racismo

Fala galera, beleza???Como vão vcs? Espero que estejam bem, que estejam melhor que eu. Eu tô ralando pra caramba e tô cansada pra caramba. E por mais que eu faça sempre tem alguém achando que eu não faço o suficiente. Mas é a vida né? Pois é… aposto que com vcs é a mesma coisa. Vejam só… hoje eu acordei tarde, estava cansada pra caramba de ontem.

A semana foi punk apesar de ter tido pouco movimento no trampo eu tive que fazer umas correrias aqui em casa e ir ao shopping comprar umas coisas e ainda ir fazer exames e ir ao médico, e ir no mercado e cozinhar e arrumar umas coisas aqui em casa… enfim… eu estava cansada e resolvi dormir até mais tarde. Dai eu trabalhei a tarde toda. Peguei o maior trânsito para vir para casa, chego em casa tem duas pilhas de roupa para eu lavar, e ainda tenho que fazer a janta e amanhã toca eu sair de novo para resolver mais pepinos e a semana que vem eu tenho mais médicos, mais exames, mais trabalho e ainda tem mais páginas e páginas para escrever e eu tenho que decidir se eu vou fazer a pós graduação sim ou não e hoje me pediram para dar aulas de inglês particular.

Quer dizer, eu tô sem tempo pra nada e tem gente que fica achando que eu deveria estar fazendo mais… mas deixa isso para lá… não vem ao caso mesmo. Voltando ao tema do post que é um tema mais interessante. Não sei se eu comentei com vcs aqui… acredito que sim, mas meu pai era mulato e minha mãe branca. Eu sinceramente não me considero branca, nem negra… eu sou mestiça. Eu tenho a pele morena e os cabelos enrolados. Eu vivo de cabelo preso porque cabelo enrolado dá um trabalho danado pra deixar solto e eu não tenho nem tempo nem saco…

E eu leio, vira e mexe, coisas na internet e ouço nos meus círculos sociais coisas sobre racismo, cotas e todo esse blablabla policitamente correto que tá na moda agora. E eu vi, faz pouco tempo um video de uma galera, participantes de movimentos estudantis afro-descendentes. Onde essa galera entrava na sala de aula para pedir que os alunos, professores etc, participassem de uma discussão sobre o assunto e sobre o racismo. Na USP isso…

Beleza, é um assunto relevante e eu acho que tem que ser discutido por todos, Brasil é sim um país racista. De um racismo velado muitas das vezes. Descarado de outras tantas. E impune na maioria das vezes. Mas o que eu vi no video… foi um bando de estudantes negros, desrespeitando a professora da sala, que pediu educadamente para que eles convidassem as pessoas mas que não ocupassem toda a aula dela, e depois agredindo verbalmente, xingando e sendo totalmente RACISTA com outros estudantes (de pele branca ou mais clara) chamando de filhinho de papai, de playboyzinho e coisas piores porque a pessoa falou… Beleza, cs já deram o recado agora a gente quer ter aula, deixa pra debater isso no local e hora determinado e tal…

Detalhe, o rapaz branco era tão morador de periferia, quanto eles, que se autoproclamavam minoria e discriminada pela sociedade maligna. Deixa eu contar uma história particular para vcs… que muitos filhos de casais ‘coloridos’ devem se identificar… euzinha, pai negro e mãe branca… já fui discriminada por negros, por ser ‘branca demais pro meu cabelo’ e por brancos por ter o ‘cabelo enrolado demais para a minha cor’ e por ambos, por não ser… ‘nem negra nem branca’. Eu vou colocar o vídeo aqui embaixo para vcs assistirem e tirarem suas próprias conclusões.

Meu rosto tem os traços bem misturados, eu não tenho traços finos de branco nem traços marcantes de negro… eu sou um pouquinho de cada etnia que foi se somando no meu DNA com anos e anos e anos de miscigenação.

Existem pessoas que acham que… vc ser negro e chamar uma pessoa branca, de branquelo, e coisas do gênero não é racismo. Porque apenas o negro foi pisado, maltratado e discriminado pela sociedade (não discordo dessa parte da sociedade) mas, negros podem sim serem racistas. Tipo, mulherada negra vê um negro andando de braço dado com uma loira já desce o sarrafo. Fala mal um monte… do cara e da menina. Mesma coisa se é o oposto, uma negra com um loiro. Os homens descem a boca, falando que a negrinha pegou um ‘gringo’. Tirando a menina de interesseira.

Então… me desculpe a grande maioria aí, mas… existe sim racismo na proporção inversa. E o branco não tem direito de se ofender quando ganha um apelido engraçadinho devido a cor da sua pele. Porque o branco não é o ‘oprimido’. Desculpe quem pensa assim (aliás, desculpa nada o blogue é meu – portando foda-se) mas negro racista existe sim.

Negro que não quer se misturar com branco. Negro que acha que precisa diminuir e chamar de opressor quem é branco para se exaltar perante seus próprios olhos. Negro que foi pisado a vida toda e quando chega numa determinada posição social tem que pisar em tudo que é branquelo para se empanturrar de um falso senso de justiça social.

Nos Estados Unidos fizeram uma experiência num cabeleireiro no Harlem… uma comunidade de maioria negra. Colocaram um casal… onde o cara é negro e a moça é loira e colocaram uma atriz que se passa por cabeleireira e começa a falar mal dos dois estarem juntos… houveram diversas reações. Várias pessoas defenderam a moça… Entretanto… existiram várias reações de ódio ao relacionamento. Racismo da parte dos negros para com a mulher branca. Está em inglês… mas assistam e vejam.

O problema não é a cor da pele. O que realmente quer dizer então tia Shao? Que o ser humano, independentemente da cor da sua pele. Sabe ser tolerante é uma benção para o ser humano, tanto quanto é uma praga a intolerância. E ela pode vir de qualquer lado. Infelizmente, a cor da pele não te torna imune ao Racismo. Não tem impede de ser ofendido, ferido pelo racismo e não te impede de ofender e ferir outra pessoas com uma atitude racista.

Vou terminando este post por aqui… só um textinho pra vcs refletirem. Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao

Advertisements