Buenas amiguinhos, mais uma semana se passou, eu achei que ia ser uma semana boa, que eu ia conseguir fazer a revisão no meu carro na segunda, que eu ia me apresentar no Cartório Eleitoral na Terça e que o resto da semana seria normal, corriqueira sem nenhum acontecimento extraordinário. Errado… nada nunca sai como eu planejo, eu consegui (com a ajuda imprescindível do meu irmão Cezar) fazer a revisão na segunda, me apresentei no cartório na terça e depois… Comecei a me sentir podre na quarta. Acordei logo cedo com a diabetes tresloucada, e eu nem tinha comido nada de porcaria que poderia ter alterado a danada. Como eu sou brasileira e não desisto nunca, eu tomei o remédio, esperei ela abaixar e fui trabalhar… eu tinha um monte de pepinos pra resolver, um monte de pendências, diversas reuniões… inclusive cheguei atrasada pra Reunião, mas consegui chegar.

Acontece que eu fiquei o dia todo com um mal estar do caramba, eu atribuí o mal estar á diabetes claro. Mas cheguei em casa de tarde com uma dor estranha no pescoço, achei que fosse torcicolo apesar de que torcicolo na parte da garganta é, como eu já disse, meio estranho. No final das contas eu fiquei em reuniões o dia todo na quarta, quase não fiz nada do que eu precisava fazer do trabalho acumulado na minha mesa. Tinham bem uns seis processos esperando pela minha pessoa lá na mesa. Fui pra casa, me joguei na cama, queria ir dormir logo achando que uma noite de sono resolveria meu problema entretanto eu não consegui dormir, levantei irritada, estava com febre… que legal… achei que lá vinha mais uma gripe, e a dor no lado esquerdo frontal do pescoço aumentando, achei que era uma dor de garganta, mas parecia mais outra coisa, pq a garganta em si não estava doendo, Tomei um antitérmico e consegui dormir… umas três da manhã. Yay!

Acordei mau pra caramba na quinta… tudo o que eu queria era um cantinho pra me encostar, diabetes não estava alta… estava normal, eu peguei e fui me arrastando pro trabalho. Eu devia era ter ficado em casa e ido ao médico, mas começo a achar que eu não sou tão inteligente quanto eu achava que era. Meio dia eu já era um zumbi, aí pessoal começou falar que estava tendo surto de caxumba, que eu podia estar com caxumba que aquela dor e aquele inchaço no meu pescoço era caxumba pra eu ir pro hospital. Eu ainda resisti bravamente até umas quatro da tarde, minha hora de ir embora é às cinco… eu vim pra casa pensando em esperar um dos meus irmãos chegarem, mais especificamente o Cezar pq ele dirige, pra ir comigo no hospital. Mas teve um pepino lá no trampo dele e ele não veio pra casa. Carlos queria ir no hospital, mas se fosse caxumba tinha que esperar mais uns dias pra ter certeza. Se a pessoa não está com febre, o pescoço nem está tão inchado, não adianta ir ao pronto socorro pq eles vão dar um antinflamatório e mandar vc embora de volta pra casa… eu falei isso pros meus caros irmãos (as antas) mas eles ficaram de mimimi pra cima de mim, entretanto como quem manda em mim sou eu, não formos no hospital na quinta. Eu esperei sexta de manhã, estava com mais dor, doía falar e mexer o pescoço pro lado direito, a dor estava começando a me irritar.

Resultado… médica mal me examinou, ela olhou minha garganta com aqueles palitos de sorvete dela… e disse que não dava pra saber com certeza se era caxumba, me passou um antinflamatório, me deu atestado para o dia e me mandou pra casa e disse que se eu piorasse pra voltar lá hoje, mas só se não melhorasse nada… Como o antinflamatório deu uma melhorada na dor, eu não voltei… ela mandou eu tomar o negócio cinco dias… Por precaução, como havia a suspeita de ser a tal da caxumba ela aconselhou a ficar em casa de repouso e não fazer esforço. Eu desmarquei com o pessoal até porque tem a Rafaela filha da minha amiga Luciana que é pequena, sair com ela com suspeita de estar com caxumba é sacanagem. Mas eu fiquei chateada porque eu queria ir no Outback e queria ver o pessoal, bater papo… colocar conversa em dia… Eu tinha marcado de ir com um amigo no último dia do Anima Mundi no domingo também não vai rolar…

Comédia foi eu nem sequer lembrar se eu tinha tido ou não caxumba quando era criança. Minha mãe saberia uma coisa dessas. Minha tia disse que não e minha vó não lembra. Mãe faz falta em todas as áreas da nossa vida, ponto final. Eu ainda perguntei pra criatura loira que me atendeu lá no PS (a médica era muito novinha, acho que ela era Residente) se não tinha um exame de sangue, ou outro exame qualquer, para saber se era ou não caxumba, ela disse que não era o caso porque o período de incubação blábláblá… Cezar achou que eu tinha que fazer um escândalo e exigir um exame qualquer, aí eu falei pra ele: Vc quer que eu faça o que? Coloque um revólver na cabeça dela e obrigue ela a fazer um exame de sangue em mim?? A beleza da médica ainda colocou CID de amigdalite no meu atestado, eu nem tenho amígdalas mais e faz tempo, e ela me coloca amigdalite… Aff… mas, podia ser pior, eu podia estar na dependência do SUS.

Eu ainda fui no AMA aqui na minha rua, eu saí do meu convênio e fui direto pro AMA. Esperei uma hora, pra enfermeira me chamar na sala de triagem, ela não mediu minha temperatura para saber se eu estava com febre, não aferiu pressão e não adiantou eu falar pra ela que a dor era na parte da garganta ela colocou torcicolo na minha ficha… me irritei e vim embora, tomei o antinflamatório que a médica do convênio passou e deitei. Esperando melhorar…

Enfim… Tô aqui de observação forçada. Meus caros irmãos ainda querem ir ao Outback mais a noite, pensando seriamente em ir, com caxumba ou sem caxumba… mas aí vai depender, se eu estiver me sentindo bem ou não. Fui brincar com eles agora há pouco um pouquinho e só de ficar rindo já comecei a sentir dor de novo. É uma meleca mesmo… se tem duas coisas que me deixam extremamente irritada é dormir mal e sentir dor…

Não posso dizer que não melhorei nada, tô melhor, ainda não dá pra ficar falando ou rindo muito, nem deitar a cabeça no travesseiro do lado que dói, mas mexer o pescoço pro lado direito não dói mais. O negócio é tomar o remédio os cinco dias e torcer pra médica ter razão, pra não ser caxumba, pra eu estar boa de novo na segunda-feira.

Tive que parar de compor o post porque meu primo Acacius Est veio aqui pegar o carro emprestado pra ir buscar umas caixas de porcelanato que ficaram faltando pro Apartamento dele e da noiva dele. Acacius Est é o tipo de pessoa que se ele precisar eu doo meu rim pra ele, se ele precisar eu dou um terço do meu sangue pra ele. Menino merece… Aí ele vai para o Lar Center comprar o dito do porcelanato e não tem, ele vai ter que ir em Guarulhos buscar e não encontra o carro hahahahaha. Aí me liga, qual a placa do seu carro… perdi seu carro no estacionamento. E pior que eu nem posso falar nada porque eu perdi a conta das vezes que eu perdi o meu carro no estacionamento do shopping. Teve uma vez, meu carro ainda era o Voyage, que eu perdi mas tão bem perdido e o shopping estava tão cheio que eu tive que voltar para o shopping e ficar jogando fliperama até depois da meia noite e esperar o shopping esvaziar pra eu poder achar meu carro e ir para casa.

Fiquei brincando com os meus irmãos e começou a doer novamente meu pescoço. E agora está doendo do outro lado. Parece que eu vou ter que  ir ao médico amanhã mesmo, não vai ter outra opção.

Mês de Agosto está chegando… tenho outras coisas do carro pra resolver. Tenho que agendar a vistoria da Controlar pra poder em setembro licenciar o carro… lá se vai mais uns 200 reais nessa brincadeira. Quem precisa de família??? Basta comprar um carro, vc tem que sempre se preocupar com a manutenção e a documentação dele, tem que sempre gastar grana com ele… minha mãe dizia que ter um carro é como ter duas famílias. Ela tinha razão.

E falando dessa porcaria de Controlar… puta que pariu hein prefeito???? Eu sinceramente espero que o próximo prefeito a assumir dê um jeito nessa bosta, onde já se viu… carros novinhos que já passam na vistoria antes de irem pras concessionárias terem que, apenas um ano rodando, ter que fazer esse controle??? Isso nada mais é que uma fábrica de dinheiro pra empresa que ganhou a infeliz da licitação. Alguém na administração deve estar levando alguma grana, não é possível… Igual aquela história ridícula de andar com um kit de primeiros socorros no carro uns anos atrás . Todo mundo comprou aquelas tranqueiras e depois não precisava mais, entretanto muita gente já tinha levado grana vendendo os tais dos kits né? Brasileiro é uma raça burra mesmo… e gente burra tem que tomar na cabeça e não aprender e pronto!

Terminando este post por aqui porque o meu pescoço está doendo de novo, vou repousar pra ver se essa cara inchada melhora.
See you guys around the corner
Shao