capa

Fala amiguinhos. Tudo beleza??? Espero que sim… hoje foi um sábado atípico, eu acordei tarde (o que não é atípico para um sábado), lavei a roupa (nada atípico), mas então eu fui ao Shopping comprar umas tranqueirinhas, pagar umas contas e almoçar… depois eu voltei para casa… fui e voltei de Uber porque tô sem carro, Cezar pegou o carro para ir sei lá onde e tava um calor do caramba, ficar no ponto de ônibus esperando neste calor… nada legal.

Daí voltei pra casa, terminei de lavar a roupa, estudei para caramba, fiz uma prova, tirei nove… yay!!! E depois enfiei minha cara no computador e resolvi gastar umas horinhas escrevendo aqui para o blogue depois de tomar remédio pra minha cólica… Não consegui escrever os quatro posts que eu precisava escrever, ficaram faltando dois posts, mas beleza… se eu tiver tempo, posso escrevê-los amanhã ou depois… essa semana aliás vai ter um dia que eu vou ter que eu vou ter que entrar mais tarde no trabalho para cobrir outra funcionária que tem consulta médica então eu vou ter que ir de manhã na academia e ainda dá tempo de voltar pra casa e escrever um pouco… eu acho…

Mas, agora ao assunto do post. Ano passado eu não consegui ler muito… vamos mudar isso esse ano? Ano retrasado eu consegui ler dois livros por mês, vamos mirar nisso novamente este ano. Quinze dias deste ano e eu já consegui terminar de ler o primeiro livro do ano… o sétimo volume das Crônicas Saxônicas. Eu já tinha gostado para caramba do Volume Seis… gostei mais ainda do sétimo. De toda a saga até agora eu curti para caramba o primeiro, o terceiro, o sexto e agora o sétimo… que terminou num puta Cliffhanger e agora eu tenho que imediatamente começar o oitavo livro para saber o que acontece.

Entretanto… este ano o autor lançou o nono volume, se eu ler muito depressa os últimos dois livros que faltam para ‘terminar’ a saga eu vou ficar naquela agonia esperando ele lançar o próximo, porque o querido Bernard Cornwell disse que não sabe quantos volumes teremos nessa saga das Crônicas Saxônicas. Talvez eu faça uma pausa na saga… leia outros livrinhos para dar tempo ao autor de lançar mais um livro.

Uthred se ferra de verde e amarelo neste livro… ele descobre que o seu filho mais velho que era o seu herdeiro e sua esperança de retomar seu lar há muito perdido, resolveu se tornar padre, ele vai até o mosteiro onde o rapaz está, dá uma surra nele e tenta levar ele de volta para casa entretanto, no meio da confusão toda ele acidentalmente mata o abade do lugar que era considerado um homem santo e então todos os cristãos da Mercia se levantam contra ele e ele tem que sair de lá fugido como um cachorro. Muitos dos seus homens o abandonam e nem mesmo sua amada consegue protegê-lo.

Sem ter para onde ir ele tenta invadir e retomar seu lar em Benbarburg, entretanto ele não é bem sucedido. E ainda por cima enquanto ele está fugindo ele acidentalmente descobre que os dinamarqueses novamente reuniram um exército de quatro mil homens para atacar a Mercia e ele volta para proteger sua amada, mesmo sua vida estando em risco. Ele sozinho comandando apenas 200 homens contra quatro mil do inimigo tenta segurar o exercito opositor enquanto aguarda a incerta chegada dos reforços do rei Eduardo de Wessex…

Foi um dos livros mais animados da saga até agora, figura entre os meus favoritos. Como eu já disse acima eu vou fazer uma pausa nessa saga, vamos ler outras coisinhas e aguardar o lançamento do volume 10 para então retomarmos a leitura.

Vou terminando este post por aqui mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Os posts desse blogue eventualmente serão transferidos para cá… Enquanto isso podem ler por lá. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

Advertisements