quase-sempre-a

Fala galera, beleza? Hoje meu dia foi horrível… eu devia saber que ia ser horrível porque eu acordei com aquela vontade de ficar o dia todo na cama. Estava aquele dia nublado, ameaçando cair aquela chuvinha… eu levanto da cama e penso… mano, estava um dia bom para ficar em casa dormindo hein?

Primeira coisa, eu acordei bem antes do meu horário porque meu irmão perdeu a hora de ir para o trampo e ele me acordou para pegar as chaves do carro para ele poder ir para o trabalho senão ele ia se lascar né… Lá foi ele de carro pro trabalho. Isso queria dizer que eu teria que ir de busão porque por hora só temos um carro nesta família hahahaha.

Beleza, eu fiquei irritada, não por ele ter perdido a hora e nem porque eu teria que ir de busão. Eu fiquei irritada porque me acordaram antes da hora hahahahaha. Eu sempre fico irritada quando me roubam minutos de sono. Porque eu geralmente demoro pra caramba para pegar no sono é complicado para mim desligar a cabeça às vezes. Daí o Cezar me acordou às seis e pouco e eu não consegui mais pegar no sono, aí eu fui pagar contas e fazer umas coisas que eu tinha que fazer até dar a hora de eu tomar meu remédio, comer e me arrumar para ir para o trabalho.

Eu tive que obviamente sair de casa mais cedo… pra vcs terem uma ideia. São entre oito e doze quilômetros da minha casa até meu trabalho. Eu geralmente levo vinte minutos indo de carro. Porque eu vou devagar, sem correria… no limite da pista. Se é um dia ruim e eu tenho que encarar muito trânsito eu demoro, mais tardar quarenta minutos. Neste dia fatídico… eu levei uma hora e vinte minutos. Saí de casa meia hora antes do costumeiro… ainda assim cheguei no trampo bem em cima da hora.

Mas voltemos aos detalhes hahahahaha porque como dizem, o diabo mora nos detalhes. Eu saí de casa meia hora antes, eu estava sem créditos no meu Bilhete Único, então eu tive que pegar umas moedas no meu cofrinho de porquinho, porque eu também não tinha dinheiro trocado. Peguei o primeiro ônibus. Até o metrô e chegando lá eu resolvi colocar crédito no cartão pra pagar menos na volta pra casa.

Peguei uma baita fila na cabine do Ponto Certo… chego lá a moça me fala, aqui não aceitamos cartão, só dinheiro. Beleza.. sai eu procurando aquelas máquinas que aceitam cartão de débito… tinham cinco máquinas, apenas uma funcionando… mais uma fila!!! Depois de uns dez minutos eu consegui… daí eu fui pegar o segundo ônibus.

Cheguei no ponto, o ônibus estava lá parado mas já estava lotado. Tive que esperar o próximo. Mais uns dez minutos. Chegou ficou uns outros dez minutos parado no ponto final esperando. Daí partimos… meia hora até o trabalho. Eu entro no busão, eu era a terceira da fila, sentei perto da porta. Daí senta uma criatura nefasta do meu lado. Homem no ônibus é uma bosta mano, eles chegam e sentam do lado da gente e abrem as pernas e vc fica com aquele espaço minimo. Eu me pergunto se é impossível fisicamente para eles sentarem com as pernas fechadas, se isso faz deles menos homens.

Daí ele saca de dentro da mochila um pacote daquelas pipocas doces horrendas. E fica com a cara virada pro meu lado e soltando aquele bafo de pipoca na minha cara. Depois ele tá com as mãos ocupadas então ele não se segura, e o motorista dirigindo a lotação como se fosse uma diligência desgovernada pelas estradas do velho oeste. O cara ficava caindo em cima de mim e esbarrando toda hora. Depois ele começa falar no celular… berrando, eu com o fone de ouvidos e ouvindo rock conseguia ouvir a conversa dele.

Daí eu aumentei o volume do celular para fazer de conta que aquele ser aborrecível não existia. Ele termina a conversa, e estica o pescoço perto de mim… querendo ouvir a música que eu estava ouvindo. Eu estava quase dando uma voadora nele… mas fiquei na minha… aí a criatura finalmente desceu. Uns pontos depois eu desci… cheguei no trampo… E mano, só gente chata. Só gente burra. Aquele dia que vc se pergunta, meu Deus, onde andam as pessoas inteligentes deste mundo? Só as burras saíram de casa hoje e resolveram vir na Prefeitura???

A última pessoa do dia ainda ficou nervosa comigo. Eu explico três vezes para a criatura que tinha que juntar tais e tais documentos para da entrada no processo. Eu falei para a criatura três vezes que ela não precisava que ela poderia juntar om croqui… e expliquei para a pessoa três vezes o que era um croqui… e todas as vezes ela falava, mas eu não sei fazer isso… Aí eu perguntei: A senhora não sabe fazer um croqui? A senhora não sabe desenhar uns quadrados numa folha e escrever sala, quarto, cozinha???

Daí ela foi embora com raiva de mim hahahahaha. Trabalhei atéeee fechar o setor… Daí eu pensei, ora bolas… já que eu estou sem carro, a condução para casa estava lotada eu vou pra igreja, melhor esperar lá na igreja fazendo alguma coisa do que ficar no ponto do ônibus esperando esvaziar. Daí fui pra igreja, cheguei lá umas sete horas… a igreja está em reforma, então o culto foi no auditório. Eu estava tão cansada e… tinham umas crianças atazanadas sentadas atrás de mim que ficavam chutando a minha cadeira… Graças a Deus a mãe das crianças acabou indo sentar noutro canto e eu finalmente fiquei em paz.

Terminou que ir para a igreja era justamente o que eu precisava. Eu fiquei quietinha lá, meditando, orando… daí todo aquele estresse do dia foi embora e eu voltei para casa feliz e contente. Meus irmãos tinham comprado pão e mortadela, eu tomei um banho, comi, conversei com meus irmãos e fui dormir. Então crianças… nem sempre um dia que começa ruim acaba ruim.

Vou terminando este post por aqui… amanhã eu ainda tenho trampo. Mas… antes de terminar este post eu vou fazer um pouco de propaganda do meu novo blogue o “Estante da Shao”. Cliquem no link conheçam meu trabalho, meus textos, meus contos, meus poemas. Toda a sexta-feira teremos texto novo e inédito para vcs… Ou um conto ou um poema, ou de repente um trecho de uma história que eu esteja escrevendo. Participe e divulgue esse meu novo projeto se vcs curtirem…

See you guys around the corner
Shao