Corra-banner

Fala terráqueos, como vão vcs… espero que estejam bem. Eu tô com sono como sempre hahahahaha. Fui dormir tarde, acordei cedo vcs já conhecem os esquemas né? Pois é… espero poder ir dormir mais cedo quando setembro terminar. Bom… torçam por mim aí crianças… tomara que eu não reprove em nenhuma matéria, tomara que eu tire uma nota boa no TCC e passe direto, vou ficar feliz…

Mas como sempre nem era disso que eu queria falar neste post, neste post queria falar de mais um filme bacana que eu assisti. Eu queria ter ido ver este filme no cinema, mas não deu… quando eu resolvi ir ver o filme no cinema ele já tinha saído de cartaz. Então eu tive que assistir ele em casa mesmo. e como sempre eu assisti e achei o máximo e falei pro meu irmão: “Nossa mano é muito bom vc tem que ver!” e ele viu e me disse: “Nossa mano que filme foda massa!”.

O nome deste filme é “Corra!” (ou Get Out!! em inglês) e antes de eu começar falar sobre o filme tenham em mente que eu não posso contar tudo porque senão estraga o filme tá? E eu estou escrevendo este post aqui para recomendar o filme para vcs assistirem não é para dar spoiler, eu sei que eu não resisto e deixo escapar uns spoilers de vez em quando hhahahahaha… Agora voltando ao filme… a história dele é mais ou menos assim…

O filme começa com uma cena estranha, tem um rapaz negro andando pela rua e falando ao telefone quando de repente, não mais que de repente aparece uma figura sinistra e sequestra o carinha e toca uma música sinistra… E então corta para um casal de jovens apaixonados, onde a moça é branca e o rapaz é negro. E daí vc já pensa… opa!! Opaaaaa!!! O assunto tema do filme vai ser racismo!!! Já manjei tudo, já saquei tudo… mas na verdade vc não sabe de nada (inocente!). Nem eu sabia, muito menos vcs que ainda não viram o filme (a não ser que vcs já tenham visto o filme então me ignorem).

Então temos o típico casal jovem e apaixonado e a típica cena… o namoro ficou sério e agora chegou aquela hora que a moça leva o namorado para apresentar para os pais. E a primeira coisa que o rapaz pergunta para a moça é… “vc avisou para os seus pais que eu sou negro…” e ela responde “Eu deveria?” E aí vc pensa… ahhhhhh racismo… Não! Calma, espera… não sejam afobados como eu… continuem assistindo o filme para depois vcs chegarem às conclusões…

Então eles pegam o carro e dirigem horas e horas e horas até os confins dos Estados Unidos para uma daquelas cidadezinhas sinistras de interior que sempre tem a sua própria dinâmica. E a cidade é estranha, as pessoas são estranhas e Chris (o namorado) repara que quase não existem pessoas negras na cidade, ele logo de cara vê duas pessoas negras, e ambas são empregados da casa (estereótipo de empregado mesmo)… Mas isso nem é o pior, o pior são que as pessoas são estranhas mesmo.

Os pais da moça e o irmão da moça são estranhos também, o irmão da moça logo de cara vc percebe que é meio (ou completamente) psicopata. Os pais da moça ficam assim sendo, sabe quando as pessoas se esforçam para serem simpáticas? Mas acaba saindo uma coisa forçada? Pois é… O pai é médico, a mãe psiquiatra e o irmão está fazendo faculdade de medicina também para seguir os passos dos pais…

Logo no primeiro dia… as coisas já ficam tensas entre o namorado e os pais da menina (que eu agora esqueci o nome porque eu não sou boa com nomes e filmes) porque o Chris o namorado fuma quem nem uma chaminé e os pais da menina não querem que ela fique respirando fumaça da chaminé ambulante. Como eu disse anteriormente a mãe da moça é psiquiatra então ela oferece para o Chris para fazer uma hipnose com ele para tirar dele o vício do cigarro. Daí vc já pensa… eita, perigo amigo… corre, saí daí!!! Felizmente, o Chris diz que não, que não gosta que mexam com a mente dele e tal e não cai na da mulher.

As coisas vão ficando cada vez mais estranhas, eu não vou ficar contando um por um dos acontecimentos estranhos porque é tipo um quebra-cabeças vcs tem que ver para ir juntando para chegar ao ápice no final do filme. Outra coisa bem interessante no filme é que o Chris ele tem um melhor amigo com quem ele conversa sempre e o cara da o tom comédia do filme.

Todo filme de terror ou suspense (este filme no caso é um misto dos dois, o que sempre é bacana) tem que ter aquele momento de comédia para quebrar a tensão. Menos os filmes baseados nos livros do Stephen King porque a função deles é deixar vc aterrorizado na cadeira durante toda a duração do filme. Voltando à história do filme…

Chris conta para o amigo as coisas estranhas que estão acontecendo na cidade e o amigo começa criar umas teorias doidas na cabeça dele e manda o amigo ralar peito (fugir… para quem não entendem essa gíria de velho) da cidade. Mas o Chris infelizmente não ouve porque ele tá apaixonado pela menina lá… e mais infelizmente ainda, uma noite, quando ele sai da casa para fumar ele encontra com a ‘sogra’ e ela chama ele para conversar e… mesmo contra a vontade dele ela o hipnotiza… e este é um dos momentos mais aterrorizantes do filme… acreditem em mim!

E daí para frente, depois deste momento da hipnose, as coisas, que já eram estranhas, vão ficando cada vez mais estranhas. Vc achou que não era possível as coisas ficarem mais estranhas mas elas ficam. Os pais da moça dão uma festa para apresentar o namorado da filha para todos os amigos e vizinhos e então a coisa fica muito muito, muito, muito, muito mais estranhas… sério… nem é brincadeira.

E é deste momento, depois do final da festa que o mistério do filme se desenrola que vc fica sabendo o que é que realmente tem de tão estranho nesta cidade, nestas pessoas e especialmente nesta família que o coitado do Chris acabou se envolvendo. E eu não vou contar mais nada, vcs vão ter que assistir ao filme para ver o final… que é bem sinistro, bem agitado e completamente inesperado. Toda a vez que um filme consegue a proeza de me surpreender com o final eu fico feliz. E eu tentei várias vezes mas eu não consegui adivinhar o final, eu não consegui sacar qual era o segredo de toda a estranheza até que o diretor revelou a coisa toda e eu fiquei… Nossa mano!!!! Era isso???? Nunca que eu ia imaginar!!!

Assim sendo eu recomendo para caramba este filme, segundo melhor filme do ano na minha opinião (eu ainda não vi Mulher Maravilha nem Spiderman… me disseram que ambos são bem bacanas e eu quero muito ver, mas… dois melhores filmes do ano para mim… este e “Fragmentado”.

Vou terminando este post por aqui… Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao