Pois é… o puxa-saco mor do Serra o prefeito de São Paulo Gilberto Kassab não deu ponto facultativo nessa segunda-feira primeiro de novembro para que nenhum funcionário municipal pudesse viajar para então meus dois planos malignos de A) Descansar dormindo até mais tarde e B) Me jogar de cara no TCC foram por água abaixo Obrigada Kassab filho duma puta bobo, feio… (Se eu xingar o prefeito posso ser exonerada???) Espero que não… mas se puder ele vai ter que mandar todo mundo embora aposto… Já disse que eu detesto política? Detesto!

Assim sendo meu fim de semana vai ser mais ou menos assim… eu vou acordar tarde amanhã… não muito porque eu tenho que ir ao banco com o meu irmão. Depois eu acho que de lá mesmo vou pra faculdade, tem uma reunião lá com o pessoal da formatura, sério cara, eles podiam fazer isso dia de semana né? Eu falei que ia mas se me der na telha nem vou óh… mas até segunda ordem estou indo… Domingo eu vou trabalhar o dia todo na eleição, não vou ter ânimo nem de respirar quando eu chegar… tenho certeza… Segunda (infelicidade plena by @lilidolala) vou trampar o dia todo, não tenho aula graças ao bom Deus, depois virei para casa e na terça… dia de finados não tem nem trampo nem aula… mas talvez a galera aqui em casa queira ir no cemitério visitar e dar uma arrumada na tumba da minha mãe (não é um tumba na verdade é o que eles chamam de campa –???- mas eu gosto de chamar de tumba). Da última vez que estivemos lá colocamos umas flores artificiais… ficou legal, o bacana das flores artificiais é que elas não murcham. Como dizia a música dos Titãs “as flores de plástico não morrem”.

Espero que não seja mais uma novela essa visita ao cemitério. Toda a vez que a gente vai lá o Cezar (meu irmão caçula) fica com uma cara que ddá vontade de sair correndo uma semana sem olhar para trás. Sério, não sei se é porque eu sou uma pessoa que raramente está triste que gente deprimida, pessimista e que gosta de se chafurdar na dor e no sofrimento me irritam profundamente. Eu sei que cada um tem seus problemas e tal (já falei disso no post anterior) mas às vezes meu lado compassivo não consegue acompanhar o meu lado rebelde que acha que as pessoas se sobrelotam sobremaneira de conformismo e ficam perdidinhas dentro de si, achando que vivem numa novela cósmica e que alguém lá em cima está acompanhando capítulo a capítulo… parecem que têm prazer em sentir pena de si mesmas.

Não sou imune a isso, muito pelo contrário, tenho meus dias de miséria… todos temos. Mas aí eu choro até me sentir idiota, ou durmo até passar a lesera e tenho que fazer alguma logo que melhoro para mudar aquela situação, afinal, ficar sentada sem fazer nada choramingando não vai mudar nada… certo? Esse tipo de atitude derrotista e conformista me irrita profundamente.

E eu tenho muitos, mas muitos mesmo, amigos que são assim 24 horas por dia, 7 dias na semana e assim sucessivamente… E sabe quando eu tô maus o que esses meus amigos fazem??? Eles conseguem simplesmente me deixar pior… é inacreditável. Eu já disse aqui que eu queria ter 15 amigos como meu primo Cassinho e a minha amiga Eliana (que é uma irmã pra mim)? Já devo ter dito… mas digo novamente.

O Cassinho não fala nada… ele vem, chega… na dele… e de repente ele te arrasta pro shopping pra fazer as coisas mais idiotas que vc possa imaginar… tipo… jogar street fighter no fliperama depois comer qualquer porcaria na praça de aliementação, e não toca no assunto do problema. Ele faz você rir… pensar noutra coisa… e quando vc volta pra casa vc se pergunta, por que mesmo eu tava deprimido?

A Eliana é diferente, ela dá esporro, ela me leva pra igreja, ela deixa eu falar um monte na orelha dela. Mas ela nunca concorda comigo, mesmo que ela concorde no fundo, na hora que eu tô deprimida, ela discorda, só pra ser do contra… (Dica galera, a gente nunca concorda com quem tá deprimido… nem tenta dar lição dem moral se não tem moral para tal – rimou – mas concordar com gente deprimida é incitar a criatura ao suicídio, e antes que me perguntem, sim, é crime esse tipo de comportamento).

Pensando bem eu não queria 15 amigos assim não… hahahaha eles não iam me deixar em paz com meus pensamentos um minuto e eu amo a solidão. Quer dizer, eu amo meus amigos e gosto de sair e conversar com a galera, ou conversar pelo msn mesmo… mas eu preciso de umas horas solitárias… para ler, pensar… aliás eu não teria problema nenhum em morar sozinha. É até bacana quando o Carlos e o Cezar saem e eu fico aqui em casa sozinha na minha…

As coisas estão caminhando para cada um de nós três tomarmos um rumo na sua vida, o Carlos está aparentemente se dando bem no tramp novo dele, apesar dele não gostar. Acho que ele só vai gostar de um trabalho quando ele se enfiar na criminalística ou então na advocacia, estou para ver uma pessoa com tamanha vocação pra área. E eu dou o maior apoio. Tenho certeza que Deus vai abençoar ele e vai dar tudo certo, ele vai se dar bem.

O Cezar, parece que vai sair mesmo o treco do concurso que ele passou. Até, mais tardar fevereiro ele deve tomar posse. O que para ele vai ser bacana, financeiramente ele vai alcançar uma estabilidade e uma liberdade.

Eu não sou rica mas só para mim eu ganho bem, o salário que eu ganho eu posso viver muito bem, pagar as minhas contas com o que eu ganho. Não dá pra comprar uma casa… pelo menos não por enquanto e eu ainda estou pensando sériamente em passar num outro concurso, ganhar um pouquinho melhor e aí sim poder contar somente comigo para poder comprar uma casa e um carro.

Não estou despresando meus irmãos e os ganhos deles, nada disso. Quero que eles construam uma vida para eles… e não fiquem a vida toda rachando despesa de casa comigo. Se eu entro numa conversa dessas com eles capaz deles não entenderem e ficarem magoados ainda, mas eu tô pensando no futuro deles. Não sei até quando eu vou estar por aqui, com minha saúde cheia de altos e baixos como está, nem sei… mas espero que quando eu não tiver que fazer mais nada pela alface dessa terra que eles estejam com avidinha deles razoávelmente estruturada.

Bati boca com a criatura do Cezar essa semana, eu sinceramente não entendo esse moleque (sim ele é um moleque ele não é um homem, não é maduro e ele sabe disso e ele mesmo admite). Ele tá pra mais de dois meses com dor de dente o empecilho e não vai no dentista ver aquela carcaça que ele chama de boca. Depois me acorda no meio da madrugada querendo remédio. Minha obturação caiu e eu logo tratei de ir na dentista arrumar um encaixe… ela me atendeu arrumou tudo… beleza cara. Falei pra mula inteligência prodígio, vamos lá comigo daí vc jpa vê esse dente também, vai que alguém desmarcou e tem vaga. Não, não quero, vou passear no centro cultural. Ahpraputaquepariu viu. Então não me venha reclamar de dor de dente… vou cuidar dos meus dentes e vc decide como vai ser a sua dentadura qdo vc tiver a minha idade. Larguei mão… sério, vc fala pro bem do filha da puta animal imbecil tonto e ele não quer nem saber… então problema dele.

O Carlos é outro que eu to mandando ir no dentista fazer o orçamento já faz tres meses e ele nada… só sabe ficar atrás da namorada, agora mesmo foi no shopping gastar grana comprar aliança (o amor é podre de lindo né?) Eu, não falo mais nada… calei…

Minha melhor amiga volta das férias na quarta ehhhhhhhhh pelo menos essa semana não vai ser de toda má… Outra coisa que está me deixando contente é que ela sempre que pode vai na igreja agora, sozinha ou com o marido dela, não precisa mais de mim pra ir com ela, agora ela sabe o caminho hahahahaha.

Todo mundo que lê meu blogue sabe que eu não faço apologia a religião nenhuma e nem ateio pedra em nenhuma (apesar de existirem sim uma ou outra denominação que me dão arrepios com suas práticas absurdas para extorquir grana e adquirir fiéis… mas… enfim) e eu acredito que cada pessoa tem que acreditar naquilo que lhe der na telha, sou a favor totalmente do livre arbítrio. Nunca chamei nenhum amigo para ir na igreja que eu frequento nem fiquei fazendo propaganda, se me perguntam como é ou como deixa de ser eu respondo, e resume-se a isso mesmo minha atitude, muitos ateus acusam generalizadamente os evangélicos de esfregarem a sua fé na cara dos outros… não tenho vergonha de acreditar no que eu acredito e de ser quem eu sou, mas eu concordo até certo ponto de que ficar, Jesus isso Jesus aquilo é ridículo. Certas pessoas beiram o limite da hipocrisia com isso…

Ou seja, eu não fico por aí alardeando nenhuma crença… como diria Clarice Lispector: “Escuta: eu te deixo ser, deixa-me ser então.” Se todas as pessoas agissem assim acho que a intolerância religiosa diminuiria pra caramba.

A história com a minha amiga é que ela quando criança frequentava a mesma igreja que eu com a vó dela, e um dia ela me perguntou. Por que você nunca me convidou para ir na sua igreja? Aí eu falei por nada oras, mas se você quiser ir eu te levo sem problema. Aí ela disse; Ah eu quero… É uma questão de respeito sabe, religiosidade tem que partir do indivíduo. Crença, fé é uma coisa muito particular. Não pode nem deve ser imposta. Minha mãe sempre me disse: Casamento, religião e profissão ninguém escolhe para ninguém, minha mãe sempre me deixou ser… eu aprendi assim, e eu acho que eu devo deixar as demais pessoas serem também.

É claro que quando vc está trilhando um caminho que vc acha que é bom vc quer compartilhar isso com as pessoas que vc ama e quer que elas vejam o quanto é legal e tudo mais. Mas, nem sempre o que é bom para vc é bom para o seu semelhante certo?

Ahhh chega, este post tá gigantesco e eu tenho roupa pra lavar, e TCC pra fazer… vejo vocês em breve, eu espero…

See you guys around the corner
Shao