Comecei este post umas quinhentas vezes, não posso ficar muito tempo sentada… por causa da dor nas costas. Dor é uma coisa que limita a gente de um modo indizível… Finalmente consegui fazer um encosto com os travesseiros que me permitem ficar sentada numa posição que não dói (tanto). Eu sinceramente não sei o que eu tenho… deve ser coluna mas… eu imagino a dor que a minha mãe sentiu durante os três anos de tratamento… aliás, não preciso imaginar, basta lembrar, mas não quero lembrar.

Estava conversando com a Fê no msn hoje e again surgiu a conversa a idéia de ter umas sessões com um psicólogo. Eu acho, e minhas amigas acham também, que eu estou traumatizada com o câncer. Tudo o que acontece de ruim eu já logo imagino que é câncer. Eu não consigo evitar… vira e meche me assalta a idéia de que genéticamente eu estou fadada a morrer de câncer, passando aquele calvário todo que minha mãe passou… e eu chego a beirar o pânico… Minha vontade é sair correndo e me enfiar num cantinho escuro e esperar o mundo acabar.

Mas me falta coragem para encarar um psícólogo. Minha mãe sempre dizia, quem tem Deus, quem tem uma crença… não precisa de psicólogo. Meu irmão caçula pensa do mesmo jeito. Não estou desmerecendo o trabalho e o conhecimento dos psicólogos nada disso. Muito pelo contrário, eu acho que se vc não tem condições de resolver a confusão de sentimentos que de vez em quando rola dentro dos nossos cérebros… precisamos de ajuda. Mas como eu já disse eu não tenho, certeza, se eu tenho coragem de encarar um psicólogo.

Ahhh mas Shao, porque precisa de coragem pra ter uma conversa com um médico. Não sei explicar exatamente… vou tentar usar uma imagem… É como quando alguma coisa muito triste acontece. E você fica com aquela vontade enorme de chorar mas você sabe que, não pode porque, tem um monte de decisões a tomar, e coisas para fazer e um monte de pessoas dependem de você. E se você deixar cair aquela primeira lágrima você vai desmoronar e se você desmoronar a coisa toda desmorona com você…

É mais ou menos isso… às vezes eu acho que tenho carregado tanta coisa, que se eu começar a “descarregar” essa carga toda eu vou desmoronar. Eu sei que… às vezes é necessário desmoronar tudo, começar do zero, que certos acontecimentos na nossa vida viram tudo de cabeça para baixo e recomeçar, do zero, é a única opção… mas não é fácil, é assustador. Precisa de coragem… e eu não acho que tenho coragem o bastante.

Minha Fé também não é mais a mesma de uns tempos para cá e isso não tem ajudado muito… Não que eu tenha deixado de acreditar em Deus… eu acho que eu simplesmente deixei de acreditar em milagres… O que é bastante desanimador eu devo confessar. Dá aquela sensação de que… no final das contas estamos sozinhos no universo…

Minha mãe costumava dizer que quando estivéssemos perto do fim dos tempos todos os milagres iam se acabar. E que seria para testar a nossa Fé… minha fé anda meio bamba… mas de vez em quando eu me lembro disso e me pergunto, também diante de coisas que vemos acontecendo no mundo ao nosso redor, se talvez essa época não tenha chegado… talvez esteja chegando mesmo o fim dos tempos…

Bom, eu não sei… são apenas conjecturas. Eu vou dormir agora… amanhã tem que trabalhar… Deus me ajude com essas minhas costas…

See you guys around the corner
Shao