Fala galera, como vão vcs??? Deprimidos como eu porque e domingo a noite e amanha e segunda e vcs não querem voltar a esta vida cruel de trabalho assalariado? Toca aqui mano… eu te entendo… tamo junto!!! Mas… não fiquemos porque… essa semana será curta porque tem feriado da consciência negra na sexta. Podem ficar felizes. Domingo foi lerdo de manha e agitado de tarde. Fiquei acordada ate as quatro da manha vendo a surra que tomou a Ronda. Dai eu acordei tarde. Acordei meio dia… e depois fomos na casa do meu primo, levar uma bota lá pra ele e claaaaro apertar as bochechas do Miguel.

Estávamos conversando hoje, diversos assuntos, vc junta uma galera… diversas conversas, diversos assuntos. Ficamos discutindo a definição de família. União estável, concubinato, casamento… ligações jurídicas e tal. E depois eu cheguei em casa e estava lendo um texto sobre as dificuldades que uma mulher negra teve que passar para poder estudar, para poder ter seu diploma. Apesar do racismo que ela sofreu ela não desistiu e conseguiu…

E eu me lembrei de um perrengue que eu passei… por causa de religião. Não tem muito a ver uma coisa com a outra. Mas ao mesmo tempo tem porque, não por conta de racismo, mas por conta de eu ter uma religião diferente da que era predominante na escola que eu frequentava.

Eu acho que eu nunca contei esta historia aqui. Eu estava na sexta serie. E minha mãe queria que eu estudasse num colégio que tivesse um ensino bem bacana… toda aquela preparação para o vestibular e coisa e tal e então recomendaram para a minha mãe uma escola Adventista. Tem uma rede de escolas Adventistas aqui em Sampa… não sei se tem essa rede em outros estados. A escola de chama… porque ela existe ate hoje e realmente e uma escola onde o ensino e bem forte… Escola Isaac Newton. Entretanto… como eu disse era uma escola adventista, todos os professores, toda a equipe da escola são formados por membros da igreja Adventista…

Eu me lembro que eu cheguei a comentar com a minha mãe… mas mãe, e uma igreja adventista, por eu ser de uma igreja diferente não vai ter problema??? Minha mãe foi lá e conversou com a diretora que disse que não haveria problema nenhum que eles não impunham a religião deles, a crença deles para os alunos. E nos acreditamos…

E eu sempre fui, continuo sendo crista… mas quando eu era muito criança eu era Católica, depois eu deixei o catolicismo e comecei a frequentar uma igreja evangélica. Porque eu escolhi… e apesar de tanto a igreja que eu frequento quanto a igreja adventista do sétimo dia serem evangélicas e cristas. Os dogmas, ou seja, a forma que nos portamos no culto, como oramos, algumas coisas que acreditamos… são diferentes. E eu me lembro, que era costume… na escola, todos os dias, antes de começar a primeira aula e antes de terminar a ultima aula… tínhamos que orar o pai nosso. Tínhamos também aula de religião.Tínhamos aula de OSPB e Educação Moral e Cívica… o que são coisas que geralmente não tem nas outras escolas.

Eu estudei apenas um ano essa escola. Porque mano… foi um ano muito treta. Quase todos os professores pegavam no meu pé por causa da religião. Eu simplesmente me recusava a participar da oração que eles faziam no começo e no final das aulas. Porque como eu disse, nossos dogmas eram diferentes, eu cheguei e conversei com a diretora. Eu disse para ela, que na igreja que eu frequentava a gente orava de forma diferente. E que eu não me sentia confortável em participar daquela oração, feita daquela forma, e pedir por favor para que minha diferente crença fosse respeitada. Eu me lembro que eu tive que ouvir um discurso dela… me esqueci do nome da mulher mano hahahaha… uma discussão centrada no ponto de que… o pai nosso era uma oração universal portanto eu… como crista não poderia me negar a participar.

Acho que foi a primeira vez que eu disse… ué, claro que eu posso… não vivemos num estado Laico? Ela para tentar sei lá, me dissuadir, me vencer pelo cansaço… disse que eu teria que conversar com cada um dos meus professores, inclusive o de Educação Física, porque cada professor tem sua autonomia dentro da sala de aula. Eu… cabeçuda e teimosa, falei… beleza mano. Vcs não vão me dissuadir.

E eu fui falar… com cada um dor professores. Professor Sergio de Historia e Geografia… super de boa… Com ele não teve treta. Ele nem esquentou. Professora Sueli… de Língua Portuguesa… nem deu bola. Professora de matemática (não lembro o nome dela) também não… O professor de educação física, achou curioso e o Professor de Religião tentou conversar comigo e me fazer mudar de ideia… mas ele viu que não tinha como, que eu estava com as ideias firmadas então ele largou de mão… Mas a diretora. Dona Valderez!!! Lembrei o nome da danada… e a professora Solange de Educação Física. Mais umas duas outras… que eu não me lembro o nome agora… pegaram legal no meu pé.

A diretora  me deu trocentas advertências… qualquer motivo bobo ela me tascava advertência. Ela não conseguiu me dar uma suspensão, nem uma expulsão, mas toda a vez que ela podia ela me dava advertência. Eu tomava umas três por semana hahahahahaha. E a professora Solange… toda a vez que ela podia ela me chamava de antissocial em sala de aula, e eu ficava quieta eu não respondia. Na maioria das vezes… de vez em quando eu me irritava e fazia um monte de perguntas pra ela pra irritar… uma vez eu fiquei uma meia hora pentelhando ela, para ela explicar a diferença entre direito e dever…e ela não conseguiu… então ela me mandou pra sala da diretora, falando que eu estava tumultuando a aula e eu tomei mais uma advertência. Daquele dia em diante toda a vez que era aula dela, ela me colocava pra fora da sala de aula dela toda a vez que eles iam fazer a oração. Falando que eu estava desrespeitando a oração da galera.

Eu quase reprovei aquele ano… ir para a escola era uma tortura diária. Hoje em dia fala-se tanto de bullying naquela época eu sofria bullying dos professores porque eu não queria orar o pai nosso com eles. Tem muita gente que me fala hoje em dia de preconceito religioso, que sofre discriminação porque tem uma religião diferente… mas a pessoa fala comigo com aquele ar professoral. Tipo… ‘vc não entende porque nunca passou por isso’ eu entendo sim crianças… eu já passei por isso. Existe discriminação, existe perseguição dentro diversas igrejas, simplesmente por pertencerem a denominações diferentes, ou crer em dogmas diferentes.

Existe discriminação dentro da sua própria igreja. Eu tenho uma vizinha, que mora no prédio em frente ao meu, e mais umas três ou quatro que moram no meu prédio desde sempre. E elas todas essas cinco pessoas em algum momento fizeram bullying comigo… mesmo sendo da minha igreja. O ser humano e terrível. A vizinha que mora do outro lado da rua era amiga da minha mãe, ligava aqui em casa todos os dias quase chamando minha mãe pra ir na igreja neste ou naquele bairro. Depois que minha mãe morreu nunca mais ela ligou e depois que ela me viu andando de bicicleta na rua… de calça comprida ela nunca mais falou comigo.

Ahhh Shao… gente chata não vai mais nessa igreja, acontece crianças que eu não frequento a igreja por causa de terceiros. Eu não vou lá para ver outras pessoas. Vou por mim.. para orar, falar com Deus… tentar ser uma pessoa melhor. Refletir… pedir forcas… algumas pessoas vão meditar, vão fazer Yoga…outros vão fazer terapia. Eu vou pra igreja. Quem esta lá e o que eles estão fazendo lá pouco me importa. E pouco me importa a opinião deles sobre a minha pessoa.

Mas sei lá… apesar de ser uma experiência nada agradável isso de ser perseguida por algo que eu acreditava, tem gente que sofre muito mais coisas… coisas muito mais terríveis do que algumas advertências e umas notas baixas e uma professora chata me mandando sair da sala de aula. Tem lugares no mundo onde eles matam as pessoas por não acreditarem na mesma coisa que eles, jogam as pessoas do telhado quando as pessoas são gays. Muitas coisas ruins desde sempre foram feitas em nome de Deus e da Religião…

Vou terminando este post por aqui porque ta tarde e eu tenho que ir trabalhar amanha…. coisa triste. Chega quatro da tarde no domingo já vai dando depressão. E segunda-feira e o dia que eu mais fico com sono na vida…

See you guys around the corner
Shao

Anúncios