria legal se eles lançassem um app oficial que se conectasse via nuvem com todos esses dados que a Abbott colhe com esse programinha. Bom, é mais uma opção de app para me ajudar nas leituras e nos controle dos níveis de açúcar. 

Vou terminando este post por aqui… Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao