Skillet.853.431(1)

Fala terráqueos como vão vcs??? Espero que vcs estejam bem! Antes de mais nada se vc está lendo este texto no Facebook Clica no link aqui embaixo para ler o texto completo. Eu tô legal… Tô com sono e ocupada. Mas tô beleza… porque como dizem as más línguas, cabeça vazia oficina do capiroto.

Mas como sempre nem era disso que eu queria falar hoje. Hoje é quinta-feira e quinta é dia de falarmos de música! Vamos para mais um post de primeiras impressões. De outra das bandas que eu amo para caramba. Eu não conheço essa banda faz muito tempo, faz uns poucos anos. Eu conheci não, acho que faz uns cinco anos… numa época que eu comecei a deixar de ter preconceito com música de gospel. Eu esbarrei com algumas bandas online às quais eu curti o som e curti a letra e quando eu fui pesquisar mais sobre o background da banda eu descobri que eram bandas de rock cristão.

E muitas dessas bandas, tinham e ainda tem músicas não tão voltadas para o religioso. São músicas com letras mais generalistas. Músicas mais comerciais, mais próximas do que a gente chama de música secular. Eu primeiramente entrei em contato com essas músicas e depois que eu fui realmente conhecer o lado mais gospel dessas bandas e dentre elas estava o Skillet. Que veio se tornar uma das minhas bandas favoritas. Juntamente com Kutless… entre outras.

Foi também num período que eu não estava passando por um momento legal na minha vida, eu tava bem para baixo… e as letras das músicas me ajudaram bastante a passar por um período bem dark da minha vida. Eu não me lembro exatamente qual a primeira música da banda que eu ouvi, mas eu me lembro que a minha primeira impressão da banda foi sobre o som que eles faziam, nem tanto pela letra; Eu geralmente me deixo pegar pela melodia primeiro. Eu me lembro que eu curti porque eles faziam um som pesado, mas melódico.

Depois disso que eu fui prestar atenção nas letras e aí eu curti mais ainda porque as letras eram bem construídas, e muitas delas bem profundas. Com relação ao lado religioso da coisa. Algumas vezes falava muito diretamente com coisas que eu acredito e diversas vezes ouvir algumas canções motivacionais dessa banda me deram forças em momentos nos quais eu não me sentia lá muito forte.

Em outubro de 2015 eu tive a oportunidade de ir com os meus irmãos num Show dos caras (clique aqui para ler sobre esse dia) e foi um dos melhores shows que eu fui na minha vida. Eles tocam e cantam muito, eles dão um show literalmente e mandam muito bem ao vido. Fora isso eles levam bem a sério a missão de espalhar o evangelho pelo mundo. Foi deveras inspirador as palavras de ânimo que, o vocalista especialmente, mandava entre uma canção e outra. E as músicas também são inspiradoras.

E é bacana quando depois de ter uma impressão boa logo de cara com a banda aquela primeira impressão só melhora e vc acaba virando fã. Skillet é bem isso mesmo. Tem tanta música vazia de sentido fazendo sucesso hoje em dia nas rádios e tv e internet, descobrir uma banda que faz canções desse nível com tanta qualidade é sempre um prazer.

Vou terminando este post por aqui, recomendo pra caramba pra vcs essa banda  talvez vcs curtam… Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao