Image result for who played pollyanna

Fala terráqueos… como vão indo a vidinha terráquea de vcs? A minha está boa. Está muito bacana, voltei ontem para a academia e eu fiquei com a panturrilha toda dolorida apenas de andar uma horinha na esteira… tô lascada. Hoje já nem fui para a academia porque Eu fiquei ontem e hoje traduzindo o texto da faculdade. Tinha que fazer o upload até sexta,  mas eu detesto deixar as coisas para a última hora porque vai que cai a internet, dá um problema qualquer com as tecnologias do EAD do site. Melhor prevenir.

Ontem eu fui para a academia depois do trampo depois voltei pra casa e fiquei acordada até uma da manhã trabalhando neste texto. Hoje eu dei uma reli o que eu tinha traduzido e dei umas ajeitadas, não estou cem por cento satisfeita com o resultado. Acho que ainda poderia ficar melhor. Mas… pela primeira vez eu me senti uma tradutora de verdade. Pesquisando o texto, tentando entender o personagem. Mesmo que tenha sido um trecho apenas de um livro clássico. O que é bem bacana. Eu não sei se um dia vou conseguir trabalhar e ganhar grana com isso. Requer uma dedicação imensa, mas eu adoraria…

Outra coisa bacana, comprei um teclado e um mouse novos. Sem fios bem bacanas… estou estando eles. Em um post em breve eu vou fazer uma resenha sobre eles. Meu lado nerd tá meio abandonado aqui, sem muitas resenhas… mas isso vai mudar. Tem um bando de coisa que eu comprei de gadget e nerdices que eu testei já e preciso comentar o que eu tô achando aqui pra vcs… aguardem, vem coisa boa por aí…. espero… espero ter tempo.

Mas o assunto do post de hoje é sobre outra coisa. É sobre otimismo!!! Quando eu era criança, eu ganhei… não me lembro de quem, muito provavelmente que tenha sido da minha mãe… ela vivia me enchendo de livros, me incentivando a ler… e a estudar (Obrigada mãe)… ganhei um livro “Pollyanna”. Resumo do livro… Pollyanna é o nome de uma menina, que só se ferra na vida, ela só tem desgraça na vida dela e ainda assim ela é uma pessoa que está sempre procurando ver um lado bom das coisas e ela chama isso de “Jogo do Contente”.

Se eu não me engano a minha mãe me deu esse livro quando eu estava bem doente, eu era pré adolescente e tava bem deprimida com a minha doença eu achava que ia morrer e não queria mais estudar nem nada… Na época ela achou que aquele livro ia me animar. Não animou… eu fiquei num ódio mortífero da panaca da Pollyanna. Eita menina irritante… Mas… ao mesmo tempo haviam outros personagens no livro que era amargos… sabe, gente amarga na vida? Pois é tinha um monte de personagem assim o livro e a menina entra na vida deles e acaba transformando as pessoas, deixando elas mais alegres.

Então o livro é legal nesse sentido, porque apresenta vc as duas coisas a pessoa que é o copo meio cheio e a pessoa que é o copo meio vazio e o livro meio que te dá uma cutucada e diz… qual delas vc quer ser??? Eu não sei qual a resposta de vcs, mas eu sinceramente não queria ser a pessoa do copo meio vazio. Nem sempre dá pra ser Pollyanna toda feliz todos os dias, todas as horas, sempre querendo ver o lado bom… tem dias que a gente se recolhe e fica triste um pouquinho… mas depois chacoalha a poeira e joga a Pollyanna nas costas e fala… vambora miga, cê tem razão fofa!!! Bora sair… vamos comer uma tranqueira no Shopping gastar bestamente um dinheiro e rir um pouco.

Falando nisso… hoje é dia que toda a cebola do Outback vendida vai ser doada pros doutores da alegria. Galera que vai nos hospitais alegrar pessoas doente, pessoas com câncer… e eu… não sou a Pollyanna, mas quero fazer a minha parte no Jogo do Contente dos Doutores da Alegria então eu vou lá com meu mano comer uma cebola…

See you guys around the corner
Shao