d0b33a734d005764bbc8040c5d9e7879f89a71db

Fala terráqueos beleza, sexto post que eu estou escrevendo hoje. Que isso Shao? tá possuída? Não hahahahahaha (pelo menos eu acho que não…). Eu tinha deixado diversos textos em vários estágios… uns quase terminados, que precisavam apenas de uma arredondada, uns totalmente rascunhados que só precisavam de formatação e uns poucos só com o tema principal, esses eu tive que escrever mesmo… mas esses eram a minoria. A grande parte estava praticamente pronto.

Procissão de sexta-feira santa está passando na rua adjacente à minha… se vcs quiserem saber como eu me sinto sobre procissões cliquem aqui. Todos os anos a procissão passa na minha rua ou nas redondezas da minha rua. Leia o post, vcs vão se divertir, garanto! Do que eu estava falando mesmo??? Bom… não interessa… nem era disso que eu queria falar neste post mesmo.

De uns tempos para cá, eu resolvi dar uma olhada nos Documentários da Netflix, eu gosto de assistir documentários… eu acho que é um jeito bem bacana de a gente aprender alguma coisa sobre determinado assunto. Apesar de quê… como dizia um professor de antropologia que eu tive… a história sempre é contada pelo lado vencedor, e toda a história contada representa o ponto de vista de quem está contando a história certo? Ainda mais em se tratando de um documentário. Por mais isento que o diretor do documentário tente ser o mais isento possível… ele sempre vai deixar registrado no filme as suas impressões, as suas opiniões. Mas… deixando isto de lado um pouquinho… Documentários são legais.

Não sei se eu cheguei a comentar aqui no blogue, mas eu e meu irmão, talvez por conta da faculdade de Direito, a gente curte Documentários investigativos, documentários de True Crime. Eu vinha assistindo Documentários históricos, então eu me deparei com diversos Documentários de True Crime na Netflix e o primeiro que eu me deparei foi este… que vcs estão vendo na imagem aqui em cima, “Josef Fritzl: Story of a Monster”. Sobre aquele homem horrível que sequestrou, abusou, teve filhos com a própria filha durante anos.

Eu tinha visto a reportagem na TV e na internet na época que o salafrário foi preso, mas… eu não sabia muitos detalhes sobre o caso e eu não sabia como as vítimas foram salvas e o que tinha acontecido com o criminoso e com as vítimas no final das contas. É uma história horrível… e houveram várias falhas na investigação, mas o cara foi preso e está pagando pelo crime que cometeu e as vítimas dele… a filha que ele aprisionou e os filhos que resultaram de anos e anos de estupros… estão vivendo protegidos e com suas novas identidades mantidas em sigilo sobre a proteção do governo da Áustria.

Não é para qualquer um… deixa eu dizer para vcs… tem que ter estômago. Então não é para todo mundo que eu posso recomendar. Se vcs curtem este tipo de Documentário e tem estômago forte para a coisa… podem assistir. Mas… caso contrário passem longe deste porque… é bem hardcore mesmo. Eles descrevem o que o cara fez… com a própria filha. Os vizinhos descrevem como ele era… o cinismo do cara. É de embrulhar o estômago. Se vc está estudando Direito Penal, e gosta de saber detalhes da investigação e ver os erros e procurar assimilar para não correr o risco de cometer os mesmos quando vc … sei lá… for promotor, delegado… juiz quem sabe. É bacana…

Vou terminando este post por aqui. Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

Advertisements