frase-voce-encontrara-homens-que-querem-ser-carregados-sobre-os-ombros-dos-outros-que-pensam-que-o-henry-ford-126415

Fala galera, beleza??? De boa na lagoa???? Eu tô na mesma… cansada, claro, com sono, sempre! Ralando??? Sempre também. É engraçado né? A gente rala que nem um condenado pra ter as coisas na vida… e tem gente que ainda acha que a nossa vida é um vai da valsa (nooossa Shao que ditame velho… gente… não canso de dizer pra vcs que eu sou velha??? Vcs não acreditam mas eu sou… quarenta anos de idade natural… 500 anos de velhice intelectual. Sou um ser humano bem retrógrado em algumas coisas).

Eu estava pensando esses dias… quando eu era criança e alguma pessoa era ruim comigo eu sempre reclamava com a minha mãe porque eu não entendia maldade gratuita (até hoje ainda não entendo… sinceramente) minha mãe costumava me dizer… fulano, sicrano e beltrano tratam vc mal assim porque tem inveja de vc. E da mesma forma que eu não entendia maldade gratuita para com quem nunca fez nada de mal a vc… com esse mesmo olhar infantil e sem maldade eu olhava para mim mesma e pensava… inveja do quê???

Eu sinceramente não via em mim mesma nenhuma qualidade invejável. Hoje claro… eu tenho uma visão um pouco diferente do mundo, com um pouco mais de maldade… e eu vejo em mim umas qualidades (adquiridas a duras penas… não creio que nenhuma nasceu comigo) que algumas pessoas podem sim querer para si mesmas. Mas… novamente, como dizia a minha mãe “as pessoas veem o maná que eu como, mas não veem o deserto que eu atravessei” – comparando as agruras da vida e as conquistas que a gente consegue enfrentando as dificuldades com a dificuldade que o povo judeu passou para atravessar o deserto (tá tudo lá na bíblia… leiam e Êxodo, o povo saiu do Egito e vagou quarenta anos pelo deserto comendo maná, que era um pão que Deus mandava do céu para eles) para chegar na terra prometida.

Traduzindo… ahhhh vc repara no meu Diploma da Faculdade mas vc não sabe o quanto eu tive que ralar pra conseguir, minha mãe gastou uma grana filha da puta pra pagar escola particular pra mim, e eu me matei de estudar pra tirar notas boas, peguei ônibus lotado, tomei chuva, fiquei sem dormir para fazer trabalho. Depois eu tive que passar no vestibular, ou tive que fazer várias provas para ganhar uma bolsa. Daí eu ralei pra caramba de novo pra não pegar exame nem DP e terminar a faculdade, ou ralei pra caramba pra pagar a mensalidade cara do caramba… trabalhando doze horas por dia e dormindo quatro horas por noite para dar conta da mensalidade e dos deveres acadêmicos… tudo isso pra adquirir o conhecimento… o diploma em si é apenas um pedaço de papel, que pode ou não me ajudar a conseguir um emprego bacana… mas, eu ralei pra caramba pra conseguir essa coisa que vc tá aí invejando.

Hoje eu entendo mais ou menos o que minha mãe dizia, muita gente quer ter o que vc tem, quer ser que você é… mas não quer ter que passar pelo que vc passou. Essas pessoas geralmente não tem a tenacidade nem a resiliência necessárias para alcançar essas coisas. E ficam lá… querendo ser como vc e ter aquilo que vc tem. E muitas vezes o modo delas tentarem te atingir é menosprezar o que vc tem e as suas … é foda.

Vou terminando este post por aqui… Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao