Image result for cantando na chuva

Fala terráqueos, como vão vcs… eu tô legal, firme e forte aqui no meu intento de manter as postagens diárias aqui no blogue. Inclusive eu estou pensando seriamente em migrar as postagens que tenho publicadas no outro blogue para cá… Infelizmente são Poucas, eu não consegui manter as postagens semanais no ano passado, mas muita coisa que eu escrevi lá ficou bem bacana e… sei lá, acho que eu vou colocá-las por aqui para ver se aqui que tem mais acesso elas ganham novo fôlego. Veremos…

Mas nem era disso que eu queria falar nesse post. Como eu já disse aqui diversas vezes eu amo filmes antigos, não que eu deteste os filmes novos, eu curto filmes novos mas a vibe que tinha-se nos filmes de antigamente é diferente da vibe dos filmes de hoje em dia. E eu amo filmes musicais, nem todos claro, não é porque o filme é um musical que ele é bom. Minha mãe detestava, ela achava que música e filme não tinha nada que misturar… gente cantando no meio do filme não era algo divertido para ela.

E como vcs sabem (vcs sabem né?) há bem pouco tempo, no final de 2016 morreu a atriz Carrie Fisher e logo em seguida, um dia após sua morte a sua mãe Debbie também faleceu. E a Debbie, caso vcs não saibam era um atriz, performer e cantora maravilhosa. E um dos trabalhos mais famosos dela, coincide de ser um dos meus filmes favoritos ever… “Cantando Na Chuva”. Se vc nunca assistiu esse filme de 1959… assistam!!!

Related image

A história do filme é mais ou menos assim… Don Lockwood e Lina Lamont são estrelas de Hollywood, são estrelas daqueles filmes mudos antigos. E de repente os filmes que eram mudos começam a mudar para filmes falados, os estúdios de cinema começam a experimentar em colocar o som nos filmes. Na verdade tem diversas histórias dentro do filme, tem a história do Don (personagem do Gene Kelly), que passa de rapaz pobre, a artista mambembe, a músico de estúdio de cinema, a dublê e a astro de cinema…

Tem a história da aspirante a estrela Kathy Selden (interpretada pela Debbie Reynolds) que é uma artista de teatro que despreza a maioria dos atores de cinema porque ela acredita que o cinema não é arte, mas no decorrer do filme ela vai mudando de opinião. Tem claro, a história de amor entre esses dois personagens.

Um resumão do filme pra vcs… Don e Lina estão lançando mais um filme… que eles esperam que seja um sucesso. O fime é mudo. Quando de repente começam a surgir os filmes falados e o estúdio exige que o próximo filme de suas duas maiores estrelas seja falado. Entretanto apesar de ser linda de morrer… a voz da Lina é igual de um gato espremido, o que tornaria ela ridícula numa película falada. Fora isso… fora das telas Don detesta lina, mas ela prefere acreditar que o namoro de fachada que o estúdio criou para os dois é real.

No meio dessa confusão toda Don sai fugindo de umas fãs então ele conhece a aspirante a atriz Kathy Selden… ele praticamente cai dentro do carro dela enquanto está fugindo de fãs enlouquecidas. E ele começa a flertar com ela mas ela não dá muita bola para ele… (estamos no verão agora e eu já tentei terminar este post umas cinco vezes, toda a vez que eu chego nessa parte cai a energia e eu perco todo o texto… vamos tentar novamente.

As filmagens do novo filme falado do casal fake entretanto não vai nada bem, Lina não tem nenhum talento para falar no microfone e a voz dela é uma tragédia… Eles filmam toda a história e por causa da inexperiência dos atores e técnicos com os microfones e da burrice da atriz principal a preview do filme é uma catástrofe.  Don reencontra Kathy e consegue conquistar o amor da moça, mas… ele está deprimido com o fracasso de sua nova empreitada, então ele Kathy e seu melhor amigo Cosmo tem a brilhante ideia de transformar o filme num musical e substituir a voz de Lina, pela voz de Kathy que canta bem para caramba. Em troca por esse serviço de dublê de voz os executivos dos Estúdios oferecem para Kathy um contrato de cinco anos onde ela será a atriz principal de um novo filme… ela aceita.

E quando o filme dublado estreia é um sucesso absoluto e todos estão encantados pela voz de Lina, que na verdade é de Kathy então Lina, resolve ameaçar o estúdio dizendo que dali para frente Kathy vai ter que dublar sua voz para sempre. Kathy e Don se revoltam, mas estão todos presos a contratos.

Image result for cantando na chuva

O público que foi assistir a estreia então clama para que Lina cante como ela cantou no filme… Contrariados, Don, Cosmo, Kathy e um dos executivos do estúdio colocam Lina no palco e Kathy canta atrás da cortina… e é aclamada! Entretanto… é uma armação, Don, Cosmo e o executivo levantam a cortina e mostram para todos que quem está cantando de verdade é Kathy e ela é automaticamente elevada à status de nova estrela da Companhia e o filme termina com Don e Kathy juntos e felizes e as novas estremas da Companhia, Cosmo é promovido a diretor musical de estúdio. É um filme, muito bacana, as letras são lindas, tem número de dança… tem o fantástico Gene Kelly. Eu recomendo pra caramba que se vcs nunca assistiram que assistam.

Vou terminando este post por aqui… Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

Advertisements