polrel

Fala terráqueos como vão vcs? Eu tô legal… Depois de um longo feriadão… consegui, deixar nada mais nada menos que 50 posts agendados!!! Yay, vitória!!! Se eu conseguir agendar mais 10 posts acho que eu não vou ter que escrever mais nada até o final do ano se eu não quiser. Claro que eu não vou ficar tanto tempo sem escrever. Mas eu posso sim tirar uns dias de folga das últimas semanas de dezembro que teremos Natal e Ano Novo.

Bom, hoje eu vou falar de um assunto bastante polêmico. Eu particularmente não gosto de tocar em determinados assuntos. Ainda mais numa sociedade bipolarizada na qual estamos vivendo no momento. Vc tocar em assunto de Política e de Religião atualmente é pedir pra sofrer ódio online… e até mesmo hate na vida real.

Ano que vem vai ter eleição novamente e vai ser uma bosta de novo nas redes sociais. Nas últimas eleições eu perdi a conta dos ‘amigos’ que eu perdi na vida real e online por conta de ‘diferenças ideológicas’ ou ‘diferença de opinião’. Mas… algumas coisas precisam ser ditas independentemente do que as outras pessoas achem, pensem ou digam.

Esses dias eu fiz um post falando sobre como o tempo está passando depressa… Porque desde que eu era criança eu ouço as pessoas, meus avós, meus pais, meus tios dizendo… “Este mundo está cada vez pior, Deus está abreviando os tempos…”. Eu não sei qual o background familiar de cada um de vcs que acontece de ler meus posts aqui de vez em quando, mas o meu é bem simples… minha família sempre foi muito grande, muito próxima, muito tradicional e muito religiosa.

Quando eu era criança todo mundo era muito católico apostólico romando praticante… (mentira, nem todo mundo era praticante hahahaha) de ir à missa todo o domingo, ir para Aparecida do Norte pelo menos uma vez por mês, rezar a Ave Maria todos os dias às seis da manhã e às seis da noite fervorosamente… entre outras coisas. Daí nos anos 80 e 90 teve o Boom da expansão das religiões protestantes e pentecostais no Brasil e boa parte da minha família migrou com sua fé e seu fervor para diversas igrejas evangélicas…  diversas… algumas pessoas permaneceram católicas mas de um modo geral independente da igreja minha família toda é cristã.

E deixa eu explicar para vcs. Diversas igrejas, diversas opiniões, diversas vertentes e linhas de pensamento… então uma reunião de família temos sempre divergências. Mas, apesar dessas divergências temos uma coisa que tá faltando pra caramba no mundo lá fora. Respeito. E tolerância. A gente pode até não concordar com certos aspectos desta ou daquela denominação religiosa mas, a gente respeita. Assim como, eu tenho amigos de outras denominações e de outras crenças e outras religiões… mesma coisa. Nas últimas eleições já vi coisa chata pra caramba relacionada à mistura política e religião. E isso é uma das coisas que alguns dos meus parentes e amigos defendem e com a qual eu não concordo é pastor, padre e outros líderes religiosos se envolvendo na política.

E eu sei que entre os cristãos este meu posicionamento é minoria. Na igreja que eu frequento não existe uma ‘orientação’ em quem votar. E os irmãos que trabalham na igreja tudo é feito com trabalho voluntário. Ninguém tem salário e claro, existem alguns membros da igreja que se envolvem com política e que até se candidatam para um cargo ou outro entretanto os “líderes” da igreja (e eu coloco entre aspas porque na verdade não existem líderes, existem pessoas que são pregadoras e ficam na frente do resto da igreja e tal mas, não temos pastores e bispos e toda aquela hierarquia religiosa, mas isso não vem ao caso) todos se mantem afastados da política.

E isto acontece justamente porque quando uma pessoa nessa posição de ‘mentor’ ou ‘líder’ religioso faz alguma opção, declara o seu pensamento e qual seu posicionamento político. A tendência das pessoas mais carentes, que tem menos estudo, menos discernimento das coisas e geralmente não tem opinião própria sobre esses assuntos, é imitar essa pessoa que para ela é um exemplo de moralidade e tal. Ahhh se o pastor fulano, o padre sicrano ou o irmão beltrano estão apoiando este político eu também vou votar nele porque, o fulano sabe das coisas, ele é um homem de Deus, um homem santo então o cara que ele tá apoiando deve ser bom, deve ser o certo. Mesmo que a intenção do ‘líder’ religioso não seja a de influenciar o povão… é o que vai acontecer. Então a melhor coisa é ele guardar a opinião política dele para ele mesmo.

Tem também gente que pensa assim, ahhh porque o cara é um pastor, um padre… um whatever ele é um homem de Deus, ele é iluminado, ele vai fazer coisas pelas pessoas… gente… pelo amor… pensamento de séculos passados quando o rei era o representante de Deus na terra… Eu sou totalmente contra isso. e sou totalmente contra essas pessoas. Eu penso da seguinte forma, Deus deixou na terra o livre arbítrio para que o homem escolhesse livremente seguir seu caminho… Isso quer dizer que vc faz aquilo que vc bem entender e na política quer dizer que vc é livre para formar o seu entendimento e votar na pessoa que vc acha que é honesto que vai fazer o melhor trabalho.

Vou terminando este post por aqui… Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao