14_11_AnneRice2_event

Fala galera beleza? Vcs estão bem? Eu tô legal, eu tirei a manhã de sábado hoje para escrever aqui no blogue. Eu tô cansada pra caramba, eu fiquei estudando e fui dormir tarde até ontem. Fui dormir meia noite e acordei totalmente sem sono às oito e meia da manhã.

Eu tô assim agora, por mais cansada que eu esteja eu não consigo dormir mais que oito horas. Minha cabeça e meu corpo estão cansados para caramba e tudo o que eu queria era ficar deitada na cama o dia todo descansando mas… meu corpo não aguenta ficar mais de oito horas na casa e minha cabeça teima em ligar e ficar pensando nas coisas que eu tenho que fazer naquele dia aí é que eu não consigo dormir mesmo…

Aliás eu tenho esse problema desde sempre… eu tenho dificuldade de desligar a cabeça por completo. Eu vou dormir mas eu ainda assim fico pensando nas coisas que eu tenho para fazer. Minha mãe achava que eu era meio doida… e eu acho que ela tinha razão hahahahaha, mas de qualquer forma já é hoje em dia cientificamente comprovado que certas pessoas tem uma atividade cerebral mais ativa que a maioria das pessoas mesmo dormindo.

annerice_0

Bom, mas como sempre nem era disso que eu queria falar neste post, este post eu tirarei um tempinho para bancar a fãzoca de plantão. Vamos falar de Anne Rice (cliquem no link no nome da autora para ler mais sobre a vida dela na Wikipédia) a escritora norte americana criadora de uma das melhores (na minha opinião) sagas de vampiros de todos os tempos, que são as Crônicas Vampirescas… iniciadas em 1976 (o ano que eu nasci, imaginem!) com o famoso livro “Entrevista com o Vampiro”.

E eu como boa fã que eu sou acompanho ela nas redes sociais…  Sim amigos, q querida Anne e todos os seus setenta e seis anos é bem ativa nas redes sociais. Ela faz videos para os fãs, ela dá dicas para quem quer ser escritor (como esta que vos escreve), ela incentiva, ela abre espaços na página dela para vc divulgar seu livro se vc é um autor de uma editora indie, ou um autor que publicou sozinho seu livro (eu de novo), ela conta como ela vive… E acima disso tudo, ela é legal para caramba…

Eu já devo ter comentado aqui com vcs, mas de vez em quando eu fico chateada pra caramba porque eu não tenho muito apoio da minha família essa minha empreitada em tentar se escritora. Desde que a minha mãe partiu pelo menos… E por mais que possa parecer bobagem um autor que vc admira, uma pessoa que ‘chegou lá’ dizer para vc não desistir é o que empurra a gente para frente de vez em quando.

Uma coisa que eu achei super bacana que a Anne falou num vídeo dela foi que não é porque uma editora, ou diversas editoras,  não aceitaram seu trabalho, não tiveram interesse de publicar o seu livro que vc não tem talento, ou que sua história não é boa, é apenas que aquela editora, ou mais ainda aquele editor que é o cara que determina os parâmetros do que cada editora quer publicar, a imagem que a editora quer passar para o público. E de repente, naquele momento vc não se enquadra no perfil, então na verdade é uma pessoa que não gosta do seu trabalho e isso não quer dizer nada porque tem pessoas lá fora no mundão que podem gostar do que vc escreve. E é por isso que ela apoia os escritores que estão lá sem editora, ou em editoras pequenas…

Anne Rice teve uma vida difícil, ela perdeu um monte de gente que ela amava, a mãe, uma filha, o marido… e cada vez que a vida dava um golpe nela, ela escrevia… Ela escreveu “Entrevista com o Vampiro” após a morte de sua filha com leucemia. Ela aliás perdeu um monte de gente que ela amava. E mesmo assim ela continua ela vai adiante…

E pode parece coisa de fã doido mas eu fico procurando semelhanças entre a vida dela e a minha vidinha não tão importante para me animar sabe. Eu descobri recentemente que Anne Rice também tem diabetes. Eu sei nada a ver com o fato dela ser escritora e eu querer ser escritora, mas é uma coisa em comum e eu sou doida então… ignorem isso hahahahaa. Anyway… eu acho que ela é o máximo e eu quero ser como ela quando eu crescer. Claro que ela já era escritora quando eu estava nascendo (e no ano que eu nasci ela escreveu o o seu livro de maior sucesso), mas… quem sabe quando eu tiver setenta e poucos anos eu possa olhar para trás e dizer… Olha mano, eu consegui! Eu sou a uma escritora! Eu não sei quando é que eu vou olhar para mim mesma e me considerar uma escritora.

Eu vi um vídeo da Anne dizendo, que é normal essa coisa de a gente pensar assim: Ahhh eu não sou uma escritora até a gente publicar um livro. Ahhh eu não sou escritora até eu publicar um livro por uma editora famosa, até o livro fazer sucesso, até eu ser reconhecido. E ela disse que a gente tem que dizer para nós mesmos, eu sou um escritor. Que nós precisamos acreditar antes de todo mundo. Mas deixa eu falar para vcs, é complicado… acreditar é complicado.

Vou terminando este post por aqui, porque hoje eu tirei o dia para editar textos do novo livro. Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

Anúncios