Okay eu me rendo… todos (ou quase todos) os meu amigos estão fazendo, vou fazer tb… sounds like fun…

#001 – Fui filha única de pai e mãe até os 14 anos, depois ganhei seis irmãos. Às vezes eu ainda ajo como se eu fosse filha única pq meus irmãos me mimam demais.

#002 – Da minha geração eu sou a neta mais velha, a sobrinha mais velha, a filha e a irmã mais velha.

#003 – Quando eu era criança eu vivia doente, eu sempre achei que ia morrer antes de chegar à vida adulta.

#004 – Por causa disso eu adoro fazer aniversário, não me importo de envelhecer e achei super legal quando apareceu um cabelo branco na minha cabeça.

#005 – Não tenho medo da morte.

#006 – Meu nome é Ceres pq meu pai tinha certeza que eu seria um menino e só tinha nome de menino na lista que ele tinha escrito durante a gravidez da minha mãe.

#007 – Ele escolheu meu nome de uma revista com mais de 5 mil nomes que ele comprou numa banca de jornal.

#008 – Adoro mitologia, de diferentes culturas e isso começou por causa do meu nome.

#009 – Adoro ler e tenho crises de abstinência quando não tenho um livro comigo e incomodo as pessoas ao meu redor com isso às vezes pq as pessoas querem conversar e eu quero ler.

#010 – Minha prima me zoava dizendo que meu prato favorito devia ser sopa de letrinha. Não é… é arroz, feijão, bife, salada de tomate e batata frita.

#011 – Eu sempre morei em SP. Mudei de bairros várias vezes. Até os 14 anos de idade mudávamos todo ano. Minha mãe adorava mudar.

#012 – Meus pais se separaram eu tinha três anos de idade e eu nunca tive muito contato com meu pai. Qdo ele morreu eu tinha 19 e éramos dois estranhos.

#013 – Sou muito amiga dos meus irmãos por parte de mãe mas não tenho contato com meus irmãos por parte de pai.

#014 – Minha melhor amiga se chama Eliana e ela trabalha comigo.

#015 – Eu sempre penso muito antes de tomar qualquer decisão ou atitude.

#016 – Eu penso até dormindo e geralmente resolvo meus problemas enquanto durmo.

#017 – Eu sempre tenho sonhos estranhos.

#018 – Eu amo minha família mas o amor de alguns deles por mim às veze me sufoca e eu me retraio. Preciso de espaço e gosto de ficar sozinha de vez em quando.

#019 – A única pessoa que eu amei incondicionalmente até hoje foi a minha mãe.

#020 – Não sou uma pessoa grudenta e detesto gente grudando em mim. Mas de vez em quando eu deixo meus irmãos serem grudentos comigo pq me sinto culpada com a cara de cachorrinho pidão deles.

#021 – Sou extremamente pontual e responsável com meus compromissos e gente que não age da mesma forma me irrita profundamente.

#022 – Detesto telefone tocando, detesto falar no telefone. Tenho vontade de mandar o telefone na parede quando ele toca.

#023 – Detesto aglomerações, tenho claustrofobia. Queria morar longe da cidade grande mas tenho entomofobia.

#024 – Adoro olhar o céu, queria morar num lugar que desse para ver as estrelas à noite.

#025 – Lugar mais longe de SP que eu já fui foi a Bolívia…

#026 – Sempre fui muito alta quando era criança, Joguei volei infantil. Depois eu parei de crescer estourei meu pulso e abandonei o esporte. Mas amo volei até hoje.

#027 – Sempre acham que eu sou mais nova do que eu realmente sou. Não respeitam meus cabelos brancos.

#028 – Eu adoro rir e gosto de ver as pessoas felizes ao meu redor.

#029 – As pessoas que estão com problemas geralmente vem falar comigo pq dizem que eu faço elas se sentirem melhor. Eu raramente nunca encontrei alguém que fizesse isso por mim…

#030 – Já fui muito tímida, de travar na hora de dar bom dia. Melhorei bastante, mas ainda travo de vez em quando com pessoas que não tenho muita intimidade.

#031 – Não sei dançar, nem gosto. Nunca saí pra balada… sempre gostei mais de dormir cedo e acordar cedo pra andar de bicicleta no parque.

#032 – Meus amigos da minha idade sempre me acharam estranha.

#033 – Meu autor favorito sempre foi José de Alencar. Mas de uns anos para cá tenho lido muito Clarice Lispector e Florbela Espanca.

#034 – Fiz minha monografia em Letras baseada em Alencar e na Teoria do Bom Selvagem de Jean Jaques Rousseau.

#035 – Aprendi a ler e a escrever sozinha aos três anos. Minha mãe ficou com medo achando que eu era inteligente demais.

#036 – Minha mãe me levou para fazer teste de QI mas nunca me disse o resultado. Depois mais tarde eu não quis saber porque não queria ser diferente.

#037 – Sempre tive dificuldades pra fazer amizades pq eu era tímida e nerd.

#038 – Sempre fui boa aluna e sempre tirei notal altas. Nunca reprovei e só peguei uma DP agora recentemente, mas foi no semestre que minha mãe morreu.

#039 – Eu parecia a Chiquinha do Chaves até a sexta série… de trancinha e óculos. E eu apanhava na escola aí minha mãe me colocou no judô.

#040 – Adoro música. Toco piano, teclado, órgão (tive aulas até dois antos atrás) e violão (foi a única coisa que meu pai me ensinou).

#041 – Sou muito eclética, gosto desde ópera a Hard Rock. Mas não curto samba, nem forró, nem axé…

#042 – Fiz Kung Fu porque minha mãe me obrigou, mas depois me apaixonei pela arte e pela cultura.

#043 – Tirei a Habilitação porque minha mãe me obrigou também, e não tenho grande paixão por dirigir. Prefiro andar de ônibos (vazio).

#044 – Sempre procurei ser uma boa filha e fico triste quando vejo pessoas que não dão valor aos pais porque eu já perdi os meus.

#045 – Adoro filmes mas não gosto de sair muito de casa. Amo minha casinha meu cantinho.

#046 – Tenho mania de limpeza.

#047 – Tenho mania de colecionar canetas, sempre ganho um monte e detesto que mecham nas minhas canetas.

#048 – Amo chuva e vento, e tempestades e raios.

#049 – Prefiro o frio ao calor, gosto mais do outono que da primavera. Sampa é lindo garoando.

#050 – Gosto do mar mas não da praia, detesto areia.

#051 – Não sou muito vaidosa mas cuido muito dos meus dentes e do meu cabelo. Detesto maquiagem, não uso e tenho alergia. corto a unha bem curtinha pra não atrapalhar no piano e não pinto pq descasca de tanto bater nas teclas e fica feio então melhor não passar nada.

#052 – Tenho alergia a soja, milho e a outros grãos menos comuns.

#053 – Comer nunca foi divertido pra mim, sempre foi obrigação por causa das minhas diversas doenças ao longo da vida.

#054 – Minha banda favorita é o Roxette desde que eu tenho 12 anos.

#055 – Já trabalhei de babá, vendedora de pastel, massoterapeuta, webdesigner e professora de inglês. Hoje trabalho na Prefeitura de SP e tô em crise com meu emprego.

#056 – Detesto usar sandália, prefiro tênis.

#057 – Uso óculos desde pequena mas sempre esqueço ele na bolsa ou pendurado na gola da camiseta.

#058 – Tenho dom pra achar graça das coisas e dar risada bem quando tô com a boca cheia de algum líquido. Já dei um banho de água na minha amiga Eliana e um de chá mate no meu avô que tava dormindo no sofá e um de coca-cola no meu irmão. A vítima sempre é o dono da piada.

#059 – Acho inteligência e senso de humor mais atraente que qualquer atributo físico.

#060 – Quando fiz 15 anos troquei minha festa de debutante por uma montain bike e fui fazer down hill na Chapada dos Parecis.

#061 – Sou super desligada em certos aspectos, ando na rua com a cabeça nas nuvens, ou já pensando o que eu vou fazer qdo chegar em casa.

#062 – As pessoas acham graça quando eu falo coisas sérias, acham que eu estou brincando porque eu brinco muito.

#063 – Meus anos rebeldes foram muito rebeldes, tanto que eu fugi de casa aos 15 anos. Depois voltei. Mas minha mãe levou 5 horas pra me convencer.

#064 – Quase fui embora do Brasil para o Canadá aos 21 anos. Não fui porque minha mãe ficou doente. E não me arrependo.

#065 – Detesto magoar quem quer que seja e sempre me dou mal por causa disso. Sou incapaz de me vingar e acabam abusando de mim.

#066 – Fiz faculdade de Direito porque minha mãe me disse que seria bacana para mim profissionalmente. Não é minha vocação mas foi legal ter feito.

#067 – Não me arrependo de nada que vivi até hoje e gosto da pessoa que me tornei.

#068 – Eu detestava o programa da Xuxa quando eu era criança.

#069 – Eu era muito moleca, todas as brincadeiras de menino desde soltar pipa até rodar pião e bola de gude quem ensinou pros meus irmãos fui eu.

#070 – Meu primeiro namorado terminou comigo porque eu esqueci de ir encontrar com ele na pracinha pra andar de bicicleta na rua com meus primos.

#071 – Meus avós foram meus padrinhos de batismo e me levaram pra batizar lá em Aparecida do Norte.

#072 – Eu queria ser freira quando eu era criança.

#073 – Deixei a igreja católica depois que eu entrei num colégio de freiras só para meninas.

#074 – Minha fé ficou bem abalada depois que minha mãe morreu.

#075 – Eu não acredito mais em milagres.

#076 – Parei de ir na igreja do meu bairro pq me lembra muito da minha mãe. Tenho ido apenas nas dos bairros vizinhos.

#077 – O melhor show que eu assisti na minha vida foi o da Laura Pausini.

#078 – Dia 14/04 vou realizar um dos meus grandes sonhos de ver o Roxette tocando ao vivo.

#079 – A minha tia mais querida é a irmã caçula da minha mãe minha tia Sandra.

#080 – O primo que eu mais gosto é filho dela o Cassinho. Ele é 8 anos mais novo que eu e eu já fui babá dele.

#081 – Meu apelido em casa não tem nada a ver com meu nome e nasceu de uma marchinha de carnaval que eu odiava.

#082 – Eu detesto gente que fala mal de funcionário público porque eu trabalho pra caramba.

#083 – Nunca fiquei mais de dois dias deprimida.

#084 – Tenho uma coleção de bichos de pelúcia e sempre ganho mais de amigos.

#085 – Minha mãe era deficiente física, teve poliomielite quando teve três anos. Ela foi a única de 40 crianças a sobreviver no bairro dela.

#086 – Meus olhos são geralmente castanhos mas eles mudam de cor dependendo do tempo.

#087 – Eu vivo de cabelo preso porque meu cabelo é cheio de cachos e é difícil de pentear se eu deixar ele solto.

#088 – Eu tenho medo de insetos voadores. Pânico! Saio correndo se vejo um!

#089 – Eu não enxergo direito à noite.

#090 – Levo muito à sério minhas amizades, até mesmo as virtuais.

#091 – Eu não sei mentir.

#092 – Eu não sei dormir de meia nem de blusa de manga comprida nem mesmo no inverno.

#093 – Eu me mecho muito na cama e geralmente acordo com a cabeça do lado oposto para o qual e fui dormir.

#094 – Eu fico mal humorada se eu durmo pouco ou não durmo. Demoro pra acordar e falo pouco de manhã mas não acordo mal humorada, só meio lerda.

#095 – Funciono melhor à noite que de manhã.

#096 – Detesto sentir dor e isso tambem me deixa mal humorada.

#096 – Adoro bicho e queria ter mais tempo e espaço pra ter animal de estimação. Adoro cachorro nunca tive gato.

#097 – Adoro filme de terror e filme trash. Morro de rir vendo. Adoro musical e filmes antigos e épicos.

#098 – Amo filmes musicais também.

#099 – Se eu entrar numa livraria não saio de lá sem comprar um livro. Meus irmãos já nem deixam eu entrar na Saraiva Megastore.

#100 – Sempre espero o melhor das pessoas, vivo quebrando a cara mas não aprendo nunca.

É isso aí amiguinhos…
See you guys Around the Corner
Shao