passengers-1

Fala terráqueos como vão vcs? Eu tô legal… tô meio deprimida porque as minhas férias estão acabando. Quem nunca né? Vcs estão lendo este post lá pro final do ano, então quando vcs estiverem lendo minhas férias já vão ter acabado e eu devo estar trabalhando. Este final de asno até que está bem recheado de feriados né crianças? Isso por um lado é muito, muito bom porque ano que vem se os meus planos derem certo eu terei um ano bem cheio de estudos então é bom eu descansar enquanto eu posso. Não que eu não esteja estudando, eu estou… mas não estou pegando leve nos estudos, ano que vem não vamos pegar tão leve se eu conseguir.

Mas como sempre nem era disso que eu queria falar hoje. Como eu sei que vcs estão cansados de ler eu fazendo resenha de filmes esse mês eu resolvi fazer uma coisa diferente, eu vou hoje, falar de um filme legal que eu vi esses dias hahahahahaha. Gente, eu tô tirando o atraso das séries, filmes e livros que eu não tive tempo de ver e ler este ano por conta dos meus estudos, ano que vem provavelmente não terei tempo também então esses 15 dias de férias eu tô vendo tudo o que eu posso okay? Me aturem um pouco eu prometo melhorar… mas eu sei que vcs gostam das dicas de filmes, até porque esses são os posts que mais tem cliques de acordo com as estatísticas do blogue.

Então bora lá, há um tempo aí… lançaram um monte de filmes com a mesma temática, de naves e gente no espaço e gente explorando e colonizando outros planetas. E vários deles eu quis assistir mas não deu pra eu ir ao cinema… então eu baixei todos eles esses dias e escolhi primeiramente este… “Passageiros” (ou “Passengers” em inglês) com a Jennifer Lawrence e o Chris Pratt. E porque eu escolhi esse? Porque eu gosto desses dois atores e de todos os filmes desta temática este foi o roteiro que mais me interessou…

A história do filme é mais ou menos assim… várias pessoas que moram na terra, decidem, cada uma por seu motivo… abandonar este nosso planetinha e ir viver num outro planeta… que agora eu não me lembro o nome. Então esses mais de cinco mil passageiros que estão nesta nave a caminho deste novo planeta tem como ideia começar do zero neste novo planeta. Dentre eles estão Jim e Aurora. Acontece que daqui da terra para este novo planeta a viagem demora cerca de 120 anos e para poderem chegar lá nesse planeta lindos e belos, porque né, a gente não vive 120 anos sem ficar velho e enrugados como maracujás maduros, eles  tem que ficar dormindo naquelas câmaras de filme de ficção cientifica que infelizmente ainda não existem porque se existissem o que ia ter de gente querendo bancar o vampiro e dormir cento e tantos anos e acordar no futuro.

Acontece que… pra um filme desses acontecer… tem que dar algum tipo de merda né? Tem que acontecer uma desgraça qualquer porque senão não teria história, o filme seria chato, ninguém iria assistir mesmo tendo o lindo do Chris Pratt certo? Então… a nave está bela e formosa passando por uma tempestade de meteoros e acontece um problema qualquer na nave, que logo de cara não fica muito claro qual foi… e isso acaba causando um erro no sistema que acorda o Jim, um dos passageiros, 90 anos antes da data que ele deveria acordar. E ele é um engenheiro mecânico. Imaginem só… dentre os 5 mil passageiros mais a tripulação, ele é o único a acordar.

Logo de cara ele tenta de qualquer maneira voltar para a hibernação, mas não consegue, ele tenta conseguir ajuda com a companhia responsável pela nave mas a mensagem vai levar anos para ser entregue e mais outro tanto de anos para voltar para ele… A princípio ele se diverte tendo a nave só para si, mas depois de um ano em completo isolamento ele começa a ficar deprimido, começando mesmo a pensara em suicídio. Então, numa das muitas andanças que ele faz pela nave ele vê a escritora Aurora… ele lê os dados sobre ela na fica dela, lê os livros dela e acaba se apaixonando por ela… Então ele começa a ter uma ideia, ele pensa em danificar a capsula de Aurora para que ela também acorde e ele tenha companhia. Depois de uma breve luta com a sua própria consciência, sabendo que ela não vai conseguir retornar para a hibernação e que ele estaria a condenando a 90 anos no espaço sem nunca chegar ao seu destino… ele acaba acordando a moça. A princípio ela surta, e vamos ver ela desesperada tentando voltar a hibernar, como o Jim fez, entretanto, assim como ele ela não consegue.

Depois de um tempo então ela aceita seu destino e ela e Jim ficam amigos e ela começa a escrever sobre a experiência que está passando. Ela acredita durante um ano inteiro que tanto ela quanto Jim tiveram muito azar… Pensando dessa forma eles começam a ficar mais e mais próximos. 

Acontece que depois de um ano… meio que por acidente. O robô barman revela para ela o que realmente aconteceu… que Jim a acordou de propósito. Ele tenta se explicar mas ela não quer mais ver ele nem pintado de ouro e começa a evitar encontrar com ele pela nave e quando os dois se encontram é para brigar. A Aurora fica tão puta que chega ao ponto de acusar o Jim de assassinato. No que… se vc parar para analisar a situação assim friamente… ela não deixa de ter uma certa razão né? Vamos e convenhamos…

No meio desse drama amoroso-filosófico entre os dois personagens o problema que causou a falha na capsula de Jim volta a dar as caras… Num dado momento um dos comandantes da nave acorda e chega “O que diabos tá acontecendo?” Daí ele descobre os dois acordados e entonces eles três vão finalmente investigar o que causou o erro nas capsular. E eles descobrem e começam a arrumar, porque o tal do erro pode colocar em risco a vita de todos os passageiros. E eles descobrem que o dano foi bem maior do que eles pensavam, entretanto Gus (o comandante – interpretado por ninguém mais ninguém menos que Laurence “Morpheus” Fishburn) começa a se sentir mal e ele descobre que o dano na sua capsula de hibernação danificou a sua saúde e ele vai morrer em algumas horas. Então ele entrega o seu crachá para os dois e eles vão ter que fazer o possível para tentarem salvar a nave de simplesmente explodir matando os dois e todos os outros passageiros…

E eu não vou contar o que acontece daqui para frente porque… senão estraga toda a graça do filme e vcs vão ter que assistir para descobrirem por si sós. Assim, muita gente falou muito mal deste filme teve várias críticas ruins. Especialmente da temática central do filme porque… os produtores do filme passaram aquela ideia, ahhh é um romance inusitado, mas de acordo com muita gente o cara acordar uma mulher que ele gostou porque ele achou bonita realmente não é uma coisa bacana, o filme foi tachado de machista e levantou diversas questões bem sérias e atuais. A atitude de Jim seria por exemplo de um stalker… Depois a mulher se apaixonar pelo cara que a sequestrou (porque vamos e convenhamos foi contra a vontade dela que ele a acordou para que ela vivesse ao seu lado ali na nave) remete à uma Síndrome de Estocolmo.

Alguns críticos foram até mais longe e chegaram a questionar se a manipulação da situação feita pelo personagem de Jim para então fazer sexo com a personagem Aurora não seria uma espécie de estupro. Tanto os produtores quanto os atores disseram que não enxergaram a coisa dessa forma que era uma história de amor complicada…  chegaram a criticar mesmo até mesmo da atuação do casal principal e tudo mais. E eu acho toda essa discussão até válida… porque vamos e convenhamos se fosse eu no lugar da personagem eu tinha matado o sujeito.

Entretanto eu li todas essas criticas e tal depois de ter visto o filme. Enquanto eu estava assistindo em momento nenhum eu fiz esse exercício mental todo que os críticos fizeram. Bom mas eles são os críticos né? Esse é o trabalho deles não? E eu acho que as críticas a livros e filmes vão sempre refletir o momento social nas quais elas estão incluías e nosso momento social é bem aquele de enfrentamento entre os estereótipos de romance e de empoderamento da mulher e de desafiar o paradigma machista estabelecido e yadda, yadda yadda…

E com relação à resposta do público, parece que o público curtiu e não viu nenhuma dessas questões profundas e freudianas. Eu (como público que sou) curti o filme, nesses últimos dias eu assisti vários filmes com a temática de naves perdidas no espaço sideral e este foi um dos mais legais… Assistam, é legal… vale a pena sim.

Vou terminando este post por aqui porque ficou muito longo, espero que vcs tenham curtido e que vcs vejam o filme… Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao