Howdy galera… como foi o feriado de vocês? O meu foi bem legal, bem melhor do que eu esperava na verdade. Até porque eu estava num estado de espírito um tanto conturbado. Mas… whatever… já está virando rotina isso. Não vem ao caso, deixa para lá…

Então a casa estava cheia de gente ontem e foi mais divertido do que eu achei que seria, e também foi um dia produtivo o marido da minha prima conseguiu instalar a rede wireless aqui em casa agora eu estou cogitando cacelar a assinatura do Claro. São 119 reais a menos para pagar todo o mês.

O Cezar estava emburrado com a Kate e o Leandro ainda, por conta de águas passadas, da confusão que deu em mil novecentos e bolinha. Não tiro o direito dele ainda mais quando ele estava se doendo por coisas que fizeram comigo. Mas a ira dele estava mal direcionada e eu queria que ele visse isso. Acho que às vezes eu sou sutil demais e meus irmãos não me entendem. Não estou dizendo que todos os homens são assim mas meus irmãos às vezes você precisa soletrar pra eles e ainda assim eles não entendem. Entretanto ainda há esperanças… depois de dois, três dias ruminando eles entendem… E eu acho que ele entendeu que eu queria que a gente se reaproximasse da Kate e do Leandro que durante muito tempo foram pessoas próximas da gente e por causa de maldade de terceiros. Mas nunca é tarde demais para concertar certas coisas… algumas coisas não tem concerto… mas não era esse o caso.

Whatever eu tinha planejado ficar em casa o dia todo dormindo porque afinal de conta são meus ultimos dias de férias, mas eu resolvi ir para a igreja. Umas coisas aconteceram (que não vem ao caso agora) que me deixaram super chateada… mas… como diriam os franceses cest la vie. Se eu não tivesse um motivo eu juro que ja teria tomado certas atitudes. Eu sei que isto está soando completamente vago mas não tem porque eu ficar remoendo o que aconteceu, até porque ficar remoendo não vai resolver o problema, não vai fazer com que eu me sinta melhor e não vai fazer com que as pessoas deixem de ser as criaturas estapafúrdias que são.

Mas… mudando de assunto… Minhas férias estão acabando e eu estou sinceramente chateada de ter que voltar ao trabalho. Como eu já disse… eu não sei exatamente o que está me incomodando no trabalho, sei lá… acho que cansei do atendimento ao público, também… quase oito anos fazendo a mesma coisa. E pior que eu não vejo, pelo menos não num futuro próximo, as coisas mudando. Na verdade eu nem queria mais trabalhar alí na Subprefeitura eu queria, de repente poder trabalhar num outro lugar, mais perto da minha casa, não ter que pegar condução. Mas eu sei que o novo gabinete mantém a mesma política de não liberar os funcionários para outros lugares, a não ser com permuta, a não ser que seja pra assumir um cargo melhor noutro lugar então nem acalento a idéia. Mas que ia ser legal de repente trabalhar aqui na biblioteca que fica na minha rua… acho que ia. A Jucilene que trabalha comigo disse que é ruim trabalhar em biblioteca mas… até porque tem que trabalhar de sábado. Mas… não quer dizer que o que é ruim para ela é necessariamente ruim para mim também certo?

Já me disseram que não compensa eu sair da Praça, deixar o cargo… eu sei que financeiramente não compensa… meu salário vai cair tanto que não vai dar pra pagar a faculdade… mas, eu acho que as pessoas dão muito valor à dinheiro, eu dou muito mais valor à minha paz de espírito sabe e eu não tenho tida muita paz de espírito ultimamente. Talvez não seja o trabalho, talvez seja a faculdade, talvez sejam os problemas que eu tenho em casa, talvez sejam os problemas que andam passando pela minha cabeça, ou talves seja uma equeção somatória de todos eles sei lá. Eu tenho esperanças que o ano que vem… quando não vai ter mais faculdade… as coisas mudem para melhor.

Pior que eu acho isso tão triste sabe? Meio melancólico até… eu lembro de um tempo que eu adorava meu serviço, meu trabalho… eu me pergunto quando foi que eu deixei de gostar de trabalhar na Praça de Atendimento… mas não consigo encontrar uma resposta satisfatória para esta pergunta. Mem pergunto se isso é passageiro ou se é definitivo…

Às vezes eu acho que tudo faz parte de um pacote único que resume-se ao fato de eu estar simplesmente fazendo as coisas que eu TENHO que fazer e não as coisas que eu gostaria de estar fazendo… Eu estou vivendo a vida de outra pessoa e as coisas não fazem sentido…

Abriu concurso para o Tribunal de Contas do estado, são poucas vagas… 31 só, mas eu vou fazer… vou esperar até dia dez e vou fazer minha inscrição. Não vai cair matemática o que já é uma boa notícia. O salário é um pouco maior que o meu e com certeza a responsabilidade seria menor também, apesar de que… com certeza vai ser um inferno na terra ter que ir trabalhar lá na Avenida Rangel Pestana… a condução pra lá é bem mais complicada que a condução pra onde eu trabalho agora. Eu acho… mas pode ser que eu esteja enganada.

Este ano entretanto é ano de eleição, provávelmente não vão abrir concursos bons, minha pressa de ‘mudar de ares’ acha isso péssimo mas meu lado racional acha bom porque ano que vem eu vou ter tempo (em tese né???) de fazer um cursinho e me preparar melhor para as provas dos concursos que DEVEM abrir a partir de janeiro de 2011 como: TRE, TRT, TJ-SP e diversos outros para outros estados. Estou pensando em prestar para outros estados… São Paulo está muito cheia de gente… estou ficando com pessoafobia morando aqui…

Essa terça eu fui no shopping e tinha fila na loja da CLARO… fila… de terça-feira… no meio da semana!!! À tarde… quando todo mundo deveria estar trabalhando… e eu tipo… WHATAHELL??? Depois vc sai do shopping, a lotação deveria estar vazia pq vc está indo no contra fluxo… mas não… ônibus vazio em SP não existe mais. O Metrô eu nem comento…

Bom… vou ficando por aqui porque são uma e meia da manhã (eu acordei tarde pra caramba hoje) e amanhã eu tenho prova daquele livro do além… não li tudo… é muito chato, vou ler um resumo e entregar nas mãos de Deus tomara que seja o suficiente. Depois segunda eu volto à labuta e sexta  mais um trabalho e a prova da DP de Processo Civil… ahhhh sem esquecer o fato de que eu preciso marcar meus exames que a Ginecologista pediu pra saber se eu estou ou não com um nódulo na mama… a Eliana pegou no meu pé hoje pq eu  ainda não marquei… Não tô com pressa… más notícias voam sozinhas a gente não precisa acelerar elas ainda mais…

Falando em más notícias recebemos mais uma esse feriado o irmão caçula da minha vó… que tem a idade que minha mãe teria se estivesse viva está internado nas últimas no hospital do câncer com câncer terminal no estômago. Não tem mais o que fazer… Como eu disse pro meu irmão, mais um sorteado na loteria do capeta na nossa família… vai ter genética assim pra essa doença lá nos confins do Turcomenistão hein? Logo, os prognósticos relacionados a câncer nunca são bons quando minha família está no páreo…

Deve ser por isso que eu ando com a cabeça tão for a de órbita ultimamente. Olhando para trás no histórico familiar, as chances de eu ter alguma coisa ruim são infinitamente maiores que as chances de eu não ter nada… isso está me deixando meio pirada…

See you guys around the corner
Shao

Anúncios