hidden secret

Fala terráqueos como vão vcs? Eu espero que estejam bem. Faz tempo que eu não posto aqui os livros que eu tenho lido… e a razão é bem simples, eu tive que me concentrar no meu TCC da pós graduação por quatro meses consecutivos, por conseguinte eu não tive tempo para mais nada, eu fiquei sem ir para a academia e sem pegar em nenhum dos meus livros… só peguei livros referentes à faculdade… durante este período.

Mas, agora o TCC tá entregue, final dessa semana eu tenho a prova final para fazer… então podemos voltar à nossa programação normal da nossa meta de leitura. Fora isso eu tirei uns dias nesse feriadão para descansar depois de meses trabalhando feito uma louca então eu terminei de ler mais um livro…

Então este é o décimo terceiro livro do ano da minha lista de 24… eu não sei se eu vou conseguir ler 24 livros este ano por conta da parada de quatro meses que eu dei. De acordo com meus cálculos eu já devia ter lido pelo menos dezoito e eu li apenas treze. Pode ser que eu consiga poder ser que não… veremos. Então, nosso décimo terceiro livro do ano, na verdade não é um livro, um romance muito longo… é uma história curta que provavelmente a autora publicou entre um livro e outro, com uma aventura solta da chefe de polícia Kate Burkholder.

Diferentemente dos demais livros onde Kate tem que resolver crimes horrendos, assassinatos e serial killers, neste Kate tem que resolver um caso que necessita de mais tato… Uma criança recém-nascida é abandonada na porta do Bispo da comunidade Amish… Kate é chamada para atender o caso e ela agora vai ter que investigar quem são os pais daquele bebê abandonado… Por que a criança foi abandonada? Serão os pais do bebê membros da comunidade Amish?

Esse caso vai mexer com Kate muito mais do que ela esperava porque ela que até então nunca pensara em ter filhos começa a se questionar nesse sentido. Ela admite para si mesma que sente falta de ter uma família. Eu não vou dar o plot aqui do livro porque não quero estragar. Mas este livro, ou melhor esta história curta é muito mais sobre drama pessoal que sobre crimes. Sobre adolescentes, gravidez indesejada e como lidar com todas essas coisas. É uma história bem curtinha mesmo mas nem por isso é menos legal e menos intrigante que tudo que eu tenho lido da Linda Castillo até agora.

Infelizmente, como os demais livros dela, só tem em inglês… nenhuma editora aparentemente se interessou em trazer os livros dessa mulher para o Brasil (o que é uma pena… deveriam trazer… eu mesma adoraria traduzir as histórias dela para o português… por favor editoras tragam as obras dessa mulher para o Brasil… e me contratem para traduzir hahahahahaha). Então quem quiser ler as obras da Linda Castillo vai ter que saber (por enquanto) falar inglês.

Vou terminando este post por aqui… Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao