segchance

Fala galera beleza??? Como vão vcs??? Eu tô legal… Eu achei que ia ter que faltar no trampo por causa da gripe. Mas eu tô bem melhor (eu espero estar me sentindo ainda melhor amanhã), dois dias tomando antigripal e analgésico e antitérmico e dois dias de cama e eu tô quaaaase pronta para outra. Quase… ainda tem aqueles momentos de dor no corpo, de mal estar, de vontade de ficar deitada dormindo horas e horas a fio… (entretanto isso pode ser efeito do remédio… não sei…).

Estes dias eu estava conversando com meu irmão e a gente estava lembrando de tempos em que a gente se achava mais feliz. E comentamos que foram os anos da inocência. Quanto mais inocente a gente é, quanto mais ignorante a gente é da realidade que nos rodeia, mais feliz a gente é… nós não sabíamos muita coisa de muita coisa (oi? ficou confuso Shao – eu sei, eu explico… calma!), nós julgávamos as pessoas por nós mesmos… nós achávamos que as pessoas eram tão corretas como nós e estávamos enganados. O cerne da conversa girou em torno de… quanto mais ignorante vc é… mais feliz vc é. Só se consegue ser plenamente feliz neste mundo sendo extremamente ignorante, no sentido inocente da palavra… desconhecer um monte de coisas. Entretanto eu acredito que eu já fiz um post falando sobre isso…

Agora, sejamos sinceros… quem aqui não gostaria que fosse possível, entrar numa máquina do tempo e viajar para uma época quando a gente era mais feliz? Claro que além da máquina do tempo ser uma máquina impossível de ser criada… (pelo menos por enquanto…) nós não seríamos a mesma pessoa que éramos então… não ia adiantar muito perseguir esse momento que se passou.

Na verdade a ânsia das pessoas é a de reviver aquele momento passado. De ter uma segunda chance na verdade. E acho que todos nós gostaríamos de ter uma segunda chance de um monte de coisas… em algumas situações para reviver aqueles momentos porque eram momentos bons e de outros momentos, para fazer as coisas de um jeito diferente.

Quem não gostaria de voltar ao passado e fazer um monte de coisas de um jeito diferente? Todos nós, por mais que a gente esteja satisfeito com como as coisas estão nas nossas vidas no momento… temos aqueles momentos de… ahhhhh e se eu tivesse feito isto em vez de ter feito aquilo. Todos nós temos aquelas questões… onde eu estaria, como eu estaria se eu tivesse feito isto e aquilo em vez daquilo outro…

Eu sou da seguinte opinião… Se a gente ficar remoendo essas coisas e viajando na maionese com essas coisas, a gente fica louco… melhor coisa é tocar o bonde adiante. Minha mãe tinha uma coisa com ela… sempre que a gente perguntava qualquer coisa para ela, sobre alguma coisa que ela teria que fazer dali uns dias… tipo, Mãe vc vai mesmo na casa da vó no final de semana? Ela sempre respondia com: Eu não sei… não sei nem se eu vou estar viva amanhã… E ela tinha razão. Tudo que temos de verdade é o agora. Porque o ontem já era e o amanhã pode nunca chegar…

E todos os dias quando os sol nasce, é uma nova chance de fazermos melhor que ontem de darmos uma nova chance para sermos felizes novamente. Tão ou mais felizes quanto fomos naqueles tempos que achamos que foram os melhores das nossas vidas.

Vou terminando este post por aqui. Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

 

Anúncios