keepers
Fala galera beleza? Mais um dia, mais um post… com este post eu estou completando acredito eu trinta e nove posts agendados, mais um e eu vou ter quarenta posts agendados, dez a mais do que os trinta que eu geralmente gosta de ter. O que é muito bacana porque quer dizer que se eu quiser ficar quarenta dias sem escrever nada eu posso, não que eu vá fazer isso… acho que eu tenho que estar muito coisada para ficar quarenta dias sem escrever uma linha… Mas eu não preciso escrever todos os dias, dois textos por dia… posso tirar uma folguinha.

Mas, hoje não será esse dia da folguinha hahahahahaha. Vamos escrever o post de número 39… esses dias eu estava vagando pelos originais da Netflix e eu me deparei com esta série “The Keepers” a princípio eu achei que era uma série tipo cold case onde as pessoas comuns estavam investigando a morte de uma pessoa que se deu há muito tempo. E é isso… entretanto é muito mais que isso… eu não quero dar spoiler porque a série documentário é muito boa e todo mundo deveria assistir, até por ser um caso real, mas não tem como não dar um pouco de spoiler, pelo menos a história da série eu tenho que contar.

thekeepers

A história é mais ou menos assim, tínhamos um colégio que era dirigido por padres e freiras em Baltimore, este colégio chamado Keough High (se pronuncia Kill) surge nos noticiários quando de repente uma de suas professoras a freira Cathy Cesnik, aparece morta e violentada num terreno abandonado. O crime é investigado mas nunca resolvido. Anos depois ex-alunas desse colégio, inconformadas com a morte nunca resolvida, o crime nunca punido da sua professora favorita começam a investigar por conta própria aspectos da morte da freira.

Simultaneamente ou na mesma época, ou por conta da investigação não oficial das ex-alunas…  o documentário não deixa isso bem claro… o mesmo colégio é denunciado por uma série de escândalos de pedofilia. Um escândalo tão grande que envolve não apenas os padres e freiras do colégio, como a Arquidiocese de Baltimore, a polícia, políticos e pessoas dentro da justiça e do ministério público local. Então as ex-alunas começam a ligar a morte de Cathy a esses escândalos de pedofilia, exploração sexual de menores… será que a irmã Cathy teria descoberto algo e por isso ela foi estuprada, morta e seu corpo foi jogado num terreno abandonado?

keeps2

No primeiro episódios três ex-alunas tentam entender quando e como a freira desapareceu. Quando foi a última vez que alguém a viu com vida. Basicamente quem era a Freira Cathy Cesnik fora do colégio. As peças vão se juntando quando começa a se contar a história do Padre Maskell. Um cara poderoso, vindo de uma família tradicional que aparentemente tinha muita influência dentro da igreja e dentro da Arquidiocese, o que foi a questão final para abafarem os escândalos de abuso de crianças. De diversos alunos da escola. Alunos geralmente que tinham em casa uma situação não muito segura. Crianças que tinham pais pobres, crianças que já tinham sido abusadas anteriormente e já tinha uma piquê bastante abalada.

E outras alunas afirmam que a irmã Cathy em algum momento desconfiou do que estava acontecendo no colégio. Porque ela a professora mais próxima de algumas alunas, se preocupava com as alunas não apenas em questões acadêmicas. E quando ela desconfiou ela em vez de fazer como a maioria, que fechava os olhos e fingia que nada estava acontecendo ela deixou claro para o Padre Maskell que ela sabia o que ele estava fazendo e procurou as autoridades da igreja para denunciar tudo… e esse foi o grande erro de Cathy Cesnik… porque logo em seguida ela apareceu morta, assassinada.

keeps

Eu não quero entrar em muitos detalhes, porque… spoiler né? Mas assim é uma série documentário bem pesada. Chega momentos, que as vítimas narram o que elas passaram, que eu cheguei a ficar com o estômago embrulhado… com asco mesmo. Eu não acho que nenhuma religião seja cem por cento perfeita e sacrosanta… nada disso.. mas ver essa série, me lembrou porque eu saí da igreja católica, porque eu deixei de ser membro… eu vi tanta coisa errada, quando eu estudei em colégio de freira que eu sinceramente não pude acreditar que aquelas pessoas eram pessoas de Deus.

Mas, eu não vou falar mais nada sobre a série documentário, se vcs tiverem estômago. Assistam, eu recomendo para caramba, é um caso revoltante, mas a série documentário é muito bem feita, ela escava cada canto possível e imaginável do caso… E coisas assim não podem ficarem encobertas. As pessoas tem que saber, as pessoas culpadas tem que serem punidas. Ainda estão buscando, até hoje os culpados… Assistam, vale a pena.

Vou terminando este post por aqui, mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

Anúncios