manhunt

Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Antes de mais nada se vc está lendo este texto no Facebook Clica no link aqui embaixo para ler o texto completo. Eu tô legal… Antes de começar o post eu gostaria de fazer uma pergunta. O que é que vcs estão achando da nova organização de temas do blogue? Tá legal? Tá chato? Deixem comentários aí no Facebook ou no chatbox do blogue mesmo… Eu gostaria de saber.

O número de acessos do blogue cresceu então eu suponho que esteja legal porque tem menos repetição de temas… a intenção por trás dessa organização era evitar por exemplo ter posts falando de filmes cinco dias consecutivos… diversificar mais as postagens e tal, mas eu gostaria de saber a opinião de vcs que passam por aqui, que leem os posts. Para mim tá bem desafiador manter essa organização. Mas eu estou conseguindo manter por hora.

E… continuando na nossa programação normal. Como vcs sabem hoje é quinta-feira e quinta-feira é o dia de falarmos de música ou de séries. Eu não tenho ouvido muita música diferente ultimamente… mas eu vi umas séries novas então vamos falar de uma dessas séries no texto de hoje. Eu assisti essa série na Netflix, podem ir lá se vcs tem acesso, já tem toda a primeira temporada. Mas, não é uma série original da Netflix é uma série do Discovery Channel. E é uma série baseada num fato real.

Nos EUA em 1978 começaram a acontecer uma série de atentados e assassinatos à bomba que durariam quase vinte anos. Esse terrorista criava bombas e as enviava pelo correio para as pessoas que morriam numa explosão quando abriam o pacote. E essa série conta a história de anos e anos de investigação do FBI para descobrir a identidade do terrorista que ficou conhecido como “The Unabomber”. A série também conta como foram com o tempo evoluindo as formas de investigação dos federais americanos e como o assassino foi pego usando técnicas de linguística (a parte que eu achei mais legal).

Quem, como eu, curte essas séries baseadas em fatos reais que conta (de forma romantizada) histórias reais de crimes e criminosos reais (conhecidas como série de True Crime) vai curtir assistir essa série. Eu não vou falar muito sobre o caso real aqui, se vcs quiserem tem diversos documentários sobre o caso real no YouTube e em outros cantos da Internet. Esse foi um dos casos mais longos, e mais documentados da história dos EUA. Eu vou focar mais na série mesmo…

Primeiramente o papel do agente federal que finalmente descobre a identidade do assassino e o papel do assassino são interpretados por dois atores que eu curto muito… o assassino é interpretado pelo britânico Paul Bettany (vcs devem se lembrar dele como o estranho Silas de “O Código Da Vinci” – eu curto o trabalho dele desde que ele fez o Geofrey de “Coração de Cavaleiro”) e o gente do FBI pelo australiano Sam Worthington (vcs devem se lembrar dele como o mocinho do filme “Avatar”). Ambos fazem um trabalho maravilhoso. O assassino humano e cheio de traumas e o agente do FBI indo quase à loucura para tentar entender a mente do assassino.

Apesar disso a série é muito, muito boa… especialmente as partes que mostram o desenvolvimento de novas técnicas, novas tecnologias, que hoje em dia são muito utilizadas em caçadas a assassinos em série mas que na época eram totalmente desacreditadas pelas autoridades responsáveis pelas investigações. Assim sendo eu recomendo pra caramba essa série.

Entretanto a série não é perfeita… em diversos momentos ela explica demais algumas coisas desnecessárias e não explica o que vc quer mesmo saber. Ela humaniza para caramba o assassino, no final vc fica achando que ele é a vítima,  um jovem brilhante, um gênio… levado à loucura por experiências feitas com ele quando ele era jovem demais para compreender e saber se defender. Mas isso deve ser uma visão do diretor. E em alguns momentos ela demoniza o Agente do FBI fazendo vc se perguntar se ele não foi bem sucedido em sua caçada apenas porque ele é tão desequilibrado quanto o assassino que ele está caçando… já que ele destrói sua própria vida, sua família, para conseguir prender o cara. Recomendo pra caramba essa série… espero que vcs curtam.

Vou terminando este post por aqui… Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao