quarto_livro

E aí terráqueos, beleza??? Post de hoje está mais para um comentário…. não  me atrevo a chamar isso de resenha… de um livro que eu li, se vcs tem interesse de ler por favor vão embora porque vai ter spoiler pra caramba. Voltem depois de terem lido para ver se vcs concordam com a minha opinião beleza???

Então… o oitavo livro do ano é “O Quarto” de Emma Donoghue. Nunca tinha ouvido falar dessa escritora nem desse livro, só ouvi porque foi feito um filme baseado no livro e o filme foi indicado em algumas categorias do Oscar em Fevereiro e eu resolvi comprar o e-book e lê-lo juntamente com o último… os dois tratam do mesmíssimo assunto, entretanto um é uma biografia escrita pela vítima e este é uma ficção, baseada em fatos reais claro… só que um pouco mais romantizada.

Não sei se verei o filme… não tô numa vibe de drama. Já vi “A Garota Dinamarquesa” e já achei triste pra caramba. Não quero rever tristeza. Eu seu que elas existem e não podem ser ignoradas. Se eu não me engano o livro foi inspirado no caso real de Elizabeth Fritzl (clique aqui para saber mais) que é um caso horrendo que aconteceu na Áustria. Mas… enfim…continuando.

O livro é narrado do ponto de vista de uma criança. Então vc demora a entender o que está acontecendo. Porque na intenção de suavizar a realidade torpe dos fatos reais a autora usa a perspectiva da criança como filtro. O que é uma ideia bacana… até certo ponto. Mas acaba tornando tudo muito confuso. Beleza… reflete a confusão do personagem. Mas dificulta a leitura. Então minha primeira impressão. Não é um livro para o leitor comum, nem para um leitor impaciente e principiante. Se eu fosse indicar um livro pro meu irmão disléxico… certamente não seria este. Ele não ia entender.

Mas conforme vc vai lendo… se vc já é um leitos mais hardcore hahahaha… vc entende o background da história. Uma moça perto de seus vinte anos é sequestrada por um tarado sociopata e mantida num quarto trancada anos a fio sendo estuprada por essa criatura. Dentro do cativeiro ela engravida (diversas vezes mas as crianças não nascem, ou nascem mortas, ou nascem e vivem pouco tempo) até que uma das crianças, um menino sobrevive e o sequestrador deixa a vítima ficar com a criança.

E é assim que começa o livro. E então Jack narra sua vida com a mãe no Quarto… que é todo o undo que ele conhece. 

Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao