Eu descobri que quando a gente está de férias a maldição dos sábados se estende aos demais dias da semana hahahahaha. Vários planos eu fiz não deram certo… uma beleza… eu tenho que ir, ao banco, ao correio, no posto da SPTRANS pra arrumar a droga do bilhete e tenho que tirar um dia dessa semana ainda pra ir no ambulatório fazer o negócio do plano de saúde pro meu irmão, pro Carlos porque o infeliz do Cezar não quer fazer… Isso sem contar as provas e trabalhos que eu tenho pra fazer e putz eu ainda não fiz nenhuma das audiêcias que eu tinha que fazer pro semestre, esse semestre tá todo ferrado.

Falando em Cezar, sério mano esse menino me tira do sério… eu vou ter que ter uma conversa com ele… essa é uma daquelas oportunidades que você se olha no espelho e fala… nossa, eu tinha razão. Mas também é uma daquelas que você não queria ter razão sabe? Eu sabia que depois que minha mãe morresse a convivência ia ficar complicada aqui em casa porque afinal de contas eles são adultos e não tem que ficar obedecendo minhas ordens, mas eu esperava sinceramente mais consideração da parte deles…

Chorei pra caramba esse fim de semana que passou, tô chorona… deve ser a TPM não sei… nunca dá pra ter certeza. Segunda e Terça foram correrias, tudo girando em torno da faculdade, eu tenho tanta coisa pra fazer que sinceramente não sei se vai dar tempo, tô até pensando em pedir pros meus imrãos fazerem um dos trabalhos para mim, eu detesto fazer isso, gosto de eu mesma tirar as minhas notas mesmo sendo elas medíocres. Síndrome de quem um dia já foi professora, odeio desonestidade, mas não sei se eu vou dar conta e olha que eu estou de férias… se eu estivesse trabalhando então seria bem pior. Eu tinha intenção de procurar um assunto legal pra postar aqui no blogue mas não dá tempo toda vez que eu ligo o PC é pra pesquisar alguma coisa pra faculdade, e eu estou sem impressora… viva três vezes…

O que me deixa muito P… da vida é que eu tenho um monte de livro legla pra ler e não consigo porque TENHO ue ler as coisas da faculdade, sinceramente não vejo a hora dessa faculdade acabar!!!!

Segunda eu não estava me sentindo bem, resultado da vacina. E eu tinha que estudar pra prova mas não estava com nem um pingo de vontade. Aí comecei a trocar umas mensagens pelo twitter com o Marcelo que virou o maior bate papo no messenger. Foi legal apesar das nossas divergências doutrinárias e religiosas. Ele é espírita. Eu acho a doutrina espírita bem poética, bonita até… tem algumas coisas que você ouve e pensa… que legal, tomara fosse assim, mas por mais que eu revolva a minha mente ao redor dela eu não ACREDITO no que eles professam. Mas eu respeito… na boa. É dificil pra mim até mesmo me encaixar na minha doutrina muitas vezes, minha mãe dizia que eu penso demais hahahhaha… é, eu estou sempre questionando. É ruim porque a fé absoluta é cega. Mas… ao mesmo tempo é bom porque a fé cega leva ao fanatismo. Deus me deu o livre arbítrio para questionar certo. O que eu tenho buscado desde sempre na religião é o equilíbrio… não romper essa linha tênue entre ter fé e ser fanático. É dificil acreditem ter fé e não embarcar no fanatismo. Parte de mim que acredita em Deus acha que a parte de mim que questiona é pecadora e a parte de mim que questiona acha que a minha parte que crê é ignorante então é uma batalha constante… é uma batalha quase esquizofrênica hahahahaha. Mas… devagar e sempre. Mas de qualquer forma é sempre legal conversar com uma pessoa que tem uma visão de mundo e do espiritual totalmente diversa da sua. Com respeito e tolerância isso é possível, é quase um estudo sociológico. Eu não converso sobre religião com muitas pessoas… eu tenho medo que estrague a amizade na maioria das vezes. Porque a maioria das pessoas apesar de não notarem muitas vezes são intolerantes e o que começa como uma troca acaba virando competição em vez de apenas manter-se como troca de experiências e conhecimentos.

Mas foi uma noite agradável, eu acho que eu precisava conversar assim com alguém, sem ficar naquele assunto de sempre. E foi bacana porque dei mais um passo na minha amizade com o Marcelo. Amizade virtual existe sim galera, eu tenho grandes AMIGOS no mundo virtual e eu não uso a palavra amigo assim desleixadamente.

Voltando aos meus afazeres. Espero que as coisas estejam calmas no trabalho porque se eu tiver que encarar mais problemas quando eu voltar vai ser pior do que tem sido. Eu preciso descansar mas tenho um monte de coisa pra fazer… hoje eu banquei a rebelde e fiquei a manhã toda dormindo mas… tenho tanta coisa pra fazer que fiquei sonhando com o que eu tinha que fazer.

Tenho dois trabalhos pra fazer, um da DP que é gigantesco, tenho que estudar pra uma prova dia 30/04 e outra dia 07/05 e nessas datas eu não vou mais estar de férias. Mas o mais urgente é um debate que tem no dia 23 e eu tenho que ler um livro de 300 páginas pro debate e ainda me reunir com a galera e ninguém leu nada ate agora… nem eu. E tem também um fichamento pro dia 25… ou seja, eu vou estar atolada até o final de junho, porque acabando maio começam as provas finais. Isso sem levar em conta que eu não fiz nenhuma das audiências que eu tenho pra fazer… e eu simplesmente não consigo me concentrar em nada poque tem uma coisa me chateando.

Vamos por partes, tenho médico no dia 16, eu realmente não queria ir…como o mundo é cheio de más notícias e só tem ocasionalmente umas boas notícias no meio. Desde que minha mãe teve câncer pela primeira vez em 98 ela ficava enchendo o meu saco com o auto exame  e blábláblá… Beleza, eu tenho feito e uns dois meses atrás eu senti um caroçinho em mim e minha melhor amiga fica enchendo pra ir no médico e eu marquei médico pra sexta. Sei lá… vem uma série de exames aí pela frente, e eu tô no maisor sentimento de déjà vu… porque eu vi minha mãe passando por tudo isso… quer dizer, pode não ser nada mas eu tô com medo de que seja alguma coisa.

Eu sei que a coisa mais inteligente a se fazer é fazer as drogas dos exames e tirar isso da minha cabeça, mas ao mesmo tempo eu me lembro de umas reportagens que eu li sobre alguns tipos de câncer (entre eles o de mama) desenvolverem justamente por causa de problemas emocionais que as pessoas passaram na vida, e minha vida emocional tem sido uma verdadeira montanha russa. Eu não sei o que pensar, sei o que eu tenho que fazer e eu vou fazer mas… e pior que eu nem posso falar nada pros meus irmãos porque se eu falar qualquer coisa pra eles, principalmente pro Cezar, ele vai pirar… o Carlos acho que não… eu queria ser o Carlos, a visão de vida dele faz com que a vida dele seja tão mais simples. Não que ele não tenha problemas, mas ele não faz um cavalo de batalha dos problemas dele o que é bom… eu acho.

Eu estou seriamente pensando em procurar um psicólogo eu simplesmente não consigo me concentrar em nada ultimamente e eu acho que eu vou me ferrar esse semestre por causa disso. Eu não quero reprovar o semestre ter que perder a convivência e o apoio dos meus amigos e atrasar minha colação de grau em seis meses… Mas eu acho que é o que vai acontecer se eu não começar a resolver as coisas dentro da minha cabeça e eu acho que não estou fazendo um trabalho muito bom sozinha…

Não quero ir fazer uma mamografia e descobrir que eu tenho um nódulo maligno. Se eu tiver câncer… não vou fazer tratamento. Pode parecer estupidez (eu sei que é estupidez) da minha parte mas… não quero passar pelo que minha mãe passou. O tratamento não te cura, apenas prolonga o sofrimento… ela simplesmente ganhou mais oito anos de dores, tratamentos, cirurgias… e os médicos chamam isso de vida? Não… muito obrigada…

Beleza… minha cabeça voltou a doer… não sei se ainda é da vacina ou se é de tanto ler ontem ou se é de ficar pensando nas coisas que eu tenho que fazer… ou no problema do médico… vou ficando por aqui.

See you guys around the corner
Shao

Anúncios