capa-1

E aí terráqueos, beleza??? Como vão as coisas? Iguais a minha vida, devagar quase parando? Espero que não, espero que as coisas para vcs estejam mais legais aí do outro lado da telinha de quem está lendo. Eu tô com sono, com preguiça, queria ir pra casa, me enfiar na minha cama e dormir a tarde toda.

Ontem eu fui ao médico… Agora tenho dois exames para fazer, um deles mamografia, eu detesto fazer mamografia. E eu faço mamografia desde os 20 anos por conta do histórico familiar e é sempre aquela agonia quando eu tenho que fazer eu fico tensa já quando eu pego o pedido médico na mão e a tensão só vai sair de mim quando eu pego o resultado, levo para ele e ele diz: beleza… vc escapou dessa mais um ano. É uma tortura psicológica isso mano… é como, todo ano vc esperar por uma sentença de morte que pode ou não vir. Acho que por isso que a Angelina Jolie fez a dupla mastectomia… para ter mais paz de espírito.

Infelizmente eu não sou ela… não tenho a grana que ela tem e o meu convênio (acho que a grande parte dos convênios médicos em geral) não cobre aquele exame que ela fez (que custa cerca de seis mil reais) para determinar se ela tem um gene que aumenta exponencialmente as chances de ela desenvolver câncer de mama, de ovário e de útero.

Mas, mudemos de assunto que não era disso que eu queria falar. Vamos deixar assuntos mais tristes para dias posteriores. Eu queria era falar de um filme que eu assisti esses dias (mentira, faz um tempinho já) na Netflix (eu ando descobrindo uns filmes bacanas, não tão divulgados, mas bacanas na Netflix ultimamente). E um desses filmes foi esse “Hush – A morte Ouve”  – Mais um filme de suspense. Que eu não dava nada por ele… diferentemente do filme anterior de Suspense que eu assisti esse nem tinha um elenco tão estelar. Na verdade eu não conhecia nenhum dos atores. Mas o filme é bem bacana.

Eu não posso falar muito do filme sem estragar o plot. Basicamente acontece assim… Uma moça surda-muda, que é escritora… aluga uma casa no meio da floresta, no meio do nada… para poder escrever seu novo livro. Mal sabia a coitada que tinha um assassino doido solto pela região. Então a prerrogativa do filme é bem simples. Imaginem essa moça, nessa situação… e um doido do lado de fora da casa dela tentando matá-la. Não tem motivo nenhum… aparentemente o cara quer matar ela por diversão. É um filme agonia… do começo ao fim, eu não vou falar muito da história porque senão estraga…) tem poucos momentos chatos, mas tem… entretanto esses momentos são recheados de antecipação então acabam não sendo tãoooo chatos.

A atriz que interpreta a personagem principal é muito boa, eu não sei o nome dela, mas ela não me é estranha, acho que já devo tê-la visto em outros filmes. Anyway… ela manda muito bem. O assassino é meio burro, e sem propósito. Quando colocam um antagonista despropositado nos filmes vc sabe que nunca será muito bom, mas ele cumpre o papel de louco desvairado dele. Ou seja galera, se vcs curtem um filme de suspense e estão sem nada para ver, procurem esse filme na Netflix e divirtam-se!

Vou terminando este post por aqui… Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao