empatia

Fala terráqueos, como vão vcs? Espero que estejam bem… Eu tô legal, depois de passar uma semana bem doente, e outra semana bem nervosa. Eu tive dois dias bons, ontem e hoje. Fiz a minha prova da pós, tirei uma nota boa e agora tenho pelo menos três dias para descansar. Esses últimos dois meses de Abril e Maior não foram gentis comigo.

Eu sei, eu sei… vcs estão lendo este post no finalzinho de Junho, mas eu como sou uma pessoa prevenida com as postagens deste pequeno porém bastante ativo bloguezinho da internet, eu já disse aqui várias vezes mas não custa repetir, eu procuro deixar pelo menos trinta posts agendados, porque se acontecer alguma coisa alguma emergência, eu ficar sem tempo ou não puder escrever o blogue ainda terá trinta dias de posts agendados. Então eu posso ficar uma semana ou até duas sem escrever nada e não ficar tão preocupada. Na verdade eu poderia ficar trinta dias sem escrever que vcs ainda teriam posts para ler.

Aliás, eu pretendo ficar a próxima semana sem escrever nada aqui para o blogue, vou escrever claro porque eu me divirto escrevendo mas, eu realmente preciso de umas férias de tudo. Para descansar de verdade. E isso significa descansar a cabeça também. Porque eu estou muito, muito cansada…

E falando em cansada… Eu estava lendo esses dias, em diversos sites, tentando entender sobre empatia. Porque eu li num site de psicologia falando sobre pessoas empatas, ou empáticas não sei ao certo a definição, a palavra correta. Mas que são pessoas que geralmente sentem as coisas, as pessoas e o mundo ao seu redor de forma diferente. O link original está em inglês (clique aqui para ler o post original) mas também tem um post semelhante em português (clique aqui para ler este). E foram basicamente estes dois posts que me deixaram interessada no tema.

Mas, por que? Porque nos dois textos tem uma lista de características criada por esta psiquiatra e ele diz que se vc der uma resposta positiva para pelo menos três das perguntas vc é um empata. São oito questões e eu respondi positivamente a seis… Eu tenho bastantes problemas, de saúde até, por conta desse meu jeito de ser (se vcs quiserem saber mais sobre o que é ser um empata cliquem nos links que eu deixei acima, sério… são bons textos e explicam bem) e infelizmente não é algo que eu possa mudar eu nasci e acho que vou morrer assim.

Basicamente um empata é o exato oposto de um psicopata… Um psicopata não tem justamente empatia, ele não sente amor, nem pena de outras pessoas e geralmente se diverte quando está infligindo dor à outra pessoa. O empata, sente a dor do outro como se fosse dele. O empata é uma esponja emocional… e ele absorve as emoções, os problemas, as doenças, das outras pessoas e do ambiente que o cercam e ficam extremamente sobrecarregados. 

Os dois textos fala bastante sobre, descreve bem o que é ser um empata e eu também li um texto que descreve trinta características de uma pessoa empata (clique aqui para ler o texto). E o que me veio da leitura desses sites (e outros) e do tema… eu me identifiquei para caramba com os textos.

Eu me identifiquei para caramba com as características deste texto de 30 características. E principalmente com os problemas de saúde que isto tem me trazido no decorrer dos anos. Todos os textos que eu li dizem: Vc tem que se aceitar, aceitar que vc é assim e saber lidar com seus limites. E saber que se vc não se aceitar como uma pessoa que está mais aberta a esses sentimentos, e se vc não aprender a se proteger disso vc vai ficar doente sim, sua vida vai sim ser sugada para fora de vc por pessoas que são sanguessugas emocionais.

E é isso que tem acontecido comigo nos últimos 40 anos da minha vida. Durante muito tempo eu coloquei as pessoas antes de mim, porque eu achei que era meu dever fazer algo por elas e ajudá-las e eu esqueci de mim mesma, no meio desse tornado todo eu acabei ficando cada vez mais doente. Pode soar egoísta… mas eu preciso cuidar um pouco de mim… evitar certas coisas, deixar de fazer certas coisas e até mesmo certas pessoas que estavam me deixando cada vez mais doente.

Chega uma hora que vc precisa dar um basta sabe? Chega uma hora que vc tem que olhar para si mesmo no espelho e dizer… Ei, chega! Vá cuidar um pouco de vc primeiro! E tem que olhar para as outras pessoas e falar… ei amigo… eu te amo mas, chega… eu já fiz tudo o que eu podia, eu já fiz mais do que eu podia, devia… Agora chega!

Ser empata… de acordo com alguns entendimentos, alguns estudos, algumas filosofias e até mesmo crenças é um dom. E essas pessoas são capazes de fazer coisas extraordinárias e capazes de alcançar, tocar, e principalmente de ajudar pessoas. Mas é preciso respeitar os próprios limites… especialmente quando esses limites são limites físicos causados justamente porque vc se doou demais por muito, muito tempo…

Eu particularmente acho que o maior problema dos empatas é que eles atraem aquelas pessoas que sugam as energias dos outros sabe? Aquelas pessoas de personalidade tóxica. Eles não atraem outros empatas então a pessoa se doa, se doa e quando ela precisa de alguém que faça alguma coisinha por ela, ela simplesmente não encontra.

Vou terminando este post por aqui… Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

Anúncios