angry

E aí terráqueos, beleza??? Eu tinha que estar estudando, mas não estou com vontade sabe? Acordei num desânimo hoje. Eu até disse pro meu irmão, nossa… Deus é tão sábio que criou nosso aparelho respiratório de forma a trabalhar automaticamente. Porque olha, se tivesse que ligar ele, tivesse que ter alguma consciência ou vontade para que ele funcionasse eu estava ferrada hoje, tamanha a minha preguiça.

Então cá estou eu, no meu programa usual de sábado, esperando a máquina lavar a roupa para eu poder pendurar ela enquanto isso eu escrevo aqui no blogue um pouquinho e escuto um CD Greatests Hits da Eva Cassidy no Spotify.

Mas nem era disso que eu queria falar neste post que muito provavelmente sera o ultimo post que escreverei hoje porque tô de saída para encontrar a galera… Faz uma carinha já eu fui ao cinema assistir “Angry Birds” o filme. Sim, eu sou dessas que sai de casa para ver animação no cinema e fico lá numa sala de cinema cheia de crianças e pais… me julguem. Eu amo desenho animado! Eu queria muito muito mesmo que existisse na TV aberta ou na TV a cabo um canal que só passasse desenho antigo. Tem algumas coisas esparsas e uns canais no YouTube… mas… vira e mexe os direitos autorais tiram os desenhos do ar.

Esses dias eu peguei um canal de vídeos de desenhos antigos no youtube e fiquei umas boas horas assistindo Gato Felix ahahahahaha. Relembrando a infância. Alguns desenhos tem umas playlists bem bacanas no youtube. O Gato Felix é um deles. Masssss… vamos falar de “Angry Birds – O Filme”. Angry Birds nasceu como um jogo para tablets e celulares, que depois viraram vários outros joguinhos, invadiu depois os consoles mais tradicionais de videogames e finalmente… chegou nas telas do cinema como uma animação.

A ideia por trás da animação, acredito eu que era de contar a história do jogo, colocar claro, um pouco de drama, um pouco de comédia e ganhar mais grana ainda com a franquia. E vou dizer para vcs, o filme é bem legal… não é daqueles que vc quer ver de novo e de novo e de novo… mas é bem divertido. De vez em quando ele fica monótono, algumas piadas não surtem o efeito esperado. Mas… se vc tá numa tarde de tédio, querendo ver uma coisinha leve, dar umas risadas e matar umas duas horas pode assistir.

O desenho conta a história do passarinho anti-social que acaba sendo sem querer o herói e salvando a cidade quando um bando de porcos mal intencionados invadem a ilha onde eles vivem pacificamente. Red, o passarinho vermelho e anti-social e que tem problemas para controlar a raiva tem que percorrer um longo caminho para primeiro provar que os porcos são bandidos. E depois na jornada para salvar a ilha ele acaba fazendo novos e inesperados amigos. É bem bacana o desenho, bem clichê também… com as mensagens e tal… mas é bem divertido. A criançada que estava na sala de cinema (e meu pai também, ele tava se rachando de rir) adorou.

Vou terminando este post por aqui… Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao