oab

Fala terráqueos, beleza? Eu tô legal… cansada e morrendo de sono, mas tô legal. Tô tomando remédio ainda para minhas dores nas costas, mas acho que até o final da semana me livrei delas de vez. Pelo menos até a próxima crise de velhice e de dores na coluna. Por conseguinte esta semana eu vou pegar leve… o que é um saco porque eu perdi duas semanas de estudos e de um monte de coisas que eu tinha que fazer apenas ‘ficando doente’.

Sério, eu olho para a minha agenda onde eu tinha deixado tudo ajeitadinho e planejadinho para seguir todo um cronograma, que era… trabalho, academia, estudos… e duas semanas deste meu planejamento foi por água abaixo porque mais uma vez o estresse me derrubou. É extremamente irritante e por conseguinte estressante para mim não conseguir fazer as coisas que eu tinha planejado. Daí eu já estou estressada então eu fico doente, e eu fico estressada porque eu tô doente e aí eu fico mais doente ainda. É um círculo vicioso!

Mas nem era disso (como sempre) que eu queria falar neste post. O que eu queria dizer é que… depois de sete anos, que eu me formei eu resolvi pegar os livros de Direito novamente e finalmente estudar para o Exame de Ordem (que deve acontecer daqui uns dias, mais especificamente neste final de semana). Foram sete anos de meu pai, meus irmãos, meus amigos, a mulher do açougue, o cobrador do ônibus… todo mundo enchendo o meu saco para prestar essa prova lazarenta para pegar a diaba da carteira da ordem dos advogados do Brasil.

Entretanto eu tinha um grande problema… ou melhor alguns problemas… Primeiro, eu não queria advogar, nunca quis. Logo eu não via porque prestar a prova. Segundo, eu não queria mesmo ter que rever todo aquele tanto de matéria, cinco anos, pra uma prova e ainda por cima ter que pagar desnecessariamente anuidade pra Ordem. Terceiro, eu sou cabeçuda e quando me enchem e falam que eu tenho que fazer isto e aquilo aí é que eu quero menos ainda…

Entretanto, eu sempre deixei a possibilidade em aberto… quem sabe um dia eu mudo de ideia e resolvo querer. E foi exatamente isto que aconteceu nos últimos meses. Eu resolvi que eu não estava mais tão contente com o rumo da minha carreira e que talvez fosse a hora de tentar coisas novas e alguns dos caminhos que soam interessantes para essa minha mudança de carreiras requerem que eu tenha sido devidamente aprovada neste diacho do Exame de Ordem.

Então, eu resolvi… tem uns meses já isso. Que assim que eu terminasse a minha pós-graduação eu iria, estudar de leve assim e pelo menos tentar fazer a prova pra ver qual era… se eu tinha alguma condição de passar. Como teste eu prestei a  última prova do TJSP… assim mesmo no carão, sem estudar muito. Só para me auto avaliar e olha, eu até que não fui mal… foram mais ou menos umas cem questões e eu acertei 60… eu esperava acertar umas trinta… acertei o dobro, fiquei bem feliz.

Então, faz uns meses que eu terminei o TCC e as provas finais da minha pós-graduação e eu resolvi começar a estudar para o XXIV Exame de Ordem. Eu não consegui estudar muito porque eu fiquei doente… e na primeira semana eu tava com uma fraqueza tão grande que tudo o que eu queria fazer era dormir. Segunda semana eu estava com tanta dor que tudo o que eu queria era… que a dor passasse… essa semana eu estou em recuperação e pegando leve… Mas, isso nem vem ao caso porque enquanto vcs estiverem lendo este post eu provavelmente devo estar trancada numa sala finalmente fazendo a prova.

Primeira vez em todos estes anos nesta indústria vital que eu vou TENTAR fazer a prova da OAB. Eu estou ansiosa? Na verdade não… porque como eu disse nunca foi uma coisa que eu almejei muito… Contudo eu estou um tanto quanto curiosa para saber como será meu desempenho. Vamos ver como é que eu vou me sair nesta bagaça. Eu sinceramente não espero sequer passar para a segunda fase. Sério… estou sendo sincera. Faz muito tempo que eu não pego num Vade Mecum, não leio nada referente a matérias de direito, eu tento me manter atualizada sobre o tema, mas é isso… estudar mesmo… nadica de nada nos últimos sete anos.

Eu já disse aqui no blogue uma vez as pessoas, meus amigos e meus familiares, me julgam mais inteligente do que eu realmente sou. Eu disse pra galera que eu ia prestar a prova todo mundo ficou. “Ai vc é inteligente, vc vai passar de primeira…”. Não é bem assim gente… certeza que eu vou precisar de umas três, quem sabe quatro tentativas pra conseguir a danada da carteira. Ai Shao vc tá sendo pessimista. Na verdade não. Eu tô sendo bem realista. Tem muita coisa que eu  vi na faculdade e eu nem lembro… Direito Empresarial por exemplo, que eu detestava… minhas notas eram ótimas, mas acabou a faculdade meu cérebro deletou tudo daquela matéria pra abrir espaço para coisas mais interessantes hahahahaha.

Então, se eu não passar agora… eu já estou mentalmente preparada eu já separei este ano de 2018 todinho para estudar para este fim… eu vou me dedicar à passar na prova da Ordem, claro que se eu não tiver que gastar o ano todo estudando, se eu conseguir ser aprovada estudando apenas três ou mesmo seis meses, tanto melhor. E porque vc resolveu agora prestar essa prova Shao? Porque eu decidi que eu quero começar a prestar concursos de nível superior. E diversos concursos bacanas assim requerem devida  aprovação e inscrição na Ordem.

Então é isso… vou terminar este post por aqui… torçam por mim… e eu prometo mais adiante dizer para vcs como foi que eu me saí nessa minha primeira tentativa. Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao