Etiquetas

, , , , ,

Fáaaaaala terráqueos, como vão vcs? Eu tô legal… quer dizer, minhas férias estão acabando e eu já tô deprimida hahahahaha eu tive que sair muito, resolver problemas de médicos e eu não consegui fazer uma semana sequer o que eu tinha planejado, que era ficar em casa fazendo nada… só assistindo série.

Mas Shao… vc queria ficar uma semana inteira fazendo isso??? Eita bicha preguiçosa… sim… uma semana inteira!!! Eu queria… eu mereço… eu tive um ano bem estressante. Mas ainda há esperanças… semana do Natal eu estarei de folga a semana toda então… planejemos praticar o nadismo. Eu espero que meus planos deem certo… enfim.

Bora falar de coisas mais legais??? Vcs sabem que eu sou nerd né? Então mas eu não sou apenas nerd, eu sou uma nerd diabética. E a medicina nos últimos cinquenta anos evoluiu para caramba. Graças muitas vezes a outras tecnologias desenvolvidas. E eu tô sempre lendo, procurando me manter informada sobre as novas tecnologias.

Na área da diabetes eu procuro sempre ler e ver quais as novas descobertas dos médicos, dos cientistas…  Por exemplo… coisas que eu já li que etão desenvolvendo para facilitar a vida do doente… Transplante de pâncreas! Insulina inalável! Pâncreas mecânico!!! Bombas de insulina! Adesivos de insulina! Adesivos que mede a cetona e a glicemia!!

Então uns meses atrás eu vi um novo sistema nas internets da vida, que mede a glicemia sem ter que furar o dedo. É o sistema Freestyle Libre da Abbot. Eu li muito, vi uns grupos na internet… e como uma boa nerd que eu sou, depois de pesquisar bastante eu pensei… nossa isso parece ser legal, vamos comprar essa bagaça e ver se é legal.

Primeiro contra dessa minha experiência com a nova tecnologia… primeiro Kit que vem com o medidor, cabo USB, e o carregador para a tomada mais dois sensores… (cada um com a duração de 14 dias – podia ser 15 né Abbot? – então o primeiro Kit dura um mês) custa seiscentos e lá vai pedrada. Fotos abaixo da caixinha para vcs verem o que vem mais ou menos no primeiro Kit.

Segundo contra… só vende em um lugar, na Drogaria Onofre que é representante da Abbot no Brasil. Não sei se mais adiante vai abrir para outras empresas… mas por hora esse sistema só vende por lá, um kit por CPF. No começo era mais complicado porque tinha lista de espera, agora está melhor e a tendência e melhorar mais e mais… jájá abre para outras empresas e vai ter concorrência. E u acredito que em breve outras empresas também vão desenvolver técnicas semelhantes então é capaz que o preço caia.

Terceiro contra é… que vc tem que comprar todo o mês dois sensores e eles também são caros pra caramba. Cerca de 250 reais cada sensor. Ou seja, um gasto de quase 500 reais por mês. Não é todo mundo que tem grana para bancar esse tipo de gasto todo o mês.  Caso vcs não saibam… Se vc é um diabético dependente de insulina o governo através do SUS (que por sua vez usa dos governos municipais e estaduais através das UBS) distribui insulina, dão o glicosímetro e as tirar reagentes, mais as seringas para a insulina e mais as lancetas para vc furar o dedo. Vc pega um laudo com seu médico endocrinologista, então vc leva tudo na UBS preenche uma papelada, espera cerca de três meses e então depois todo o mês vc tem que ir lá pegar o Kit com todos esses itens. E a cada três meses vc tem que levar mais um laudo do médico, caso contrário vc não pega o kit e depois de um tempo eles descredenciam vc e colocam outra pessoa no seu lugar.

Se vc entretanto não é dependente de insulina, vc não consegue pegar esse kit no posto de saúde, vc tem que gastar do seu bolso toda essa parafernalia. E se vc fosse comprar tudo isso… todo o mês ficaria bem caro. Eu fiz as contas de quanto eu ia gastar. E… fora os remédios que eu já compro porque não tem no posto eu ia gastar 600 reais… Atualmente eu gasto quase 200 reais por mês de remédios que não são dados no posto. O kit de 600 reais eu pego no post. Se vc colocar na ponta do lápis então, acaba saindo mais barato comprar dois sensores do que comprar, lancetas, mais tiras reagentes… etc…

Mas voltando ao aparelho… Vcs estão com tempo??? Esse post vai ser longo hahaha. Eu comprei, e pensei… caraca é caro, eu não vou ter grana pra bancar esta tecnologia. Mas… já comprei, vou testar! Porque também sempre tem a possibilidade de vc não se adaptar à uma nova tecnologia. Então eu testei… usando o aparelho e o meu glicosímetro normal por quinze dias para acompanhar a variação da taxa de açúcar no sangue e… as medições entre meu glicosímetro e o leitor da Libre ficaram bem próximas. A medição é diferente, a medição do glicosímetro te da a medida de açúcar do sangue naquele exato momento enquanto que o sensor no braço mede a glicose das células, chamada de flash ou intersticial… que está sempre um pouco atrasada em relação à capilar.

Entretanto o aparelho mede a cada 15 minutos dá pra vc acompanhar então os altos e baixos da glicemia… ele te dá um gráfico no leitor. Dá pra vc acompanhar melhor como ficou a sua glicemia durante o dia. Uma coisa que ele mede que o glicosímetro normal não mede são os picos de açúcar assim que vc come qualquer coisa… E fica acumulado no sensor, que vc coloca na parte de trás do braço, a medição de oito horas. Ou seja, para ter todo o gráfico vc precisa medir com o leitor pelo menos três vezes por dia para ter o gráfico de 24 horas. Mas vc pode fazer essa consulta quantas vezes por dia vc quiser…  

Mais uma vantagem sobre o glicosímetro se vc quiser medir sua glicose 24 vezes por dia, uma vez a cada hora, vc vai ter que furar 24 vezes o dedo, gastar 24 tiras, mais 24 lancetas, seus dedos vão ficar em carne viva sangrando e doendo e ainda assim vc não vai ter um gráfico exato. Então… um furo no braço, a cada 15 dias, versus sei lá quantos furos por dia durante esse mesmo período. Só por isso já vale a pena. Uma foto mostrando onde o fabricante indica que deve ser colocado o sensor, entretanto outras pessoas já testaram em outras partes do corpo (no grupo do Facebook tem bastante gente que coloca nas costas ou na barriga) e parece funcionar bem também… quem sabe mais para frente eu teste em outros lugares.

wp-1476402671353.jpg

Ele tem um adesivo, como vcs podem ver na foto acima. E vc pode tomar banho e praticar exercícios e ele em tese tem que aguentar quinze dias, mesmo em condições de humidade e tal. Mas… às vezes o adesivo descola. Porque a pele das pessoas é diferente, tem pessoas que tem mais sudorese, tem pessoas que tem a pele mais seca, tem gente que tem alergia do adesivo. Os dois sensores que eu usei no primeiro mês ficaram bem presos, nenhum soltou e nenhum me deu alergia.

Eu entretanto usei… esparadrapo de micropore, esparadrapo comum e fita de Knésio (essa foi a melhor opção), porque eu sou desastrada e eu fiquei com medo de descolar ou esbarrar o sensor e arrancar ele enquanto eu dormia porque eu me mexo muito. Então foi pra me sentir mais segura apenas. Mas tem pessoas que precisam da fita porque o sensor solta.

wp-1476409428440.jpg

Mas o mais bacana mesmo, é a liberdade que o sensor te dá… eu trabalho com atendimento ao público. Toda a vez que eu vou comer alguma coisa, que dá o horário que eu tenho que comer eu tenho que medir o açúcar para saber se eu posso comer, se eu tenho que tomar insulina e com o glicosímetro tradicional, para eu não ter problema com feridas na ponta do dedo eu tinha que… ir até o banheiro, lavar as mãos, depois passar álcool gel, depois ir num lugar reservado (porque tem gente que se incomoda em ver vc furando seu dedo e medindo a glicemia) preparar o aparelho, preparar um algodão com álcool, ou um swab de alcool, preparar o aparelho, pingar o sangue na tira e ver o resultado, depois estancar o sangue do dedo com o algodão, esperar parar de sangrar para poder comer ou então para tomar a insulina e comer e depois jogar a agulha, a lanceta, os algodões com sangue, num recipiente específico para depois chegar em casa e colocar na caixa de materiais infectantes. Depois de toda essa novela voltar a fazer o que eu estava fazendo.

Imagina essa novela toda no trabalho? Três vezes durante o expediente?? E num restaurante??? Dava até desânimo. Agora é mais simples. O sensor fica no braço, o aparelho fica no bolso. Eu apenas tiro ele do bolso, encosto no setor e ele me dá o gráfico. Abaixo… mais ou menos o gráfico dessa semana… os tipos de gráfico que ele te oferece.  E meus dedos cicatrizaram bem, fico feliz de não ter tantos ferimentos nas pontas dos dedos. Agora eu só tenho que tirar o leitor do bolso, encostar no sensor, por cima da roupa mesmo… onde quer que eu esteja e eu tenho a medida.

Outra vantagem que eu vi é que… se vc tem um celular com NFC (não funciona em todos os celulares, no meu Note 4 não funcionou, no Note 5 funcionou bem, sem a capa protetora… com a capa não funciona – sim eu troquei de celular recentemente, fazia dois anos que eu não trocava, mas isso fica para um próximo post) vc pode usar dois apps para ler o sensor… (Fone Android – porque o Iphone até onde eu sei não tem NFC) o Liapp e o Glimp (sendo o Glimp meu favorito porque ele grava todo o gráfico). Como o leitor, vc tem que fazer a leitura pelo menos a cada oito horas para ter o gráfico de 24 horas… Abaixo imagens de exemplos das leituras dos aplicativos. É uma opção boa para quando vc esquece o aparelho ou se vc quiser outro controle além do leitor da Abbot. Outras estatísticas e coisa e tal.

wp-1476411588902.png

wp-1476411593196.png

wp-1476411597063.png

wp-1476411610908.png

wp-1476411603222.png

wp-1476411607228.png

Minhas medições não estão tão boas quanto eu gostaria hahahahaha… mas melhorarão semana que vem eu prometo. Vou parar de comer porcaria. Resumindo gente… eu tô curtindo. Vamos ver… semana que vem como o leitor se adapta com minha volta à academia… aos exercícios… E eu vou pegar mais firme na dieta porque eu nessas férias fiquei meio relaxada.

Vou terminando este post por aqui… Espero que vcs tenham curtido. Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao