Image result for quem nunca?

Fala crianças, beleza? Domingão… Shao, é quarta hoje… pra vcs, para mim é domingo, eu estou escrevendo no domingo… Final de domingo sempre tem aquela depressão porque ele já está virando uma segunda e eu tenho que acordar cedo para ir atender gente mau humorada. Segunda-feira é sempre o pior dia da semana… Brasileiro é uma coisa viu porque na cabeça do brasileiro médio funciona assim… segunda-feira é o dia de resolver tudo na segunda-feira. Então na segunda, a Prefeiturolândia lota galera… lota… e só de vc falar para a pessoa que ela tem que ir trazer uma série de documentos e voltar noutro dia ou mais tarde…

Hoje, domingo… eu tirei o dia para escrever porque eu estava atrasada com os posts… eu tinha menos de trinta posts agendados e sim quando eu tenho menos de trinta posts agendados eu já acho que eu tô atrasada porque é assim mesmo. Minha meta é sempre manter pelo menos trinta posts agendados… eu consegui colocar em dia, com esse post aqui eu já tenho trinta posts agendados… e praticamente fiquei três semanas sem escrever… segunda semana de Janeiro e eu vou voltar a escrever pelo menos dois posts por dia, de segunda a sexta o que dá dez posts por semana… vamos ver se eu consigo manter essa produção e no final de alguns meses quantos posts eu vou ter agendados com antecedência.

Na vibe do domingo, vamos filosofar um pouco, outro dia eu estava conversando com meus irmãos e estávamos conversando sobre as duas teorias filosóficas, uma que diz que  ser humano é inerentemente mau e outra que diz que o ser humano é inerentemente bom. Eu particularmente acho que existem seres humanos bons e maus e que uma teoria não necessariamente anula e torna a outra impossível. O ser humano em geral é capaz de sentimentos e atos muito bons e também de sentimentos e atos muito ruins. Esses dias mesmo eu estava lendo uma reportagem que citava Gandhi e Madre Teresa de Calcutá e contando coisas sobre eles que a maioria das pessoas desconhece. O título da reportagem inclusive era… pessoas que não são tão boas quanto vc pensava. Eu não vou postar o link aqui porque não encontrei, mas essa nem é a questão…

A questão é que se olharmos para dentro de nós mesmos, veremos que nem a gente mesmo é tão bom quanto gostaríamos de ser ou que gostaríamos que as pessoas achassem que nós somos. Viver em sociedade é viver de aparência muitas vezes, vc constrói uma persona que vc apresenta para a sociedade, todo mundo faz isso… é até mesmo um mecanismo de defesa. Eu nem vou entrar muito no mérito da questão porque eu não sou psicóloga portanto não tenho gabarito suficiente para falar profundamente sobre o tema.

Mas quer ver… por exemplo, só por diversão… vamos imaginar. Quem nunca teve teve inveja de outra pessoa? Calma… não tô falando daquela inveja de novela, que a pessoa maquina planos para prejudicar os outros aquela coisa maligna… Invejinha besta que a gente tem por exemplo, de uma artista qualquer. Tipo, a Gisele Bundchen. Linda, loira, magra… não que vc inveje acintosamente a Gisele e queira a vida dela, mas quem nunca pensou ‘quem me dera ser igual a ela?’

Inveja é um sentimento ruim, mas infelizmente ele é um sentimento extremamente humano. E existem vários tipos de inveja, tem aquela inveja saudável (se é que isso existe) que faz vc batalhar pra conseguir coisas melhores pra vc, coisas materiais, um pouco mais de saúde, um corpo mais sarado. E isso é até saudável, vc vê uma pessoa que conseguiu alcançar um certo patamar e vc pensa, bom, se ela pode eu também posso e vc vai e corre atrás.

Mas tem também aquele tipo depressivo e ruim que afunda a pessoa. Depende claro da pessoa. Tem pessoas que não fazem nada para mudar o status quo e culpa a tudo e a todos que a rodeiam que por este ou aquele motivo conseguiram chegar onde ela queria estar mas que não fez porque ficou criando desculpas. Esse tipo de pessoa diferentemente da anterior ela pensa… ahhh, ela conseguiu por causa disso e daquilo, ela teve ajuda nisso ou naquilo… eu ninguém me ajuda. Ou então, eu não posso por isso ou por aquilo.

Eu sei que eu sempre digo isso aqui, mas a palavra tem poder, o pensamento tem poder e o nosso próprio pensamento tem um poder incrível sobre nós mesmos. Se vc acorda pensando, ahhh eu não posso eu não consigo, eu sinto muito, mas mesmo que o mundo todo diga que vc pode sim, vc jamais vai poder ou conseguir porque no fundo vc convenceu a si mesmo que não consegue.

Não me entendam mal, eu não sou a confiança em pessoa, e eu duvido muito de mim mesma. Mas eu nunca digo ‘eu não posso’ eu sempre me pergunto ‘será que eu posso?’ ou ‘será que eu consigo’ e eu vou lá e tento pelo menos. Claro… eu sou humana e eu já desisti de muita coisa, já fiquei com preguiça, ou com medo de correr atrás de alguma coisa que eu queria… quem nunca?

Vou terminando este post por aqui. Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

Advertisements