volume-do-telefone_318-49639

Fala terráqueos beleza? Espero que vcs estejam bem, eu não acordei legal, aliás eu acho que eu não fui dormir bem e não acordei bem. Sabe aquelas mudanças de humor repentinas que acontecem por causa da diabetes e das quais eu não tenho controle nenhum? Pois é…  elas acontecem e eu não tenho como controlar. O melhor que eu posso fazer é controlar os níveis de açúcar e esperar que essas crises de humor passem. E elas geralmente passam, um ou dois dias, mais tardar uma semana.

Mas hoje eu acordei naquele desânimo. Para meu azar porque hoje é segunda (e coincidentemente vcs estão lendo este post numa segunda também) e segunda é dia de fazer tanta coisa… dia de colocar a mão na massa num monte de coisas. Mas eu não tô com cabeça para fazer nada… Hoje eu acordei bem antes do que eu gostaria, tomei café e saí com o meu irmão. Ele foi aprovado no concurso da Defensoria Pública para estagiários e ele começa na terça, então ele tinha que levantar um monte de documentos, e abrir conta no Banco do Brasil e amanhã ele tem que fechar a conta dele noutro banco… hoje eu fui com ele fazer companhia e ajudar nalguma coisa e depois a gente foi almoçar, depois voltamos para casa e eu fiquei bem umas duas ou três horas tentando instalar as impressoras aqui de casa nos notebooks, no meu e no do meu irmão… e a tecnologia não tá muito minha amiga nessa semana.

Mas eu nem quero falar disso porque só vai me deixar mais chateada. Não deu para testar a impressora porque a danada tá sem cartucho de tinta, amanhã eu vou dar uma corrida no shopping e comprar os cartuchos que estão faltando para a impressora e então fazer o teste definitivo para a danada e pronto. Eu tenho umas coisas para fazer também, redigir um contrato de prestação de serviço e eu espero amanhã estar com mais ânimo do que hoje.

Mas como sempre nem era disso que eu queria falar no post de hoje. Como vcs sabem, como eu já devo ter dito outras vezes aqui no blogue, eu detesto telefone. Eu não detesto o telefone em si a invenção do telefone, aliás eu amo meu celular. O que eu odeio mesmo é falar ao telefone. Eu odeio mesmo falar ao telefone. Telefone é uma coisa para mim que só incomoda. Eu queria poder (agora que eu tô de férias em casa) desligar todos os telefones e não precisar falar com ninguém… durante umas duas semanas pelo menos… mas… não dá pra ficar tanto tempo desconectada porque eu tenho a minha família que quer falar comigo… entonces… a gente atura os telefones e os celulares.

E mesmo nestes casos… eu detesto ter aquelas conversas longas ao telefone, meus irmãos e meu pai que são as pessoas que mais falam comigo ao telefona sabe como funcionam as conversas comigo. Eu sou extremamente monossilábica. Ainda mais se eu estiver na rua… Sabe aquele tipo de pessoa que fica horas e horas conversando com os outros no telefone em pleno ônibus daí o busão todo fica ouvindo a vida toda da pessoa??? Pois é, eu não sou esse tipo de pessoa e é por causa desse tipo de pessoa (e de gente estranha que puxa conversa do nada) que eu uso fones de ouvido na condução.

E tendo isto em mente eu sempre falo para os meus amigos e para os meus parentes… Se um dia eu te telefonar, te chamar no chat, ou te mandar mensagem no WhatsApp é porque eu gosto muito de vc…

Vou terminando este post por aqui… Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao