Fala galera, beleza? Eu to melhorando, mas ainda estou sentindo uma fraqueza danada… Devagar eu me recupero… espero… Quarta-feira em fiquei em casa de molho o dia todo, sem poder fazer muita coisa, sem animo para fazer o que quer que seja, fiquei apenas assistindo televisão. Vcs tem noção de como e deprimente TV aberta a tarde neste pais??? Felizmente temos TV A Cabo e Netflix nesta casa.

Mas… ainda assim, com todas as porcarias que tem na televisão, vi umas reportagens bacanas. Vi uma reportagem falando sobre Bullying. E como um garoto de oito anos resolveu fazer dieta sozinho e casa porque era vitima desta pratica na escola. E eu estava me lembrando da época que eu era criança e depois adolescente. Não existia essa porcaria de bullying importada dos EUA.

Quer dizer, sempre havia aquele aluno mais velho, repetente que pegava no pé dos menores e mais nerds. Entretanto o bullying nunca ia pra frente porque geralmente a galera… a molecada que estava  sofrendo a perseguição se juntava e dava uma surra no pentelho e ele parava de perturbar os menores. Não existia essa cultura do bullying aqui. Pelo menos não da forma que existe agora, não com tanta forca, nem com tanta violência.

Eu acho que tem a ver com a síndrome de vira-latas do brasileiro, que acha que tudo que vem de fora, dos EUA e melhor do que o que tem no Brasil. E nessa mentalidade eles importam tudo, ate os ideias distorcidos.

Eu lembro quando meus irmãos eram menores… a coisa já começou a ficar pesada. Eles sofreram um pouco com bullying, entretanto… Carlos e Cezar sempre foram de falar todas as coisas que aconteciam com eles na escola e minha mãe ia resolver. Fora isso, mãe colocou eles pra lutar kung-fu e toda a vez que um valentão tentava intimida-los eles sabiam muito bem se defender.

Eles tiveram que encarar isto tantas vezes que ate hoje, os dois detestam valentões. Cezar como policial… umas semanas atrás interveio num caso de bullying, ele estava passando na frente de uma escola e tinha um grandão intimidando um pequeno e batendo nele, Cezar fez um salseiro na escola, fez a diretora chamar os pais de ambos, falou com os pais do moleque que bateu e com a mãe do moleque que estava apanhando. Ele fez o trabalho que deveria ser da diretora.

Infelizmente os professores e os diretores de hoje e dia parece que não estão preparados para lidar com essa juventude descabeçada e sem valores. Veja por exemplo a relação professores vs alunos antigamente. Se vc se desentendia com um professor em sala de aula antigamente. Vc nunca era o cara da razão. Meus pais por exemplo iam me perguntar o que eu tinha feito de errado para irritar o professor e ai de mim se tivesse realmente feito alguma coisa.

Hoje em dia pai e mãe vão na escola bater no professor, no diretor, se o filho aparecer em casa com uma nota baixa. Com coisa que e obrigação do professor dar nota alta pra gente que não se esforça, que não estuda… E tem alguns pais que ainda acham que educação a criança aprende na escola e não em casa.

Vários casos, vários vídeos onde alunos quebram tudo, quebram a sala de aula a sala da diretora, e ninguém faz nada para conter a criança porque não pode. Se vc colocar a mão no aluno… vc vai preso, vc perde o seu emprego. Teve exatamente este caso, um moleque de sete anos, surta na sala da diretora e sai quebrando tudo. E a diretora filma a porra toda. Resultado??? Um monte de gente chamando o moleque de coitadinho, que ele precisa de acompanhamento psicológico, que ele deve sofrer em casa, que deve ser filho de pais que praticam violência domestica e por isso ele reproduziu esse comportamento na escola. E a diretora, foi suspensa das suas atividades porque filmou e postou o vídeo na internet. Acusaram ela de expor a criança ao ridículo. Pode ate mesmo perder o emprego.

Entretanto eu não vi ninguém buscando investigar a vida do moleque pra ver se e caso de uma família desestruturada que ele precise de um tratamento psicológico, se era caso de Maria da Penha… não vi ninguém ser punido por expor a criança a este tipo de ambiente. Quer dizer… quiseram vitimizar o moleque e a pobre da diretora que teve a sala destruída e que foi punida.

Vi um outro vide uns tempos atrás, onde um aluno ficava provocando e xingando a professora na sala dos professores, tipo, querendo suscitar uma reação dela e ela sacando que era uma armadilha não reagiu. Ele chega a dar um tapa na cara da professora… imagina gente. Eu definitivamente parei de dar aulas na hora certa, esse pais esta cada vez pior. Alias, este mundo esta cada vez pior.

Eu estava ouvindo rádio uns dias atrás e eles estavam entrevistando um desses cantores da moda, não lembro o nome da criatura. Ele disse… ah o pais deveria investir em educação, eu sei que e uma coisa a longo prazo que só vamos ver retorno daqui uns 20 anos. Eu me lembro de ter pensado. Vinte anos??? Se tivéssemos resultados em vinte anos seria ótimo. Pra consertar tudo o que esta errado, tanto no nível da nossa educação (e aqui eu falo da educação que recebemos na escola) e no nosso nível da nossa cidadania (e agora eu falo da educação que recebemos em casa) tinha que haver uma revolução radical na forma de criarmos as crianças e educarmos ela. E certamente só veríamos algum resultado daqui a uns cem anos. E ainda assim acredito que não seria um resultado satisfatório.

Chega a ser desesperador… pensar numa coisa dessas. Não e verdade? Felizmente eu sou uma pessoa otimista que acredita que existem pessoas boas no mundo, que ainda existe um respingo de esperança e que ela possa se espalhar por este mundo e contaminar o resto das pessoas… aquelas que não estão nem ai com nada e as coisas vão mudar.

Bom, post longo.. vou terminando ele por aqui… tenho outras coisas para escrever. Felizmente minha musa voltou a me visitar e eu tenho tido diversas ideias para historias e contos e poemas… Aguardem, muitas novidades estão por vir.

See you guys around the corner.
Shao